A nova geração do agronegócio, as startups do campo.

Jovens estão criando startups voltadas para agronegócios, levando mais inovação e tecnologia também para campo.
Anúncios


Agronegócio
Fonte: Google

O agronegócio é a grande mola econômica no Brasil, como sempre, a agricultura, o extrativismo mineral, vegetal e animal, assim como a pecuária, fazem parte das atividades do setor Primário. Por se tratar de atividades ligadas ao campo, o setor sempre foi visto com menos disponibilidade de tecnologia. No entanto, este cenário ficou no passado, pois o setor tem incorporado novas tecnologias em muitas atividades.

Além disso, tem crescido a quantidade de empreendedores que apresentam soluções para profissionalização e gestão no campo. Atualmente, ainda existem muitas propriedades rurais que mantém a estrutura familiar, que não funcionam como uma empresa, na qual possui por exemplo o setor que cuida das finanças. Dessa forma, toda administração ainda fica nas mãos do próprio produtor.

A conectividade no campo aos poucos tem melhorado; portanto, é comum encontrar diversas fazendas que estão aderindo a digitalização. No entanto, essa mudança tem sido impulsionada pelos mais jovens. Logo, filhos dos produtores rurais saem do campo para estudar, e voltam com ferramentas de gestão e tecnologias; visando auxiliar os processos no campo.

Além disso, esses jovens tem criado várias startups como foco em agronegócio; pelo fato de conhecer os problemas de perto, conseguem elaborar as melhores soluções. O resultado tem sido mais qualidade das operações, otimização de tempo e aumento da rentabilidade, dentre outras vantagens que a tecnologia para este setor.

Inovação, tecnologia e a mudança nas atividades rurais

De acordo com pesquisa realizada pela AgTechGarage, parte das startups voltadas para área rural estão nos estados de Minas Gerais, São Paulo e Paraná. Muitas oferecem serviços gestão agrícola, além de outros suportes como, agricultura de precisão; onde dados auxiliam os produtores a definirem quantidades de defensivos que devem ser aplicados, e muito mais.

Logo, o setor já pode contar com máquinas que contribuem na colheita de pequenas e grandes propriedades. Outro exemplo é a startup Agrosmart, que tem levado inteligência e melhorias na gestão do agronegócio por meio do conceito de “internet das coisas”. A empresa coleta dados, em seguida faz análises para irrigações de plantações.

Enquanto outras startups notaram lacunas em áreas como administrativa e gerencial das propriedades, e apresentaram soluções para planejamentos e gestão dessas propriedades. É o caso da AgroSolutions, que oferece sistema on-line de gestão agrícola; um modelo integrado e totalmente fácil de ser utilizado.

História de sucesso de startups

Startups do agronegócio
Fonte: Google

Há mais de 6 anos um jovem decidia investir na startup de tecnologia da informação, como foco no produtor rural. Eduardo Rezende, de apenas 35 anos, cresceu na fazenda, mas teve sempre interesse por tecnologia. Um rapaz que como muitos saiu do campo, morou em grandes cidades, e tinha a visão de aumentar a produtividade e solucionar certos problemas na fazenda.

O jovem que é formado ciências da computação, quando criou a AgroSolutions, já pensava nas próximas gerações que atuam no campo. Além disso, Rezende vê que a digitalização em propriedades rurais está mais digital, devido impulsos da nova geração. Mesmo com muitos modelos de administração de fazendas em formatos familiares, tem aumentado perfis de produtores interessados na implementação de tecnologia e inovação em suas terras.

Segundo o CEO da startup, devido ao fato de a tecnologia estar cada vez mais presente na rotina de muitas fazendas, a gestão agrícola tende a ganhar mais força. Além disso, ao invés de tentar mudar a mentalidade dos produtores mais velhos, Rezende tem focado nos mais jovens que buscam por ferramentas e recursos para aumentar a produtividade e eficiência.

Jovens tem buscado melhores resultados no agronegócio

Antigamente, jovens que exerciam atividades no campo não podiam almejar um bom futuro profissional; tinha apenas que dar continuidade na maneira como os familiares conduziam os negócios. No entanto, as coisas mudam e no campo não tem sido diferente; hoje as perspectivas dos jovens no setor agrícola é outro.

Sendo assim, a mudança no cenário tem resultado em forte ascensão da digitalização também nas atividades no campo. De acordo com dados da ABMRA (Associação Brasileira de Marketing Rural e Agronegócio), a transformação do cenário tem partido de interesse de jovens em áreas rurais. Além disso, houve aumento nas oportunidades de trabalho, nas empresas deste setor e também das fazendas.

Por fim, a pesquisa da associação mostrou também que as mudanças, demonstram mais jovens no campo. Além disso, jovens com idade de 18 a 35 anos também aumentou, dessa forma concluímos que o campo tem despertado interesse profissional. Levando para as propriedades rurais mais conhecimento e a implementação da tecnologia.

Gostou do nosso artigo? Então, não deixe de compartilhar em suas redes sociais, com os seus amigos e ainda com os seus familiares. Em seguida, aproveite outros conteúdos para entender melhor sobre finanças, investimentos e conhecer serviços como, por exemplo; cartões de crédito, conta digital e empréstimo, tudo aqui em nosso blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *