Ataque de conhecimento, a nova ameaça da era digital

Descubra a recente pesquisa sobre o excesso de informação durante a crise mundial do coronavírus. Saiba mais aqui.
Anúncios


Ataque de conhecimento
Fonte: Google

Ataque de conhecimento, o que poderia ser esse nova male na sociedade moderna?! Com a chegada da crise mundial proporcionada pela pandemia do coronavírus. Percebemos a sociedade um pouco mais distante da realidade, mergulhada no universo online.

Além das medidas protetivas para a garantia da saúde global, o século XXI já vinha sendo sugado para o universo da informação e da rede digital. Desse modo, já envolvidos com a aceleração dos meios de informação e da vida online. Toda a sociedade mundial inseriu-se dentro de fluxo sem volta, a da informação constante, mutável e desenfreada.

Logo, é comum a imagem – cada vez mais cedo, de crianças e jovens na utilização da tecnologia. Portanto, o universo de comunicação online, por exemplo; as redes sociais e as ferramentas de mídias. Tem empurrado todo o globo a seguirem os seus mecanismos e velocidade.

Nesse ritmo, as pessoas sem entender muito bem o que acontece seguem as regras impostas por este tipo de comunicação. Mas o que realmente provoca essa avalanche de informação?! E o porquê desse ataque de conhecimento ser algo tão ruim na atualidade? Os questionamentos são vários, porém, podemos dizer que a sociedade global não entende os malefícios da conexão 24 horas.

Pode parecer irreal, contudo, existem pessoas que não desconectam nunca. Portanto não sentem os sintomas desse plugue virtual. Sendo assim, a partir de um estudo, publicado em inglês pelo Instituto Alan Turing no Reino Unido. A pesquisa alerta sobre uma possível crise na confiabilidade das informações e comunicação no globo.

Ou seja, o ataque de conhecimento pode tornar uma nova crise mundial – pandemia, por exemplo, em algo insustentável. Veja a seguir quais os pontos mais importantes e quais os sinais de alerta para a sociedade e como evitar alguns deles.

Velocidade na informação – o risco no erro pós-verdade no ataque de conhecimento

Assim como a segurança mundial, a vida e a saúde das pessoas, o acesso à informação pode estar em risco.  Durante a crise do coronavírus – ainda em 2020, foi quase impossível lidar com a avalanche de informação sobre o vírus. Além disso, as notícias produzidas e distribuídas em massa eram completamente desencontradas.

Desse modo, em um era que tudo é lançado de um ponta a outras do globo, qualquer notícia pode se tornar uma verdadeira bomba. Assim, no relatório lançado pela pesquisadora do Instituto Alan Turing, existe um verdadeiro mal pressagio de uma possível crise do pós-verdade. Nele as pessoas seriam mais incrédulas quando as informações divulgadas e tomaram suas decisões a partir do seu senso comum.

Portanto, imaginar um cenário como a da Covid-19, com a obrigação do uso de máscaras, álcool em gela e restrições sociais. Nesta era de pós-verdade, seria impossível, já que as pessoas não aceitariam a verdade noticiada.

O ataque de conhecimento na era do pós-verdade – prejuízos

A pesquisa divulgada aponta alguns casos e sinais que podem intensificar este estado mental. Por isso, a pesquisadora utiliza um termo “Episteme” – um termo grego filosófico que traduzido significa: “saber”. Mas porque o uso do termo?

Na pesquisa divulgada pelo Instituto Alan Turing, em março. A pesquisadora explica que a preocupação dos chefes de estados – Governantes mundiais, com a segurança nacional e a cibersegurança, devem se estender a “segurança epistêmica”. Por isso, nesse ponto o ataque de conhecimento pode representar algo irreparável.

Desse modo, com igual importância e relevância a segurança epistêmica quando fragilizada e esquecida das demais. Diante de uma possível crise pandêmica, poderá causar dano tanto quanto a violação da segurança nacional ou cibersegurança.  Já que a falta da verdade ou informação incorreta generalizada poderá causar prejuízos ainda maiores.

Os sinais do mal pressagio da era pós-verdade

informação- ataque de conhecimento
Fonte: Google

Dentre os vários sinais apontados pela pesquisa, alguns são bem perceptíveis e presença já na sociedade atual. E talvez você já tenha vivido estas situações ou conexões de informação que possam gerar o ataque de conhecimento. Veja a seguir:

Escassez de atenção; alimentada pela era digital das redes sociais e da rede mundial de computadores. A escassez de atenção é um dos pontos importantes na luta contra o ataque de informações. Por isso, desde o século XIII que alguns cientistas europeus já sinalizam a sobrecarga na informação.

Desse modo, na atual era a coisa só tem piorado e tornado as pessoas mais automáticas e com menos tempo para atentar aos detalhes. Assim, se tornam verdadeiro desatentos e não absorvem com precisão o que fazem.

Filtro da bolha e racionalidade limitada: Este ponto é o mais estremo e preocupante. Uma vez que o individuo apenas confirma aquilo que divide entre as pessoas mais próximas e com mais afinidade. Ou seja, nas redes sociais os filtros são aplicados apenas as pessoas com o mesmo ponto de vista que o seu. Assim, a informação é condensada ao seu interesse e não a verdade dos fatos ou realidade.

Concluindo

Por fim, os fatores: Desajeitados, adversários e erosão da confiança, esses pontos são importantes por sua correlação com o ataque de conhecimento. Os indivíduos aqui são completamente desatentos aos pontos de vistas adversos, tratam qualquer outros como adversários. Assim, se organizam, criam notícias a partir do seu ponto de vista. Além disso, e com o apoio dos desajeitados – em sentido crítico, espalham as informações sem qualquer zelo ou cuidado com a verdade.

Por consequência, a sociedade aplica o a erosão da confiança nas informações divulgadas e falsas, levando a população a questionar qualquer conteúdo com falso. Sem sequer buscar a veracidade dos fatos ou mesmo fonte de conhecimento.

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos, familiares e em suas redes sociais. Em seguida, retorne ao nosso blog e aproveite nosso conteúdo sobre o universo das finanças e investimentos. Esperamos por você! Memivi; melhorando a sua vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *