Auxílio emergencial prorrogado até janeiro 2021.

Se você é beneficiário do Auxílio emergencial, fique atento; o programa foi prorrogado até janeiro de 2021, porém, as regras mudaram.
Anúncios


Fonte: Google

Antes de mais nada, hoje iremos falar sobre a extensão do Auxílio Emergencial, que vai até janeiro de 2021. Então, fique com a gente e saiba mais.

Durante à crise econômica causada pela COVID-19 no Brasil e no mundo, o Governo colocou em ação medidas protetivas para a vida e a saúde da população brasileira; e garantir a economia do país.

Assim por meio do programa social chamado auxílio emergencial tem reduzido recursos ao número de brasileiros em situação de grande pobreza ou dificuldade econômica.

Dessa forma, com o pagamento de três parcelas iniciais como forma de garantir a sobrevida da população.

Embora, o pagamento e a previsão no fim da pandemia não tenham sido tão breves como previa o Governo Federal; em julho de 2020, extendeu o recebimento do benefício por mais dois meses. Assim garantindo o número de até 5 parcelas por indivíduo no valor de R$600,00 mensais.

Ainda, sem expectativas na retomada da país quando a sua economia e crescimento, o Governo entendeu ser necessário adiar por mais 4 meses o programa. Somando o total de nove parcelas, mas, com novas regras de pagamento e valor. 

Por fim, se você busca saber o que foi mudado com essa prorrogação, nosso blog trouxe esse post para te explicar tudo. 

Vamos lá!

Sobre o Auxílio Emergencial do Governo Federal ou Coronavoucher 

Fonte: Google

Desenvolvido para atender a população e evitar maiores danos causados pelo COVID-19, o Governo Federal e o Congresso Nacional; ainda no mês de março, criaram um projeto de Lei extraordinário. Inicialmente cahamado Coronavoucher, no qual seria direcionada ao atendimento da população com valores mensais divididos em parcelas. 

Após um longa discursão sobre a definição dos valores pago nas parcelas entre o Congresso Nacional e o Governo, entre R$ 300, R$ 400 e R$ 500 mês; a definição e o bater o martelo se deu pela Presidente, que anunciou o valor de R$600 por parcela mensal.

O programa nasceu com prazo determinado para 30 de julho. Mas, a Lei prévia se necessário a prorrogação de mais 3 parcelas, como ocorreu antes para atender a população.

Porém, havendo necessidade de mais uma prorrogação a Lei não atenderia ao valor e tampouco o estender das parcelas. Desse modo, sendo necessária nova votação para tal.

Sobre a prorrogação do Auxílio emergencial

O programa, auxílio emergencial, vem ajudando milhares de brasileiros; ao quais perderam seus empregos ou tiveram sua renda reduzida drasticamente. Isso devido à pandemia da covid-19, presente no país desde março, e provocou o fechamento de diversos estabelecimentos e pontos comerciais.

Assim, sem o cessar da pandemia, o Governo Federal anunciou no mês de agosto a prorrogação do benefício do auxílio emergencial para janeiro de 2021. Mas, após a aprovação da Lei no Congresso Nacional, as parcelas pagas, que serão 4, terão o valor de R$300,00 cada uma. 

A soma das parcelas desde o início do programa auxílio emergencial chegarão ao valor de R$4.200 por beneficiário. Porém, as parcelas referentes a outubro, novembro, dezembro de 2020 e janeiro de 2021, deverão se pagar no valor de R$300,00 cada uma. 

Mas, para as mulheres que ao se inscreverem mostraram que são chefes de família, o valor dessas parcelas serão de até R$600,00. Assim, cada uma e não mais R$1.200,00 como ocorreu nas 5 primeiras parcelas.    

Sobre a reavaliação dos beneficiários do auxílio emergencial? 

Sem qualquer exceção, todos os beneficiários já inscritos no programa serão reavaliados com frequência pelo Governo. Com isso, estima-se evitar o pagamento indevido e irregular do programa, para não gerar gastos ou endividamento do Estado.

Dessa forma, o órgão responsável por analisar os dados das pessoas que solicitaram o auxílio emergencial; a DataPrev, será incumbido de efetivar o levantamento de todos os brasileiros inscritos no programa e se ainda permaneceram recebendo o benefício.

Qual a data para recebimento das novas parcelas do auxílio emergencial?

O calendário oficial com as datas de recebimento, movimentação e saques do auxílio emergencial não foi disponibilizado pelo Governo Federal. 

Qual o investimento do Governo para o pagamento do auxílio emergencial? 

Segundo dados do Governo Federal o benefício atendeu até o momento cerca de 64 milhões de brasileiros. Assim, o investimento para pagamento das parcelas já passa dos R$90 bilhões.

Ainda posso me inscrever para recebê-lo? 

Para os brasileiros que não efetuaram o seu cadastro por meio do app mobile, auxílio emergencial; ou site até a data de 02 de julho de 2020 infelizmente não será possível efetuar sua inscrição para recebê-lo. 

Quais as novas regras para o recebimento ?

As regras permanecem as mesmas desde a criação do auxílio emergencial. Mas, sua base de dados será atualizada para o ano 2019, antes os dados para Declaração de imposto de renda era 2018. 

Gostou do artigo? Compartilha com seus amigos, familiares e em suas redes sociais. Por fim, fique atento em nosso blog, ele sempre trará novas informações sobre o auxílio emergencial. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *