Portabilidade de crédito: Entenda como funciona

Muitos desconhecem, mas é possível fazer a portabilidade de crédito para outros bancos. Tire todas as dúvidas.
Anúncios


Fonte: Google

Hoje iremos orientar as pessoas que têm algum tipo de financiamento, e percebeu que tem juros mais baixos, mas não sabe o que fazer. Saiba tudo sobre: Portabilidade de crédito

Algumas pessoas acreditam, que a maneira mais fácil de realizar o sonho da casa própria, ou um carro novo é através de financiamentos. E a grande maioria prefere usar um determinado valor como entrada, acha mais fácil do que esperar; juntar o valor e comprar o imóvel a vista.

O que muitas pessoas não sabem é existem aplicações, em que esse valor de entrada pode render tanto; a ponto de não ser preciso fazer um financiamento. Mas isso é assunto para outro dia.

Portabilidade de crédito, funciona como a portabilidade de número de celular, onde o cliente consegue trocar de operadora.

No mercado financeiro isso também é possível, com empréstimos, financiamentos e outros, é permitido a transferência do saldo devedor para outros bancos.

Taxas de juros mais atrativas é o principal motivo que leva um cliente solicitar a portabilidade de um banco para outro. E esse serviço está disponível no Brasil desde 2013, mas poucas pessoas têm conhecimento.

Quando solicitar a portabilidade

  • Taxa de juros

Um dos principais motivos são a busca por taxas de juros menores. Exemplo: taxa de 1,5% a.m empréstimo atual, migrar para um banco com taxa a 1,0% a.m, certamente o valor da parcela vai ser menor.

  • Atendimento

A falta de suporte e um bom atendimento, também são motivos para solicitar a portabilidade de crédito. A insatisfação por parte do cliente com o atendimento do banco, permite a transferência para outro que julgar melhor.

E se o banco recusar a portabilidade?

Os bancos não podem recusar a portabilidade de crédito de nenhum cliente, e esse serviço de transferência é gratuito.

A portabilidade será como um novo empréstimo em outra instituição, e com esses recursos, o cliente irá quitar com antecedência a dívida no banco original.

A transferência possibilita ao cliente melhores condições. Além disso, não é permitido a cobrança de impostos desde que essa nova negociação não ultrapasse o valor da dívida no seu banco.

Está arrependido de ter feito a dívida?

Fonte: Google

Buscar por conhecimento financeiro permite que todos aprendam como gastar melhor, o suado dinheiro de cada mês. Além disso, pode abrir a mente para planos mais ousados como investimentos.

No entanto, essa não é a realidade de muitos brasileiros, sem noção de finanças muitos fazem dividas precipitadas e que se arrependem no futuro.

Porém, depois do contrato assinado, seja empréstimo ou financiamento por exemplo; não tem como voltar a trás, só resta honrar com o compromisso e pagar a dívida.

Mas nada impede que o cliente pesquise por propostas que sejam mais vantajosas e solicite a portabilidade de crédito.

Os clientes têm total liberdade para fazer esse tipo de transação. O banco não pode impedir com informações como alguma cláusula no contrato proibindo, isso não existe.

Importante

Se o cliente optar por fazer a portabilidade para ter direito da isenção de imposto e tarifas, é necessário informar ao banco que se trata de uma portabilidade.

Caso não informe e realiza a quitação antecipada com os recursos, irá pagar os impostos de operação financeira. Logo, o banco é obrigado informar o saldo devedor e acatar a solicitação.

Tome alguns cuidados

A portabilidade de crédito é uma oportunidade de o cliente economizar um pouco na transação realizada. Mas, economizaria ainda mais, se não tivesse feito a dívida.

Por isso, algumas atitudes pode ajudar antes de fazer compromissos e que serão prejudiciais ao bolso.

  • Empréstimos

Antes de assinar um contrato de empréstimo, tenha em mente um objetivo, analise se é necessário fazer a dívida.

Consulte taxas de juros. Parece óbvio , mas algumas pessoas não faz essas contas, principalmente idosos, que fazem muitos empréstimos devido a facilidade.

Analise o valor da parcela, certifique que irá caber no orçamento mensal. Sendo assim, faça uma planilha, será mais fácil visualizar os compromissos do mês.

Faça simulações em vários bancos, pesquise antes, e desconfie de algumas ofertas de empréstimos, como aquelas de dinheiro rápido e fácil.

  • Financiamento

Em caso de financiamento, os cuidados não são muito diferente, ter objetivo, pesquisar por melhores taxas de juros, fazer simulações, tudo isso será necessário.

Mas existem tipos de financiamentos diferentes, pode ser de um veículo ou imóvel.

Portanto, veja como a taxa de juros será definida, confira o número de parcelas, analise todos os detalhes para não ter arrependimentos no futuro.

Decisões precipitada leva pessoas a cometerem muitos erros, principalmente na vida financeira. Portanto, é importante buscar por informações, ter um mínimo de noção em finanças. Bem como, aprender cuidar melhor do dinheiro, e assim viver de uma forma mais tranquila.

Gostou do artgio? Comaprtilha com seus amigos e familiares, ainda em suas redes sociais. Por fim, leia mais sobre o assunto aqui e nosso blog.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *