Crédito empresarial, o aumento da contratação na pandemia

Negócios do campo de comércio foram os mais atingidos de 15,5% relacionado ao mês de fevereiro de 2020.
Anúncios


Crédito empresarial
Fonte: Google

Com o cenário de instabilidade na economia cresce buscas das empresas por empréstimo, essa tomada de crédito tem como objetivo manter o negócio vendendo ou produzindo colaborou com o aumento em todos os seguimentos, ainda segundo especialista em economia, linhas de crédito empresarial que provém do governo como o auxílio emergencial e o Pronampe foram de grande importância no fluxo de caixa empresarial.

O governo liberou ano passado cerca de R$ 12 bilhões para apoiar as microempresas e também empresas de pequeno porte, contudo o programa emergencial lançado para ajudar no efeitos causados pela pandemia do covid-19  tenha sido bem-sucedido não tem sido suficiente em decorrência das variação na instabilidade da economia, além desses programas de incentivo, bancos privados tem oferecido linha de crédito empresarial .

Com juros menores e um longo período de carência, com o objetivo de facilitar o pagamento, essas estratégias tem como finalidade impulsionar o cenário empresarial que vem sendo prejudicado pela crise da pandemia do covid-19.

Ainda assim aproximadamente 60% dos empresários tiveram seu pedido de linha de crédito negado nas instituições financeira desde o início causado pela pandemia do covid-19. Todas a regiões do brasil, tiveram registros de procura por crédito no nordeste.

Desse modo, o percentual foi o maior até agora com 14,3%, o sul do país teve 13,5%, sudeste 12,6%, centro-oeste 10,9% e o norte 9,9%, entre esses números estão empresas de grande porte, pequenas e microempresas que buscam uma alternativa para esse cenário de crise.

Veja a seguir quais as consequências na contratação indiscriminada do crédito empresarial e sem planejamento.

Falta de crédito a pequenas empresas.

Existe o consenso por vários economistas que a pandemia do covid-19 trouxe a pior crise econômica dos últimos 100 anos e os CNPJs correm sérios riscos de sofrer mais consequências dessas crise, uma pesquisa recente da FGV mostra que as microempresas e empresas de pequeno porte assim como microempreendedores necessitam de crédito empresarial para poder atravessar está pandemia sem ter que fechar suas portas.

No brasil há cerca de 17,3 milhões de empreendimentos, dentro dessas categorias já citadas esses negócios são fonte de sustento de grande parte do povo bresileiro, apenas as micro e pequenas empresas são encarregados de 54% do empregos formais em todo o terrítório nacional, levando em cosiderção as novas empresas que surgiram em 2020.

Este número representa mais de metade dos cargos de empresas abertas no brasil, sem mencionar os empregos informais e os microempreendedores, o processo de criação de empresas de pequeno porte não possuem um planejamento adequado o que acaba gerando problemas futuros e com está crise econômica que toma conta de praticamente todo o mundo é um tipo de erro primário que não pode ocorrer.

Oferta de crédito empresarial é a saída?

Em pesquisas feitas recetemente por especialistas, ao mesmo tempo essas empresas faturariam sem os efeitos desta crise aproximadamente 3,52 trilhões por ano, porém com as medidas de isolamento para conter os níveis de contágio da pandemia do covid-19 muitas empresas tiveram a capacidade de gerar lucros e fazer com que a economia volte a se aquece, afetada. Fazendo com que muitas dessas empresas deixem de existir, Por este motivo é essencial a injeção de crédito.

Um estudo  feito por economistas sobre a situção atual do brasil afirma que a lacuna entre a demanda potencial de empresas e a oferta de crédito que as instituições financeiras podem forncer no momento são menores do que a real necessidade do empresários brasileiros.

Projeções do mercado e crédito para 2021

Crédito Empresarial
Fonte: Google

Para o brasil a expectativa é de que a economia tenha escolhido cerca de -4,3%, mas pode voltar a crescer 3% ainda este anos. Segundo projeções recém feitas pelo banco mundial a economia mundial pode vir a crescer em 2021, em um cenário não muito satisfatório com o aumento da pandemia do covid-19 e os atrasos na vacinação essas projeções podem vir a cair cerca de 1,6%.

Mas como devemos manter o otimismo diante dessas ciruntâncias, com a pandemia sendo controlada e uma rápida vacinação populacional o crescimento não apenas do brasil, mas, em todo cenário mundial o crescimento global pode acelerar em 5%, apesar de a economia mundial pareça ter entrado em um período de recuperação.

Formuladores das políticas públicas tem enfretado muitos desafios, ao se tratar da saúde pública, gestão de dívida e as chamadas políticas orçamentárias, geram uma onde de incertezas que respingam no brasil consequentimente o banco central tenta reformas estruturais com afinalidade de tentar reestrutura a recuperação global que ande ainda muito frágil, o banco mundial calcula que a economia global tenha encolhido em 4,3%.

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos, familiares e em suas redes sociais. Em seguida, retorne ao nosso blog e aproveite nosso conteúdo sobre o universo das finanças e investimentos. Esperamos por você! Memivi; melhorando a sua vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *