Emprego na pandemia: Dicas de como conseguir um!

Perdeu o emprego durante a pandemia e não consegue nova oportunidade no mercado de trabalho? Confira algumas dicas que podem ser úteis. Por isso leia o artigo até o final e boa sorte!
Anúncios


Fonte: Google

De acordo com dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) milhares de pessoas perderam o emprego na pandemia. Isso se deve a crise econômica causada pela pandemia da COVID-19. Logo, a taxa de desemprego chegou a 14,4%, afetando quase 14 milhões de pessoas. Assim, considerada maior taxa desde 2012.

Aliás, devido a essa situação o mercado se tornou ainda mais competitivo; e a milhares de profissionais estão tentando buscar novas oportunidades ou outras fontes de renda. Mas, essa pode ser uma chance de melhorar o currículo, bem como as habilidades. Afinal, mesmo antes da pandemia as pessoas tinham muitas cobranças.

Portanto, agora mais do que nunca irão se destacar aqueles que apresentar capacidade de inovar, adaptar as mudanças, ser competente e muito mais. A busca por novas oportunidades no mercado de trabalho.

Emprego na pandemia: Vagas temporárias

Todo final de ano o comércio abre vagas temporárias. Neste ano a expectativa é de mais de 15 mil vagas para trabalhar durante alguns meses. Em alguns casos com chances de ocorrrer a efetivação. E as oportunidades são no comércio (lojas de roupas, calçados, artigos para festa, supermercados e outros). Bem como, a área administrativa, logística (entregas) principalmente no ramo de alimentos; que durante a pandemia aumentaram as entregas nas casas .

Emprego na pandemia: Mundo digital

Quem está em busca de recolocação deve ficar atento aos meios digitais. Isso se deve, por causa que o método de procurar emprego deixando currículo em lojas ou escritórios já não existe mais. Atualmente currículos são enviados por e-mail. Por isso fique atento e acompanhe as mudanças.

Além disso, as plataformas das empresas disponibilizam o cadastro no banco de vagas, geralmente é a opção tem o nome de “trabalhe conosco”. Além dos sites o RH responsável divulga vagas através de apps e redes sociais.

Ainda no mundo digital, existem diversos sites de emprego, alguns são pagos para ter acesso as vagas disponíveis. Como por exemplo a Catho, mas outros não cobram nada pelo serviço. É o caso do vagas.com, trabalha Brasil, BNE (Banco Nacional de Empregos), LinkedIn e muito mais. Vale a pena fazer um bom currículo e se cadastrar nesses apps.

Melhore o currículo

É provável que você tenha ouviu falar que o currículo é o “cartão de visitas” para as empresas. No período de busca de recolocação no mercado, é nele no qual o convidado deve informar todas informações importantes. Mas, algumas pessoas exageram nesses dados e deixando o currículo extenso.

Sendo assim, o modelo ideal de currículo é aquele com o resumo da vida profissional. Que bem como, mostra experiências passadas, habilidades na área desejada, cursos e outras atividades.

Evite incluir muitas informações pessoais, cores, fotos ou detalhes que deixem o currículo carregado de coisas que não interessam a pessoa que irá analisar.

Lembre-se, em tempos corridos como os atuais, pessoas gostam de coisas práticas. Então na hora de montar a estrutura de um currículo, seja breve, objetivo e destaque suas qualidades de trabalho.

Entrevista de emprego

Fonte: Google

Após análise do currículo, o candidato será chamado para uma entrevista. Este momento é muito importante e será decisivo para continuar no processo seletivo ou não.

Antes de mais nada, cuide da apresentação, procure usar roupas adequadas ao perfil da vaga que você deseja.

As mulheres devem evitar maquiagens “carregadas”, assim como os homens devem se preocupar com cabelo e barba.

Além disso, esteja preparado para a entrevista, evite “falar demais” e principalmente mentir. Tente ficar calmo e tenha paciência pois, alguns processos seletivos são muito cansativos, demanda horas e até dias.

Como por exemplo com etapas de exames psicotécnicos, entrevistas em grupo, com gestores e muito mais.

No entanto, durante a pandemia, as entrevistas físicas foram suspensas e o mercado precisou se adaptar ao modelo de entrevistas online.

Por isso, em caso de entrevista pela internet, verifique antes a conexão bem como os equipamentos. E não esqueça que mesmo distante a postura será avaliada. Então cuide da vestimenta, ambiente (evite barulhos e interrupções) e a postura. 

Emprego na pandemia: Novas alternativas

Algumas pessoas acreditam que as mudanças nem sempre são bem vidas, perder o emprego e sair da zona de conforme é desafiador para muitos. No entanto, outros fazem do “limão uma limonada”, aproveitam os momentos difíceis para buscar novas alternativas. E a

]ssim usam a criatividade para ter uma fonte de renda para assim amenizar os impactos negativos.

Sendo assim, é possível usar habilidades como cozinhar, para fazer doces e salgados para vender, prestar serviço de cabelereiro, manicure e maquiagem.

Além disso, pode trabalhar com aplicativos como Uber, dar aula particular, vendas pela internet, fazer um bazar. Bem como costurar ou reformar roupas, fazer parcerias em redes sociais (divulgação de produtos), trabalhar como redator e muito mais. Mas, o importante é não se abater nos momentos difíceis e acreditar que as coisas irão melhorar.

Gostou do artigo? Compartilha com seus amigos, em suas redes sociais e ainda com os seus familiares. Não esqueça de ler outros artigos sobre o assunto aqui no blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *