Dúvidas frequentes sobre os bancos digitais.

São muitas dúvidas quando o assunto é banco digital. E as mais frequentes são: como fazer depósitos, cobrança de tarifas e como escolher o melhor banco. Saiba tudo isso e muito mais.
Anúncios


Fonte: Google

Nos últimos anos, tem se falado muito em bancos digitais, e junto a desconfiança, que começa em como saber qual o melhor, já que existem tantas opções no mercado.

Sendo assim, vale à pena pesquisar, verificar todas as informações, saber se realmente as tarifas e taxas não são cobradas, entender como funciona os investimentos. Além de entender outros produtos e serviços oferecidos. Afinal, algumas plataformas digitais são tão completas quanto os bancos tradicionais, e muitas pessoas desconhecem por focarem apenas nos cartões de crédito.

O mundo dos bancos digitais

É provável que você tenha ouvido falar no Nubank, principalmente devido o cartão roxo que a muitas pessoas tanto gostam.  Embora seja uma fintech bastante conhecida, uma das mais populares, Nubank não foi um dos primeiros bancos digitais do Brasil. O surgimento dele se deu apenas em 2016, oferecendo apenas cartão de crédito.

Os primeiros bancos digitais do Brasil foram, banco Original do grupo J&F, banco Neon do grupo Votorantim e Inter. Mas logo outros surgiram, e se tornaram um dos assuntos mais comentados no momento, devido as facilidades. Como por exemplo, na abertura de contas, sem burocracia e totalmente grátis.

Benefícios das contas digitais

  • TEDs gratuitas e ilimitadas;
  • Abertura de conta 100% digital e gratuita;
  • Contas sem tarifas (recomendado consultar as condições de cada banco);
  • Cartões de crédito sem anuidades;
  • Pix – (novo meio de pagamento eletrônico);
  • Investimentos automáticos e 100% do CDI;
  • Investimento RBD com garantia do FGC;
  • Depósitos por boletos bancários;
  • Empréstimos pessoais (alguns bancos).

Depósito em conta digital

Um dos maiores problemas que as pessoas enfrentam nos dias de hoje, é a falta de tempo, sendo assim, ir até uma agência para realizar operações financeiras tornou-se inviável. Transferir dinheiro para conta digital é muito simples, o usuário irá gerar um boleto, realizar o pagamento e em até 2 dias o dinheiro vai estar na conta.

Também pode ser feito uma transferência de um banco comum para a conta do banco digital, e claro com o Pix em funcionamento desde novembro, basta fazer o crédito através de uma chave Pix, para isso é necessário o cadastro de chaves diferentes.

Segurança dos investimentos

Notícias de prejuízos dos bancos digitais em milhões, e fechamento de bancos, como no caso do  Neon, tem assustado as pessoas, e fica a dúvida se os bancos digitais são realmente seguros. Para entender melhor é importante saber que os Bancos digitais podem ser um banco múltiplo, e disponibilizam investimentos, diferente de instituições que realizam apenas pagamentos.

O Banco Central permite que instituições de pagamentos, faça  compras de títulos do governo, por exemplo Tesouro direto, para que o dinheiro do cliente seja investido, evitando ficar parado e sem render. Por isso são permitidos os rendimentos em 100% do CDI, sendo assim, são seguros pelo fato de estar em garantia pelo FGC (fundo garantidor), de até R$ 250 mil por CPF.

No caso do banco Neon, existia o Banco digital e uma conta de pagamentos (Neon Pagamentos), empresas com CNPJ diferentes, o que gerou muitas dúvidas. Por isso, a importância de analisar em qual instituição o seu dinheiro está sendo aplicado, saiba se o banco digital, tem todas as funcionalidades dos grandes bancos, ou é apenas uma conta de pagamentos.

Diferença dos bancos tradicionais e os digitais.

Fonte: Google

Sendo caracterizado como um banco, as contas digitais tem as mesmas funções que os bancos comuns. Uma das diferenças são as taxas, por exemplo, manutenção de conta e anuidades, que as contas virtuais não cobram.

No entanto, bancos comuns como, Bradesco, Itaú, Caixa econômica e outros, possuem unidades físicas, com muitos funcionários e outras despesas, deixando as operações mais caras.

Segurança dos bancos digitais

Os bancos virtuais funcionam em torno de tecnologias, por isso os bancos investem na infraestrutura de sistemas de criptografia de dados. Nunca foi divulgado casos de ataques de hacker em nenhum dos bancos digitais do mercado. No entanto, cuidados com informações pessoais, dados do cartão, principalmente em compras online, nunca é demais.

N26 Em breve no Brasil

Essa notícia deixou muitos brasileiros eufóricos, principalmente as pessoas que costumam fazer viagens internacionais, por se tratar da maior fintech da Europa e que tem a promessa de vir para o país.

Existe inclusive uma fila de espera no site do N26, onde os interessados podem deixar os nomes e quando de fato o banco estiver funcionando por aqui, a instituição irá entrar em contato.

Contudo, abrir uma conta digital tem sim muitas vantagens, e requer cuidados nas transações financeiras como nos bancos tradicionais.

No entanto, como não existe  um gerente para esclarecimentos nos bancos digitais, é recomendado atenção, principalmente com os investimentos.

Gostou do artigo? Compartilha com seus amigos, em suas redes sociais e ainda com os seus familiares. Não esqueça de ler outros artigos sobre o assunto aqui no blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *