10%15%20%25%30%35%40%45%50%55%60%65%70%75%80%85%90%95%100%

Era dos bancos digitais: 54% dos jovens preferem os canais financeiros! 

A era dos bancos digitais chegou definitivamente, estudo revela que 54% dos jovens preferem essa ferramenta. Entenda!

Era dos bancos digitais
Fonte: Google

Uma recente pesquisa, revelou que aproximadamente 54% dos jovens brasileiros preferem abrir contas digitais. Isso mesmo, a era dos bancos digitais chegou para fazer qualquer tipo de transferências agora ficou mais fácil. Além disso, com o PIX a rotinas dos brasileiros se tornou muito mais prática e segura. Nos últimos dez anos, a digitalização dos bancos caminhou em um ritmo lento, mas tudo mudou com a chegada da pandemia. 

Assim, com os recentes avanços da tecnologia os bancos digitais passaram a ter mais visibilidade. Fazendo com que boa parte dos jovens abrissem as suas contas, sem burocracia e demais taxas. Seguindo esse rasto da tecnologia deixada pelas instituições 100% digitais a fintech, Global Malibu realizou uma pesquisa revelando que não são apenas os jovens brasileiros que investem na comodidade da era digital. 

Ainda segundo o estudo sobre a era dos bancos digitais, revelou que atualmente cerca de 54% dos jovens com idade entre 18 e 35 anos possuem contas nesses bancos. Ao contrário de 46% da população que alega usar as suas contas nos bancos tradicionais como meio financeiro principal. 

Apesar de parecer uma divisão acirrada na era dos bancos digitais, o país possui um grau de avanços nessa área bem maior do que nos demais países da América Latina. Desse modo, cerca de 83% da população de toda a América Latina possui conta em um banco tradicional. 

Referência global 

Após esse levantamento, o país se tornou a principal referência mundial quando o assunto são fintechs e startups. Hoje, no Brasil temos o maior ecossistema de Fintechs da América Latina São Paulo, por exemplo ficou com 4º lugar entre as cidades brasileiras do mundo onde Fintechs são criadas, segundo informou Sergio Costantantini, diretor-geral da Mambu no Brasil.  

Ainda segundo estudo, boa parte dos brasileiros preferem os bancos digitais por enxergarem o atendimento mais transparente e seguro. Assim sendo, cerca de 73% das pessoas entrevistadas responderam que as transações recorrentes são realizadas com facilidade através dos bancos digitais.  

Visando que os bancos digitais estão crescendo cada vez mais, as instituições tradicionais passaram a investir em tecnologias. Desse modo, o mercado se torna mais acirrado, além disso, a chegada da modalidade de pagamento PIX se tornou praticamente o principal meio de pagamento nos dias atuais. Inclusive, o Banco Central lançou mais duas opções de transações para o PIX recentemente.  

Digitalização como porta de entrada  

Ainda segundo a pesquisa, a adesão ao universo digital pela população de baixa renda ainda é um pouco baixa, mas não deixa de existir. Geralmente, essas pessoas tendem a entrar para a estatísticas do contingente de desbancarizados. Entretanto, com as facilidades e os avanços da tecnologia essas pessoas passaram a ter a suas contas sem seja necessário pagar taxas pra isso.  

Hoje, o número se jovens desbancarizados teve uma queda significativa, ou seja, aproximadamente 12% dos jovens não possuem contas em nenhum banco. Porém, essa realidade deverá mudar visto que, os bancos seguem investindo em informação para conscientizar essa população.  

Ainda segundo a pesquisa, em toda a América Latina a quantidade de jovens que não possuem nenhum tipo de conta bancária chega a 45%. Assim como, no Brasil esse cenário tem grandes chances de ser diferente no futuro. Pois, à medida que a tecnologia avança as pessoas acompanham o seu ritmo. Nesse contexto, cerca de 61% dos jovens que abriram uma conta digital possuem um nível socioeconômico baixo. Já entre a população mais rica o percentual de jovens com contas digitais se inverte chegando a 62%. 

Era dos bancos digitais 

Era dos bancos digitais
Fonte: Google

Com a era dos bancos digitais, boa parte das instituições passaram a entender com mais clareza a necessidade dos novos e antigos correntistas. Pois, sabemos que no meio digital o diálogo pode ser mais claro e direto. À medida em que crescem essas instituições ganham fatias maiores do mercado financeiro. O que acaba estimulando a bancarização do público, pois, além de não ter a burcracia que outras instituições antigas possuem.  

Todos os outros custos são bem inferiores, por exemplo, para a abertura de uma conta corrente no passado uma taxa era cobrada. Sendo assim, o que passou a chamar atenção das pessoas em relação as contas e os bancos digitais foram essas contas sem tarifas e os cartões sem anuidade.  

Assim como mencionei antes, a era dos bancos digitais chegou para ficar fazer qualquer tipo de transferências agora ficou mais fácil. E o lançamento do PIX a rotinas dos brasileiros se tornou muito mais prática e segura. Portanto, segundo os especialistas além de permanecer no mercado os bancos digitais podem dominar o mercado muito em breve! 

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos, familiares e em suas redes sociais. Em seguida, retorne ao nosso blog e aproveite nosso conteúdo sobre o universo das finanças e investimentos. Esperamos por você! Memivi; melhorando a sua vida.