lição de liderança com a ginasta norte-americana Simone Biles

Neste artigo, vamos aprender algumas lições de liderança com a ginasta norte-americana Simone Biles. Fique por dentro!
Anúncios


ginasta norte-americana Simone Biles
Fonte: Google

Após abandonar a disputa pela medalha olímpica, a ginasta norte-americana Simone Biles que é hoje, a ginasta com o maior número de premiações e também a maior atleta na sua área de atuação, ela revelou que a causa da desistência na competição seria devido a questões de saúde mental, ainda segundo a ginasta, as pessoas costumam encarar a desistência como falta de vontade ou até mesmo covardia.

Porém, na verdade, trata-se de um ato de coragem muito grande expor a fraqueza e a dificuldade frente ao seu público. Ouvimos e lemos muitos especialistas falarem sobre a importância da saúde mental em todas as áreas da vida de uma pessoa, mas, este assunto ainda possui muitos mitos e teorias, quando falamos sobre problemas físicos, as pessoas costumam falar de uma maneira mais natural, já a saúde mental é um assunto mais difícil de mensurar e abordar, dizem alguns psiquiatras.

Nas Olimpíadas de Tóquio a ginasta norte-americana Simone Biles, todas as circunstâncias indicavam que ela seria a grande vencedora. Entretanto, alguns sinais começaram a indicar que algo estava errado, foi então que Biles chocou a sua equipe e também o mundo da ginástica ao informar seu afastamento das finais femininas da competição.

A coragem da ginasta norte-americana Simone Biles deve ser aplaudida, e, além disso, precisamos fazer uma análise dos motivos que fizeram Biles chegar até esta decisão — e quais as lições os líderes podem tirar desta situação, pois, a posição de líder é muito importante em uma empresa.

Porque o líder é tão importante?

Assim como as equipes olímpicas, as empresas possuem as suas estrelas, e este são os profissionais com alto desempenho e quem podemos contar para fazer o trabalho duro, em outras palavras tudo que eles tocam vira sucesso, da mesma forma que Simone Biles geralmente retornava para a sua casa com o maior prêmio. Porém, não podemos esperar que estes profissionais vençam sempre.

Pois, em algum momento estes profissionais, assim como Biles podem estar fadados a encontrar uma dificuldade ou obstáculo. Para muitos desses líderes, quando isso acontece pela primeira vez pode parecer algo chocante, pois, o líder não está acostumado a lidar com obstáculos- e visto que a sua confiança foi partida, ele pode encontrar uma certa dificuldade em recuperá-la.

Quando de fato alguma dificuldade ocorre, como o líder pode proceder? Bem, a resposta está na resiliência. Pois, o líder resiliente consegue reconhecer as adversidades que podem ocorrer na sua área de atuação e dessa forma se proteger com os meios existentes. Sendo assim, é relevante que o líder treine o seu grupo para possíveis adversidades que possam ocorrer.

Excesso de expectativa pode levar ao esgotamento

Ao analisarmos a situação que a ginasta norte-americana Simone Biles passou, é compreensível entender a sua decisão. Sim, pois Biles estava cercada de expectativas irreais e quando isto ocorre é comum nos esforçamos para poder atender essas expectativas.

Porém, na maioria das vezes essas pessoas podem ter um Burnout, na prática, um burnout é um estado de exaustão, física, mental e emocional que pode ser causado por um estresse excessivo.

Isto pode acontecer, quando alguém está sob estresse excessivo, portanto, emocionalmente esgotado e incapaz de atender as expectativas.

No trabalho, isto pode ocorrer quando o profissional está trabalhando sobre uma carga excessiva de trabalho ou quando as suas recompensas são insuficientes ao esforço feito ou até pela falta de reconhecimento da equipe.

Sendo assim, cabe ao líder estabelecer um equilíbrio no grupo para que nenhum profissional possa se sentir desmotivado. Entenda que a gratidão costuma fazer maravilhas, além de elevar o moral do profissional.

Atualmente, muitas empresas estão investindo no bem-estar tanto dos líderes como dos grupos.

O que aconteceu com a ginasta norte-americana Simone Biles pode acontecer com qualquer um!

ginasta norte-americana Simone Biles
Fonte: Google

Sim, segundo alguns psiquiatras que analisaram a situação o que a ginasta norte-americana Simone Biles manifestou recentemente não parecia ser uma decisão impulsiva, mas uma questão de saúde mental que já tinha se manifestado. Algo que todos nós buscamos quando estes sinais começam a aparecer, é ajuda em ambientes que vemos como acolhedor.

Segundo especialistas, a nossa saúde mental e física está interligada e o corpo é o porta-voz da nossa consciência, ou seja, quando não damos a devida atenção à nossa saúde metal, o corpo dará um jeito de nos avisar e ignorar estes avisos pode se tornar prejudicial as nossas atividades profissionais, assim como as sociais.

A ginasta norte-americana Simone Biles, entendeu estes sinais e estava certa em tomar a decisão que tomou para proteger e curar tanto a sua mente como o seu corpo, pois, um não funciona sem o outro.

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos, familiares e em suas redes sociais. Em seguida, retorne ao nosso blog e aproveite nosso conteúdo sobre o universo das finanças e investimentos. Esperamos por você! Memivi; melhorando a sua vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *