Google enfrenta resistência na volta ao Trabalho Presencial!

Com a chamada para voltar ao Trabalho Presencial, os funcionários se dizem frustrados com o Google. Confira!
Google trabalho remoto
Fonte: Google

Entre as Big Techs a adotar o trabalho remoto( home office), está o Google, Contudo a gigante em buscas começou a fazer a movimentação de chamada para que os seus funcionários retornem ao Trabalho Presencial. Sendo assim a empresa segue com o planejamento de reabertura dos seus escritórios para setembro de 2021. Entretanto esta medida tem enfrentado resistência por parte de alguns colaboradores.

Inclusive alguns são um pouco mais radicais visando até em não retornar, assim sendo este chamada tem frustrado os funcionários do Google, segundo informações boa parte dos funcionários se adaptaram de tal forma ao home office que a mudança se tornou permanente no decorrer da pandemia, todavia alguns funcionários com idade na faixa de 30/40 anos não tem intenção alguma de retornar ao Trabalho Presencial.

Sendo assim um dos funcionários inclusive, entregou a sua carta de demissão após o seu pedido de trabalho fora do local da região São Francisco, onde se encontra a sede do Google, foi negada.

Todavia um outro funcionário informou que pelo menos dois vice-presidentes da divisão na qual ele trabalha se mudaram de cidade em definitivo no decorrer da pandemia esperando não retornar mais para o Trabalho Presencial.

Portanto este sentimento de frustração com relação a volta do home office tomou conta também das redes sociais, assim sendo nesta última semana Chris Broadfoot que é o programador do setor de unidade Google Cloud declarou no seu twitter que alguns de seus colegas de trabalho podem pedir demissão caso se sentirem forçados a voltarem para o Trabalho Presencial .

Regime flexível.

De maneira oposta empresas como Microsoft e Twitter, que informaram para os seus funcionários que conseguirão trabalhar em home office de maneira permanente, o Google jamais confirmou que o home office se tornaria permanente. Todavia o Google tenta assumir um regime flexível, por exemplo em dezembro de 2020 a gigante das buscas informou seguirá com testes no qual os seus funcionários podem trabalhar nos escritórios apenas três vezes na semana.

Entretanto, depois que o Google fez este anúncio não deu maiores detalhes sobre os testes. Sendo assim gerou tensão por parte dos funcionários por mais informações, pois a informação soou inconclusiva sobre este os testes desta nova maneira de trabalho. Ainda assim o Google jamais afirmou que adotaria em 100% o home office.

Contudo no decorrer da pandemia vários funcionários transferiram-se da Bay Area e desse modo arriscando que o Google acabe cedendo a “pressão” e acabe dando permissão para que os funcionários possam trabalhar em home office definitivamente, todavia seguindo os exemplos das demais Big Techs. Portanto existem colaboradores pedindo demissão, pois não querem ou não podem esperar até setembro ou seja eles desejam dar continuidade as suas vidas.

Os colaboradores do Google desejam retornar, porém não muito.

Contudo apesar dos funcionários do Google demonstrarem resistência para retornar ao Trabalho Presencial , boa parte deles desejam fazer o caminho contrário ou seja voltar as suas rotinas de antes da pandemia. Segundo uma pesquisa interna que a empresa fez no passado, cerca de 62% dos funcionários do Google demonstraram querer voltar ao Trabalho Presencial, contudo apenas 8% gostariam de trabalhar por tempo integral.

Sendo assim nesses últimos meses Sundar Pichai, o CEO da Alphabet  Holding do Google forneceu algumas dicas que a empresa tem considerado um modelo flexível quanto aos seus funcionários voltarem para o escritório uma vez que boa parte deles permanecem relutantes em deixar o home office, pois o trabalho remoto segue liderando segundo opinião do funcionários da empresa.

Ainda assim, sobre os testes do quão híbrido será a nova maneira de trabalho será, segundo a última reunião geral que foi realizada em outubro, Sundar concluiu que muitas das funções ligadas aos funcionários do Google seguem vinculadas ao trabalho presencial. Entretanto, ainda segundo o executivo o Google tem um projeto de expansão no número de escritórios centrais permitindo assim que os seus funcionários tenham mais maleabilidade.

Empresas de olho.

escritório trabalho remoto e presencial
Fonte: Google

O risco para a empresa em “forçar” seus colaboradores para retornar ao escritório é arriscar perder boa parte dos seus talentos para as concorrentes, que seguem observando. Sendo assim em especial os profissionais de áreas muito importantes nos dias de hoje, principalmente para o Google, contudo essas áreas não possuem abundância necessária para que a empresa se arrisque de tal forma.

Sendo assim alguns funcionários perceberam um aumento de margens nos recrutamentos das empresas concorrentes realçando a política de home office. Contudo até o momento presente o Google está concordando que os seus colaboradores voltem voluntariamente para os escritórios que já funcionam normalmente.

Entretanto os funcionários deverão passar por testes para que voltem a trabalhar normalmente no escritório e também devem estar de acordo com novas diretrizes do setor, contudo para o funcionário que deseja não voltar trata-se de um jogo de espera. Todavia muitos funcionários concordam com a ideia de procurar outras opções de home office que conquistem muitos profissionais que trabalham nas Big Techs.  

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos, familiares e em suas redes sociais. Em seguida, retorne ao nosso blog e aproveite nosso conteúdo sobre o universo das finanças e investimentos. Esperamos por você! Memivi; melhorando a sua vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *