Hábitos saudáveis para uma vida financeira melhor.

Você não precisa ser investidor para ter uma economia perfeita. No entanto, certos hábitos podem contribuir para o sucesso de muitos planos.
Anúncios


Fonte: Google

Todos sabem que ter uma vida saudável exige mudanças na alimentação e prática de exercícios físicos. Mas, sem disciplina é quase impossível alcançar o objetivo. Com as finanças não é diferente, não existe mágica, para alcançar sucesso financeiro, é necessário muito trabalho, dedicação e hábitos saudáveis que ajudam a vida financeira.

Faça um orçamento doméstico

Organização é fundamental para o sucesso na realização de qualquer projeto. Na vida financeira funciona da mesma maneira, é preciso construir e seguir um orçamento pessoal, ou orçamento doméstico.

Isso vai além de acompanhar o quanto gasta na fatura do cartão de crédito ou planilhar todos os gastos. É fundamental parar, e organizar a forma que o dinheiro está sendo gasto, analisar e fazer projeções para determinado tempo.

Uma escolha que parece sem importância, mas recorrente, como assinatura de TV por assinatura, serviços telefónicos ou até academia que muitas pessoas pagam e não vão. No entanto, saber o preço pago por não dar atenção algumas atitudes que são feitas no automático, pode fazer muita diferença no final do mês.

Hábitos saudáveis: Não faça parcelamentos

Compras parceladas têm suas vantagens, isso depende muitas situações. Porém, o indicado é evitar essa prática, deixe para os casos que são importantes, como a aquisição de um bem de valor maior.

Outro problema do parcelamento é o controle, as pessoas quase sempre acabam se perdendo no número de parcelas, realizam novas compras, e na maioria das vezes acabam se endividando. Além disso, compras à vista são oferecidos descontos e economizar é fundamental para realização de um sonho, seja este qual for.

Hábitos saudáveis: Estabelecendo metas

Mudança de hábitos exige estabelecimento de metas. Planeje o futuro e defina prazo para a realização. Pode ser uma viagem nas férias, um carro novo ou a compra de imóvel, o importante é ter um propósito e não desistir durante o percurso. Logo, com as metas traçadas, defina como irá alcançar. Por exemplo, quanto se deve guardar todos os meses e quais gastos devem se cortar do orçamento. Para assim facilitar na realização do objetivo.

Hábitos saudáveis: Inspiração

Converse sobre dinheiro. Fale com pessoas que julgue ser referências, primeiro para saber de oportunidades que existam e talvez não é do seu conhecimento. Ao conversar sobre hábitos e planos,  novas ideias irão surgir, ou até receber críticas que podem ser construtivas.

Usar outras pessoas como inspiração não é problema. Pelo contrário, é incentivo e na maior parte,  histórias de vida servem como exemplos e ajuda com as  mudanças. Além disso, existem muitos vídeos de influenciadores que dão boas dicas, assim como livros que serve como “manual” para melhoria das finanças.

Hábitos saudáveis: App de gestão financeira

O uso de aplicativos de gestão das finanças, pode ajudar no controle do orçamento doméstico. Ainda mais nos valores menores, que muitas vezes são deixados de lado. A maioria das pessoas não dão muita importância a pequenos gastos do dia a dia. Mas, outras preferem saber para onde está indo cada centavo, esses aplicativos são práticos e objetivos.

No entanto, as tradicionais planilhas que são feitas no Excel permite agregar outras funcionalidades, como: análises e gráficos que possibilita melhor entendimento. O importante é  listar as informações, e ter sempre consciência dos gastos.

Uso do cartão de crédito

Fonte:Google

O cartão de crédito é visto como um dos vilões das finanças. Isto é verdade, porém para  aquelas pessoas que não conseguem usá-lo de maneira adequada. Pagamento de rotativo ou parcelamentos realmente são hábitos ruins que vão fazer com que o usuário, pague juros elevados. Por outro lado, o cartão de crédito quando bem utilizado, pode ser um aliado no planejamento financeiro.

Despesas como prestações, condomínio, escola dos filhos e plano de saúde por exemplo, são valores que quase não mudam. Por isso não é necessário acompanhamento semanal. No entanto, a dificuldade está com os pequenos valores, com cartão de crédito será mais fácil controlar.

Considere uma pessoa que tem gasto mensal de R$ 7.000, desse total R$ 5.000 são para os gastos fixos. Assim, os R$ 2.000 restante pode ser controlados no cartão de crédito. Se o usuário estipular um gasto de R$ 500 por semana, e perceber que gastou mais, irá controlar pois sabe que pode exceder o orçamento.

Por fim, adotar novos hábitos, exige  consciência da necessidade de mudança, disciplina e organização. Por isso certas ferramentas disponíveis como aplicativos e uso inteligente do cartão, pode ser ótimos aliados para melhor controle das finanças.

Gostou do artigo? Compartilha com seus amigos, em suas redes sociais e ainda com os seus familiares. Não esqueça de ler outros artigos sobre o assunto aqui no blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *