Juros de cartão de crédito ainda maiores, saiba tudo!

Usuários de cartão de crédito, que costumam utilizar o rotativo estão pagando juros mais altos desde outubro de 2020.
Anúncios


Fonte: Google

O que era ruim agora está pior, estamos nos referindo ao uso do rotativo dos cartões. Os juros tiveram variação de 18,1% no mês de setembro, para 18,7% em outubro. De acordo com o Banco Central, a taxa de juros dos cartões de crédito para quem costuma pagar o mínimo da fatura, passou de 268,1% para 285,7%.

Rotativo é uma linha de crédito, que a instituição financeira permite o pagamento mínimo da fatura, que é de 15%. Essa prática é uma opção para eventuais imprevistos, mas com juros um pouco “salgados”.

Tudo sobre o aumento da taxa.

É comum ver pessoas se endividando por diversos motivos, mas um dos que mais contribuem é o uso sem controle do cartão de crédito.O cliente que não conseguir pagar a fatura em um determinado mês. O banco deve oferecer condições ao cliente para efetuar a quitação, uma dessas pode ser o parcelamento.

No entanto, a taxa de parcelamento passou de 142%, para 148,6%. Pior para aqueles que não conseguiram pagar o mínimo, a taxa que em setembro era de 336,8%, com aumento ficou em 339,4%. Logo, a taxa de juros do rotativo teve variação de 61,4% em setembro, contra 62,4% em outubro.


Média de Juros

A média cobrada nas taxas de juros nas operações de crédito vario de 18,1%, para 18,7%, isso de setembro para outubro. No caso de pessoas jurídicas, foi de 10% para 10,7%, pessoas físicas a taxa que era de 23,5% está agora 24%, no mesmo período, de setembro a outubro deste ano.

Juros de recursos livres, o que são?

São as taxas definidas entre os bancos, inclui nesse grupo: cheque especial, empréstimo consignado, financiamentos de carros, cartões de crédito e outros. Essas taxas, são definidas livremente pelas instituições financeiras da forma que julgar melhor. Essa taxa média variou de 25,8% no mês de setembro, e 26,5% em outubro, esse custo para pessoas físicas foi de 38% para 38,9%, já para as empresas, o aumento é de 11,5% para 12%.

O que é Spread?

Para entender melhor o Spread, imagine quando o banco emite um título CDB, a instituição paga juros para quem tiver  um valor nessa aplicação, essa é a maneira de captação de recursos. Mas o banco empresta esse mesmo valor, para os clientes com juros diferentes, bem maiores do que os rendimentos pagos. Portanto, Spread é essa diferença.

Spread que era em setembro 14,3 pontos percentuais, passou para 14,6 pontos no mês de outubro. Em operações com pessoas físicas, o Spread, passou de 19,8 pontos, para 20,1 pontos percentuais.

Como evitar pagar juros aos bancos

Fonte: Google

O Brasil é um país que tem um número alto de inadimplentes, bate recordes em vários segmentos. Mas como ter controle e não fazer dividas. Confira essas dicas:

  • Planejamento

Seja qual for o objetivo de uma pessoa, sem um bom planejamento não será possível.

Em primeiro lugar, tenha controle dos gastos, faça uma planilha incluindo todos os gastos e receitas. Importante aqui, não esquecer dos gastos que não são fixos, pode ser um imprevisto como manutenção do carro ou uma data comemorativa. Para esse caso o mais recomendado é uma reserva de emergência, esses imprevistos, e outros como problema de saúde, podem levar uma pessoa ao endividamento.

  • Prioridades

Veja quais são as prioridades, analise quais são os gastos que uma família precisa, uma boa maneira é usando bom modelo de orçamento pessoal.

  • No orçamento um percentual

Gastos básicos – A maior parte vai ser destinada para pagamentos como (água, luz, alimentação, moradia, plano de saúde) Reserva de emergência: É de extrema importância para qualquer família ter uma reserva.Planejamento futuro: Tente se organizar para o futuro mais distante, pode ser a troca de um veículo, faculdade dos filhos e outros.

  • Fuja das ofertas

Não é por que um produto está em oferta que você precisa comprar. Por isso, fuja das promoções. A maioria dos endividados se encontram nessa situação por não ter controle das finanças. Comprar coisas desnecessárias, por impulso e geralmente são pagas com cartão de crédito, pode levar inadimplência e pagar juros altos.

  • Evite pagamento do rotativo

Não faça compras parceladas com cartão de crédito, essa prática pode atrapalhar o controle dos gastos.Pagamento de juros de cartão de crédito é um dos mais caros no Brasil, por isso evite pagar o mínimo. Não sair com o cartão, essa é uma ótima maneira de não fazer novas dívidas.

Conclusão

Se ver livre de dividas e ter uma vida mais tranquila, é uma realidade, mas com consciência da realidade financeira. Ou seja, gastar mais do que se ganha é um grande problema. Mesmo com o orçamento apertado, com mínimo de organização é possível alcançar alguns sonhos, mas isso vai exigir bastante esforço e dedicação. 

Gostou do artigo? Compartilha com seus amigos, em suas redes sociais e ainda com os seus familiares. Não esqueça de ler outros artigos sobre o assunto aqui no blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *