Open Banking, BBC Anuncia Novas Regras Para Segunda Fase

Diário oficial fortalece a autoconfiança de dados dos usuários do open banking. Entenda!
Anúncios


Open Banking Brasil
Fonte: Google

Em deliberação o Banco Central modificou as regras para a efetivação no brasil do Sistema Financeiro chamado Open Banking  ou em português Banco Aberto com a finalidade fortalecer o direito a proteção do dados dos clientes. Ainda assim segundo o BC esta medida completa o regulamento em vigência que estabelece quesitos técnicos e também procedimentos funcionais da segunda fase.

Da partilha da transação de consumidores dos bancos e dos seus dados cadastrais. Sendo assim o Banco Aberto é a regulamentação do procedimento de distribuição dos dados e também dos serviços financeiros pelos bancos que são autorizados a funcionar pelo Banco Central. Todavia por intermédio da abertura e inclusão das plataformas e conveniências da tecnologia através do sistema.

Dessa forma os usuários terão os seus dados pesquisados pelas instituições financeiras podendo autorizar essa partilha para as demais instituições.

Assim sendo conforme o BC mencionou o Banco Aberto deve aumentar a concorrência entre as instituições financeiras e a mais produtiva oferta de produtos e serviços ao cliente, pois a Revolução Digital já é uma realidade quem não se adaptar a Nova Era Digital deixara de existir.

Contudo a primeira fase da Revolução Digital teve início no primeiro dia do mês de fevereiro deste ano com a partilha de dados dos bancos ao púlbico como particularidades e valores de produtos e serviços próprios dos bancos de varejo referantes as contas, operações de crédito e também cartões de crédito a pessoas físicas e jurídicas.

Saiba como funcionará a implementação do projeto no Brasil. Atente aos nossos próximos tópicos.

Banco aberto – Open Banking

Todavia a finalidade deste Revolução Digital é a criação de plataformas de serviços e de novos modelos de negócios que visam na Nova Era Digital uma maneira de expandir e convidar novos clientes invadido cada vez mais no setor financeiro. Sendo assim a segunda fase dessas Revolução Digital deve ser concretizada em meados de 15 de julho deste ano distribuindo os dados cadastrais e transações relativos a operação de crédito.

Contudo com a permissão antecipada dos clientes. Dessa forma também é possível a entrega de serviços personalizados para os perfis distintos dos clientes levando em consideração os seus interesses ou seja as necessidades e finalidades de cada cliente. Todavia o compartilhamento deverá ser previamente autorizado pelo cliente!

Sendo assim o vencimento dessas informações serão de 1 ano podendo ser encerrado a qualquer momento através dos canais dos bancos, pois trata-se de informações importantes dos seus clientes. Portanto só podem participar devem participar do Banco Aberto ou Open Banking as instituições financeiras que estão devidamente regulamentadas, supervisionadas e por fim autorizadas pelo Banco central.

Originalidade na desenvoltura

Todavia o planejamento da terceira fase deverá ser implementada em 30 de agosto deste ano. Logo o princípio da remessa de propostas de crédito e também dos serviços de pagamentos. Dessa forma a 4º fase deverá ocorrer em 15 de dezembro de 2021 com desenvolvimento dos produtos e serviços financeiros que serão incorporados na base de organização do Banco Aberto, investimentos, operações de câmbio dentre outros.

Contudo a importância da medida determinada na resolução pública anunciada pelo Bc é o regimento do manual das experiências dos usuários ou seja os rumos da Nova Era Digital. Sendo assim este novo manual deve se juntar aos outros que já existem na normatização. Assim sendo eles; serviços prestados pela estrutura de governança.

E também programas de aplicação, proposito de dados e serviços e segurança que seguindo a Revolução Digital estão sendo devidamente atualizados e solidificados. Todavia ainda segundo o banco central este manual atualizado de experiência do usuário constitui os requisitos necessário para o partilhamento feito com todo cuidado dos dados do clientes que circunscreve as fases de consentimento do cliente.

Comprovação e autenticação

Open Banking banco aberto
Fonte: Google

Desse modo o banco central explica que tem como finalidade adequar o procedimento da Revolução Digital assim como as informações concedidas pelas intituições financeiras participantes aos clientes visando garantor uma experiência com o máximo de eficácia, adequada, segura e também como máximo de tranparência. Contudo seguem sendo exigidos novas funções a serem pretadas pela infraestrutura.

Sendo assim o Open Banking criou o ambiente de testes dos programas de aplicação com a finalidade de proporcionar condições que os bancos possam testar também as suas Após mesmo que se encontrem no estágio de evolução. Sendo assim introduzindo amostras para o desenvolvimento da efetivação deste serviço.

Portanto com a chegada da Nova Era Digital a instituições financeiras tendem a surgir com cada vez mais tecnologias para os seus clientes a implementação do Banco Aberto ou Open Banking são apenas o início de melhorias tanto para os bancos como para o clientes que tem cada mais opções e praticidade com esta Revolução Digital que reforçam a segurança do cliente remodelando o setor financeiro.  

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos, familiares e em suas redes sociais. Em seguida, retorne ao nosso blog e aproveite nosso conteúdo sobre o universo das finanças e investimentos. Esperamos por você! Memivi; melhorando a sua vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *