Planejamento Previdenciário: acompanhe dicas importantes

Acompanhe conosco, algumas dicas importantes para que a sua aposentadoria não se torne um pesadelo. Fique por dentro!
Anúncios


Planejamento Previdenciário
Fonte: Google

Não planejar corretamente a aposentadoria, é um erro que muitos profissionais seguem cometendo. Para que a sua aposentadoria se torne saudável, assim como tudo na vida é preciso ter um Planejamento Previdenciário; e até aproveitar melhor o padrão de vida atualmente. Com a Reforma da Previdência que começou a valer no mês de novembro de 2019 deixou incertezas para muitos trabalhadores sobre o melhor momento para solicitar a aposentadoria; pois algumas normas seguem desconhecidas para alguns trabalhadores.

Conforme o INSS informou, desde o início de 2021 um total de 1,7 milhões de solicitações de aposentadoria estão acumulados e a espera de análise. Entres esse pedidos 498 mil possuem exigência de alguma documentação por parte do segurado que ainda não foi entregue para que o Instituto Nacional do Seguro Social-INSS; consiga finalizar o procedimento para te ajudar a elaborar um Planejamento Previdenciário sem erros vamos te dar algumas dicas importantes. Pois o caminho até aposentadoria não tem volta e é preciso escolher o caminho correto para evitar dores de cabeça.

Segundo especialistas, o governo acredita que a reforma da previdência ajudará equilibrar as contas públicas, liberando recursos que acabam sendo direcionadas para a aposentadoria. Mas serão muito bem aproveitadas em área como, saúde, segurança pública e educação; ainda segundo os especialistas o país vem apresentando déficits bilionários nas contas públicas.

O gasto da União com pensões e aposentadorias antes da Reforma Trabalhista aumentou bastante durante nos últimos anos; e chegou a um total de R$ 266 bilhões. Este valor representa um envelhecimento por parte da população, pois a expectativa de vida da população brasileira vem crescendo consideravelmente. Todavia a taxa de nascimentos sofreu queda, sendo assim os brasileiros com mais de 65 anos representam 10,53% da população brasileira.

Como elaborar um Planejamento Previdenciário apropriado?

Primeiramente você deve fazer um levantamento dos contratos de trabalho ao longo da sua trajetória como profissional e também todas as contribuições, ou seja, fazer uma análise sobre as possibilidades existentes para que você possa solicitar a aposentadoria, e segundo passo muito importante do seu planejamento previdenciário deverá constar o valor das futuras contribuições até a data da escolhida por você para solicitar a aposentadoria.

Esteja atento com relação a carências de cada um dos benefícios antecipados pela previdência para descobrir quando você poderá se aposentar, pesquise qual o benefício se adequará para o seu perfil. Também precisa-se analisar se existe necessidade de uma previdência complementar e a mais recomendada para cada perfil específico.

É importante fazer uma análise mais detalhada, sobre o período de contribuição. Para isso recomendamos a elaboração de um Planejamento Previdenciário para então saber a época adequada que você poderá solicitar a aposentadoria, vale ressalta que conferir os cálculos simulados pelo INSS estão corretos é importante, pois em algumas situações esperar mais um pouco para ser adequar em uma regra diferente de aposentadoria para ter um benefício maior.

Devido a Reforma da Previdência, com quantos anos o contribuinte pode se aposentar?

Uma das mudanças mais importantes que a Reforma da Previdência trouxe, foi a proposta que pressupõe que boa parte dos trabalhadores de setores privados e servidores públicos devem trabalhar até pelo menos 62 anos as mulheres e os homens pelo menos até 65 anos, na proposta antiga existia o sistema misto no qual era possível solicitar a aposentadoria a partir de 60 anos para mulheres e 65 para homens ou como todos nós sabemos por período de contribuição que era de pelo menos 15 anos.

Se o trabalhador exerceu alguma atividade remunerada e não teve a carteira assinada, o contribuinte deverá resolver a sua situação antes de dar entrada no pedido de aposentadoria, neste caso cabe ao trabalhador apresentar uma justificação administrativa para o INSS e também apresentar junto com a documentação necessária para a entrada documentos que comprovem a remuneração não registrada como por exemplo uma nota fiscal.

Para o contribuinte que exerceu atividade rural, o mesmo poderá utilizar o período da atividade para solicitar a aposentadoria. Contudo cabe ao trabalhador apresentar provas da atividade rural como por exemplo notas do produtor ou o cadastro no Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária ou ainda outros documentos como certidão de casamento na qual conste a profissão de lavrador.

Análise do Cadastro Nacional de Informações Sociais.

Planejamento Previdenciário
Fonte: Google

O Cadastro Nacional de Informações Sociais-CNIS, trata-se de um extrato previdenciário no qual constam detalhes sobre os vínculos de trabalho do trabalhador brasileiro, contribuições previdenciárias e a remuneração ao longo da vida profissional, vale a pena analisar os dados junto a carteira de trabalho e o carnê de contribuição com registros do CNIS, analise se as datas de entrada e saída do serviço estão corretas.

No caso de alguma dessas datas estarem incorretas, cabe ao contribuinte anexar junto aos documentos necessários para solicitar a aposentadoria marcando a diferença entre as datas; ou valores registrados para que os cálculos sejam feitos corretamente ou para evitar que a sua documentação fique parada a espera de uma nova análise; que é a situação de muitos trabalhadores atualmente. Nesse sentido, quanto mais organizado os seus documentos, mais fácil será a abertura da sua aposentadoria.

Desse modo, correções como esta são muito importantes, tendo em vista a burocracia para a tramitação da aposentadoria no Brasil. Assim, se você ficou interessado no Cadastro Nacional de Informações Sociais e deseja consultar os seus registros basta entrar no site do MEU INSS ou baixar o app se cadastrar para obter mais detalhes; vale ressaltar que além do cadastro obrigatório com os seus dados você deverá cadastrar uma senha para fazer a consulta.

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos, familiares e em suas redes sociais. Em seguida, retorne ao nosso blog e aproveite nosso conteúdo sobre o universo das finanças e investimentos. Esperamos por você! Memivi; melhorando a sua vida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *