Planejamento Tributário, os benefícios para a sua empresa.

O que necessário para montar um planejamento tributário declarativo para a sua empresa. Entenda!
Anúncios


planejamento tributário mão com a caneta
Fonte: Google

Não é novidade para nenhum empresário que uma das maiores dores de cabeça que para a empresas seja ela de pequeno, médio ou grande porte são os tributos obrigatórios que elas pagam. Contudo grande parte do empresários tem um pouco de dificuldade para manter os pagamentos de todos os impostos em dia, inclusive em época de pandemia; Sendo assim as empresas tendem a buscar alternativas e o planejamento tributário tem sido uma delas.

Todavia essas alternativas no entretanto para boa parte dos empresários não conhece ou nem faz muita questão de saber do que se trata. Contudo é importante ter um bom Planejamento Tributário para que a empresa possa ter mais tempo para se estabilizar em épocas como esta de crise onde muitas empresas são pegas de surpresa ou simplesmente não aguentam e fecham as suas portas por não conseguir minimizar gastos.

Sendo assim a chamada recuperação tributária é na prática uma oportunidade que o cliente deixou passar seja por um descuido ou falha operacional. Todavia em sua grande maioria as empresas não evoluem adequadamente com relação aos fatos tributários fazendo dessa forma surgir várias oportunidades para o contribuintes se protegerem das mais variadas situações que possam vir a ocorrer.

Portanto para o Planejamento Tributário é envolto por etapas e análises comparatórias com a finalidade de reduzir a carga tributária que reflete-se sobre as operações do Planejamento Tributário sejam do presente ou do futuro tudo protegido pela lei.

Contudo o melhor Planejamento Tributário inicia-se com uma revisão do tributo.

Quais os motivos para o planejamento tributário?

Vamos exemplificar uma empresa pequena que se encontra em um prejuízo contábil nesta situação o Simples nacional pode ser aplicado levando em consideração o seu porte e também as suas operações? Portanto pense em uma importadora que pagou todos os seus impostos na desenvoltura alfadengarea e está autorgada no que chamamos de lucro presumido de tal forma que não tenha direito aos créditos.

A serem pagos na diligência, sendo assim a importadora paga os impostos continuamente no faturamento. Todavia não se pode afirmar que os dois casos estão totalmente corretos ou não corretos apenas com um Planejamento Tributário detalhado poderá dizer qual o melhor caminho para seguir.

Portanto nos dias atuais os procedimentos ilícitos não são mais possibilidades. Todavia que o fisco está integralmente preparado para identificar sonegação e fraudes das mais variadas com a Nova Economia e o crescimento da tecnologia através do fisco fez com que todo o mercado ficasse mais competitivo. Sendo assim as empresas se tornassem mais estrategistas nos seus negócios.

Organização tributária

planejamento tributário como fazer
Fonte: Google

Entretanto é necessário ter bastante cuidado para não confundir os termos Planejamento Tributário com o comparativo tributário. Dessa forma no planejamento identificam-se estratégias evidenciado em minimizar todos os custos com tributos, logo o Comparativo Tributário faz uma análise de regimes divergentes como o Simples Nacional, Presumido e Real para que o empresário encontre.

O chamado regime tributário mais adequado o tipo de negócio da empresa sendo capaz de separar o negócio da empresa ou todavia tornando a estrutura operacional a fim de manter a operação num único regime tributário é imprescindível para a construção do Planejamento Tributário.

Entretanto é relevante afirmar que a comparação do regime é apenas uma das etapas que Planejamento Tributário segue para uma empresa. Dessa forma vale mencionar que ponto de partida para todo o planejamento é preciso que de tenha uma base sólida. Portanto a validação sobre as informações que serão informadas para que se possa realizar a análise.

Informações importantes

Para que as empresas possam fazer o planejamento é preciso que a empresa forneça as suas informações como por exemplo; a origem das compras da empresa; qual o tributo que causa maior impacto na operação das empresas; dentre outras informações necessárias para que o planajamento aconteça. Sendo assim a próxima etapa é identificar as origens da compras da empresa e as análises do impostos.

Com base no início da análise de probabilidades dos benefícios fiscais e também as regras operacionais lograrão a redução da carga tributária sobre as compras, dessa forma deve-se analisar as operações de vendas que foram feitas até que o planejamento acontecesse todavia de total importância para a Tributação.

Todavia após identificar onde estão ligadas o destino das vendas e o recebedor, consumidor; pessoa jurídica e revenda mapeando toda a operação. Dessa forma é possível distinguir a carga tributária de cada operação existente. Contudo várias empresas fazem a operação das receitas de formas diferentes, porém com um mesmo negócio ou seja a empresa comercializa produtos e também tem o setor de assistência técnica ou locação de produtos.

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos, familiares e em suas redes sociais. Em seguida, retorne ao nosso blog e aproveite nosso conteúdo sobre o universo das finanças e investimentos. Esperamos por você! Memivi; melhorando a sua vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *