Profissionais do teletrabalho, visão dos líderes e colaboradores

Depois de um ano de pandemia e home office descubra o que os líderes e funcionários perceberam.
Anúncios


mulher sorrindo Profissionais do teletrabalho
Fonte: Google

Em média 57% dos líderes da América Latina idealizam um modelo operacional distinto do que era antes do Covid-19. Essa porcentagem é pela Internacional Data Corporation, de uma pesquisa que fizeram das perspectivas para o ambiente de trabalho digital, sobre a busca da igualdade entre o escritório e ambiente virtual para garantir a qualidade do trabalho híbrido.  A pesquisa tem como intuito assegurar a segurança dos profissionais do teletrabalho e alcançar produtividade maior.

Mais de 1.100 líderes e funcionários de 15 países, entre eles Brasil, México, Chile e Colômbia, foram ouvidos. Sobre a produtividade, 77% dos funcionários e 83% dos líderes concordam que são mais produtivos em casa ou outro ambiente remoto do que no escritório. E quase 40% dos colaboradores acrescentam que preferem trabalhar fora de escritórios convencionais. Em casa os funcionários estão mais confortáveis e consequentemente mais atentos as demandas exigidas, ou seja, é bom para as empresas e para os colaboradores.

As empresas estão interessadas em fazer investimentos direcionados a esse crescimento visando a inovação pós-Covid. As plataformas de segurança, a inteligência artificial e a internet das Coisas trarão vantagens aos ambientes de trabalho pelos próximos anos.

Ao redor do mundo 40% das empresas foram obrigadas a mudar para o teletrabalho da noite para o dia, enquanto os outros 60% estavam desenvolvendo formas seguras de continuar suas atividades. A maioria das companhias não voltarão ao modelo 100% presencial como era em 2019.

Os profissionais do teletrabalho continuarão representando grande parte da força de trabalho mundial, ainda que os setores variem. O modelo flexível – home office e presencial – veio para ficar e as mudanças que vemos desde 2020 devem permanecer daqui para a frente. As companhias viram muita vantagem nesse regime de trabalho, não é do interesse delas retornar ao que era.

Muitas empresas estão com o pensamento no futuro, criando um lugar de trabalho para, além de ser produtivo, ser melhor para seus colaboradores. Compreenda mais sobre esse assunto nos tópicos seguintes!

Novas modalidades dos profissionais do teletrabalho

As empresas precisam de profissionais com certas habilidades para poder se destacar no home office. Saber solucionar conflitos e resolver as desavenças entre os membros da equipe é o principal desafio do teletrabalho. Se você sabe lidar com esse tipo de situação é um diferencial, até mesmo na hora de buscar um emprego, e para quem trata atendimento ao cliente essa característica de resolução de conflitos é essencial.

Por mais óbvio que pareça ser, é necessário ser íntimo dos meios tecnológicos de comunicação. Em tempos que utilizamos tanto o Meet, Zoom, Facetime e etc., é preciso saber que cada plataforma tem as suas especificações. E o mais importante é a qualidade da conexão e dos dispositivos, porque eles têm impacto direto com o desempenho dos profissionais do teletrabalho.

Um dos principais elementos é a boa organização, mas acaba comprometendo bons profissionais que não conseguem se organizar pessoalmente e nem profissionalmente. Mas o que os gerentes procuram são pessoas práticas para lidar com as tarefas do dia a dia e para isso é preciso manter a organização, para não se perder no que está acontecendo. Os raciocínios e pontos de vista lógicos são mais fáceis de serem compreendidos com organização e comunicação.

Outra habilidade é a boa escrita, porque todos aqueles assuntos pendentes que eram resolvidos com uma conversinha ou uma reunião, agora serão resolvidos via internet e é importante ter uma boa comunicação escrita. Dessa forma, não é preciso marcar várias reuniões durante o dia para resolver esses assuntos. Basta ser coerente na mensagem, não escrever além do necessário e ser preciso no tema.

A distância no processo de trabalho – Home Office

Os líderes e colaboradores do teletrabalho julgam necessárias algumas novas habilidades mas discordam, em alguns pontos, sobre o novo normal na rotina de trabalho. Em relação a vida familiar e tempo, 52% dos colaboradores latino-americanos consideram importante o tempo para a família, mas somente 42% dos líderes pensam da mesma forma. É indiscutível a necessidade de capacitar equipes e 54% dos funcionários concordam, mas infelizmente apenas 43% das empresas pensam da mesma forma.

A falta de supervisão e gestão dos resultados do home office preocupa somente 34% dos líderes, e preocupa menos ainda os funcionários, 13%. Sendo assim, a dificuldade de comunicação com o restante da equipe é algo perturbante e 33% dos líderes da América Latina pensam isso, por outro lado apenas 26% dos colaboradores, concordam com isso.

Para a experiência ideal do home office é preciso ter acesso à tecnologia mais atualizada e 59% dos funcionários latino-americanos concordam com isso, mas 50% dos líderes latino-americanos não acham isso tão importante. Seguindo essa linha, um pouco mais que 30% dos líderes tem preocupação com dificuldades de acesso a dados, enquanto somente 18% dos funcionários compartilham da opinião. Todos esses dados foram extraídos da pesquisa feita pela IDC.

Renda extra e novos ganhos

Profissionais do teletrabalho
Fonte: Google

Além do home office, o desemprego também foi uma coisa recorrente desde o início da pandemia. Então, se você está desempregado ou precisando de um dinheirinho extra e tem tempo de obter novas habilidades através de cursos e etc., essa é a sua chance. Na internet conseguimos encontrar alguns sites que dão possibilidades para freelancers no mundo inteiro.

Essa oportunidade permite que você trabalhe à distância e ganhe uma renda extra de qualquer lugar. Para se capacitar e adquirir novas habilidades existem plataformas com diversos cursos gratuitos e com certificação. Uma boa maneira de entrar no mundo digital e se tornar um trabalhador remoto, do conforto da sua casa e com todos os benefícios já citados aqui.

Para pequenos empreendedores, profissionais autônomos e até mesmo trabalhadores formais, uma renda extra pode ajudar no orçamento mensal, ainda mais em momentos de crise como o que estamos passando. Existem oportunidades para freelancers de várias áreas, como desenvolvedores de jogos, professores, produtores de conteúdo e vários outros. Há várias maneiras disponíveis para te ajudar a ter um emprego e renda.

Conclusão

Estamos passando por uma transformação absurda em todos os aspectos de nossas vidas, e a área do trabalho foi transformada da noite para o dia. Depois de um ano de trabalho remoto, os líderes e funcionários tem as suas próprias percepções e discordâncias daquilo que eles julgam ou não interessantes para o sucesso da equipe.

O intuito das empresas é, no futuro, criar um ambiente de trabalho híbrido que será mais produtivo e mais feliz para seus funcionários. Assim como vemos em qualquer lugar, em um mundo digital e moderno as pessoas têm percepções variadas daquelas mudanças que são necessárias ou não.

Uma certeza é que o modelo de negócios de 2019 não existirá mais, então é preciso que os chefes e colaboradores se reorganizem para manter a excelência em todos os setores das empresas. A inteligência artificial, análise e resolução de problemas de maneira proativa e a automação fazem parte de um conjunto de tecnologias e habilidades criado para que a produtividade seja impulsionada.

Gostou do nosso artigo? Aproveita e compartilha o artigo em suas redes sociais, com os seus amigos e ainda com todos os seus familiares. Mas não esqueça de retornar ao blog e aproveitar outros conteúdos. Nosso Blog existe para te informar e ajudar você a mudar sua vida financeira.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *