Auxílio Emergencial é prorrogado por mais 2 meses, fique por dentro dessa novidade!!!

Em meio à crise econômica no Brasil e no mundo, por conta da Pandemia da Covid-19, O Governo Federal, a exemplo de outros países
Publicidade
Fonte: Caixa

Instituiu o pagamento – inicialmente, de auxílio emergencial dividido em três parcelas para garantir a sobrevida da população em detrimento às condições impostas pelo vírus.

Pensando na retomada da economia e na brevidade da crise, o que não ocorreu, O Governo Federal brasileiro se viu obrigado a estender por mais 02 meses os valores referentes ao pagamento do seu auxílio emergencial, que tem como base o valor de R$600,00 por mês.

Para que você possa entender melhor essa prorrogação do auxílio emergencial do Governo Federal, decidimos escrever esse artigo e explicar como funciona e quais as condições de acesso ao benefício.

Vamos lá?!

Sobre o Auxílio Emergencial do Governo Federal ou Coronavoucher

Diante da enorme crise mundial, e na prevenção a sua chegada no Brasil, o Congresso Nacional apresentou o projeto de Lei extraordinário intitulado Coronavoucher, a princípio com valores discutíveis entre R$ 300, R$400 e R$ 500 mês. Contudo após uma quebra de braços entre o Governo e o Congresso Nacional, em abril de 2020, foi instituído, com uma renomeação de nome e valor, o Auxílio Emergencial no valor de R$ 600,00.

Publicidade

A finalidade no pagamento é que não superasse os três meses de concessão; abril, maio e junho, entretanto na presente crise humanitária, na data de 30 de junho, o Governo Federal anunciou sua prorrogação até o mês de agosto de 2020.

Quais as vantagens do Auxílio Emergencial do Governo Federal – Coronavoucher?

Programa do auxílio emergencial do Governo Federal atende a todas as pessoas desempregadas, profissionais autônomos e inscritos no Programa Bolsa Família. Esse valor é isento de qualquer cobrança, taxa e/ou tributação, ou seja, ele é recebido em sua integralidade.

Pode ser pago via conta pessoal poupança/corrente de qualquer instituição financeira tradicional – bancos físicos ou por meio de uma Conta digital Caixa. Com a conta digital da Caixa, instituição financeira pagadora, o cliente pode movimentar o valor como quiser ou sacar.

Publicidade

Sobre o recebimento do Auxílio Emergencial do Governo Federal no aplicativo Caixa Tem

Instituído como banco pagador, a Caixa Econômica Federal, criou uma conta digital para facilitar o recebimento e movimentação dos valores atribuídos às parcelas do auxílio emergencial do Governo Federal.

Desse modo, os beneficiários poderiam movimentar o dinheiro sem sair de casa, fazendo pagamentos online, pagando com cartão de crédito digital grátis e sem anuidade, transferir e/ou sacar nas lotéricas e agências bancárias da Caixa.

Quais os custos negativos que o auxílio emergencial traz aos cofres públicos?

Segundo o ex-secretário Mansueto Almeida do Tesouro Nacional, a prorrogação do auxílio emergencial do Governo Federal pode custar cerca de R$ 100 bilhões, que seria equivalente a 1,9% do PIB, esse valor reflete as propostas em debate que seria a renovação decrescente e manutenção de R$ 600,00 para mais duas parcelas.

Publicidade

Em virtude do grande volume e dos valores para manutenção do auxílio emergencial do Governo Federal o MP – Ministério Público, solicitou ao TCU – Tribunal de Contas da União, que interrompesse o repasse das duas parcelas aprovadas pelo Governo Federal até que houvesse um plano claro e com a finalidade sobre os valores para pagamento do programa. O TCU rejeitou a suspensão, contudo afirmou que o processo seria juntado aos demais que fazem referência ao pagamento do Coronavoucher do Governo Federal.

Quem tem acesso ao Auxílio Emergencial do Governo Federal?

Fonte: Caixa

Todos aqueles que solicitaram sua inscrição de acesso ao benefício até 30/06/2020; que são os trabalhadores informais, preferencialmente por meio do site da Caixa ou do aplicativo Caixa Auxílio Emergencial, disponível nas lojas virtuais para Android (Google Play) e iOS (iPhone – Apple Store). Contudo, era possível ainda, fazer o registro em agências da Caixa ou lotéricas.

Aqueles que já eram inscritos no Bolsa Família ou no Cadastro Único (CadÚnico) não precisaram se inscrever. O pagamento continuou sendo feito automaticamente. O valor das parcelas do auxílio emergencial do Governo Federal pode variar entre – R$ 600 ou R$ 1,2 mil, este último para mães solteiras.

Publicidade

Sobre o pagamento das parcelas prorrogadas do Auxílio Emergencial do Governo Federal.

O cronograma de pagamento das parcelas do auxílio emergencial do Governo Federal seguirá mantido conforme já acontece, sem necessidade de novo cadastro, aqueles que solicitaram seu acesso tardio, até a data citada acima, segundo o Governo, receberão a mesma quantidade de parcelas que os atuais inscritos receberam e estão a receber desde o início do benefício.

Até o presente momento são contabilizadas 5 parcelas do auxílio emergencial do Governo Federal. Se ainda houver dúvidas sobre o programa e ou seus beneficiários você deverá acessar ao site, ou, ligar 111.

Gostou do conteúdo do nosso blog?! Compartilha em suas redes sociais, com seus amigos e familiares.

Publicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *