10%15%20%25%30%35%40%45%50%55%60%65%70%75%80%85%90%95%100%

Público feminino interessado em cursos de tecnologia. 

Pesquisa da HackerSec apontou o crescimento do público feminino interessado em cursos de cibersegurança.

Público feminino interessado em cursos de tecnologia
Fonte: Google

À medida que, a tecnologia avança no mundo o segmento de cibersegurança e TI vem atraindo um público considerável. Em 2020, por exemplo as empresas da área contrataram cerca de 69 mil novos profissionais. Ou seja, dez mil profissionais a mais que em 2019 apesar de ser um mercado majoritariamente masculino. Desde a chegada da pandemia o público feminino interessado em cursos de tecnologia teve um aumento significativo. 

Segundo informou a HackerSec, o número de alunas matriculadas nesses cursos triplicou recentemente. Hoje, cerca de 28% dos alunos matriculados nos cursos da HackerSec são mulheres. Vale ressaltar que, em 2018 a quantidade de mulheres matriculadas era de 5%.

Sendo assim, a projeção para 2022 é de aproximadamente 35% de inscrições femininas em cursos do segmento. 

Nesse sentido, para o presidente da HackerSec o fato de ter o público feminino interessado em cursos de cibersegurança e TI. É um ponto positivo, pois, essas profissionais podem ajudar ainda mais no crescimento do mercado.  ainda segundo o executivo, as profissionais da área tendem a ser mais dedicadas do que os homens. 

Desse modo, com o público feminino interessado em cursos de ciebersegurança as chances dessas profissionais alcançarem posições de liderança são bem altas.

Além de refletir o sucesso da área, o interesse das mulheres nesse mercado vem crescendo porque aproximadamente 55% das alunas terminam os cursos já empregadas. Contudo, alguns problemas de estrutura precisam ser tratados com urgência.

Fique por dentro! 

Mudança de cenário 

À medida que a tecnologia avança, temos visto cada vez mais mulheres em diferentes segmentos desse mercado. Portanto, cerca de 51% do público feminino que atuam no setor de segurança cibernética já passaram por alguma forma de discriminação. Desse modo, algumas das mulheres ouvidas na pesquisa afirmaram ter uma certa dificuldade no setor. 

Nesse sentido, visando diminuir esse impacto negativo algumas startups direcionam anúncios e artigos específicos para o público feminino através das redes sociais. O objetivo desses anúncios é trazer mais mulheres para expandir o mercado. Desse modo, a busca das mulheres pelo mercado poderá impulsionar ainda mais esses setores! 

Para Andrew, é muito importante que o segmento enxergue que essa é a hora de trabalhar para que não haja mais essa disparidade. Assim, com novas estratégias surgindo a igualdade de gênero possa acelerar ainda mais o crescimento do setor.

Vale ressaltar que, segundo a pesquisa efetuada pela Cybersecurity Workforce Research em 2019 revelou que a comunidade de TI contava com apenas 24% de mão de obra das mulheres. Hoje, esse cenário é bem diferente, pois, em 2021 o público feminino dobrou nesse segmento. 

Conhecendo o mercado 

Nesse cenário, cada vez mais mulheres estão aprimorando os seus conhecimentos nesse mercado ano após ano. Sendo assim, o público feminino impulsionado pelos níveis mais altos dos cursos possui cada vez mais chances de conquistar cargos importantes. Desse modo, a presença das mulheres tem se consolidado entre os postos mais altos de hierarquia de empresas de tecnologia.  

Segundo a pesquisa, em relação aos homens o público feminino hoje teve um aumento entre os percentuais de ocupação em startups.

Sendo essas mulheres que estão ocupando cargos de chefia dos setores ou vice-presidente, por exemplo! Proporcionalmente, os índices revelam que o público feminino segue ocupando mais cargos de liderança do que os homens.

Nesse sentido, o crescente empenho das mulheres no quesito qualificação é de aproximadamente 52%. Ao contrário dos homens com 44% no grau de qualificação profissional, como cursos de pós-graduação. 

Público feminino interessado em cursos de tecnologia. 

Público feminino interessado em cursos de tecnologia
Fonte: Google

Apesar de esse ser um cenário de revolução em um mercado que no passado recente era chefiado por homens. O fato de o Público feminino interessado em cursos de TI e Cibersegurança revela que o mercado da tecnologia possui espaço para todos.

Ademais, outra diferença do público feminino para o público masculino é que as mulheres ocupando cargos mais importantes é bem maior. Atualmente, aproximadamente 45% das mulheres ocupam os cargos de hierarquia em empresas especializadas em cibersegurança. 

Portanto, cerca de 33% dos homens que estão na mesma faixa de idade ocupam esses cargos. No entanto, os homens que representam a geração X representam a maior força de trabalho. Ou seja, nessa geração são aproximadamente 44% dos homens no mercado.  

Por fim, segundo estudos recentes indicam que a faixa salarial do público feminino hoje é de US$ 5 mil a menos que os homens. Vale ressaltar que, essas mulheres ocupam o mesmo cargo – ainda que essa diferença seja causada pela falta de experiência dentro das empresas, porém esse cenário deve mudar! 

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos, familiares e em suas redes sociais. Em seguida, retorne ao nosso blog e aproveite nosso conteúdo sobre o universo das finanças e investimentos. Esperamos por você! Memivi; melhorando a sua vida.