Quais as novidades por trás da nota de 200 reais no Brasil? Saiba mais!

Entenda as novidade por trás da cédula de R$200 emitida pelo banco Central no início do mês e ainda quais os impactos na economia.
Publicidade
Fonte: Google

A circulação de sua moeda é algo importante para um país, inclusive em tempos de crise financeira, em termos simples: quanto mais dinheiro no mercado mais a economia responderá positivamente, em contrapartida a sua escarces poderá gerar estagnação e problemas econômicos.

Esse tipo de termômetro, como é dada a inflação, diz muito a respeito sobre como o mercado financeiro interno e externo reagem a valorização da moeda adotada em cada país, o seu povo é sobretudo o principal regulador desse índice. Isso porque ele é fator importantíssimo na utilização da moeda nacional ou estrangeira.

Dessa forma, se você passa a utilizar e comprar moeda e produtos estrangeiros com mais frequência isso acarreta uma valorização dessa moeda e uma baixa no valor da moeda interna.

Assim, no início o segundo semestre do 2020, o Banco Central anunciou a confecção de uma nova cédula brasileiro, o que acarretou surpresa e espanto em muita gente.

Quer descobrir mais sobre essa nova cédula que será emitida em breve? Então, não deixe de ler o artigo até o final e descubra todas as novidades e curiosidades por trás desse lançamento. Vamos lá!

Publicidade

Sobre o BC – Banco Central

Podemos dizer que o BC é o banco dos bancos, uma instituição que regulamente e fiscaliza as entidades bancárias e financeiras no território nacional, sua fundação se deu pela necessidade do Estado de uma instituição que pudesse emitir o papel moeda com integridade e confiança.

Fundado em 1964 quando ainda era uma fusão do BB – Banco do Brasil e Tesouro nacional , sua separação se deu no pro volta do ano de 1985, quando o BB e o Tesouro Nacional passaram a ser instituições autônomas, com isso as funções monetárias que até aquele momento pertenciam ao BB foram, enfim, transferidas ao BC.

Sobre a Casa da Moeda

A CMB – Casa da Moeda do Brasil, fundada em 1694, foi a primeira tentativa do Governo brasileiro de emitir moeda nacional com confiabilidade e credibilidade, foi instituída há época como instrumento no auxílio para circulação das riquezas ainda no Brasil colonial.

Durante aquele período o Brasil não tinha moeda própria e a moeda em circulação era emitida por Portugal, todas as moedas em movimentação no país vinham de Portugal ou eram conseguidas do comércio com viajantes estrangeiros.

Publicidade

Por isso, D. Pedro II, autorizou a produção de moedas provinciais, genuinamente brasileiras.

O que envolve a emissão da cédula de 200 reais?

Atualmente, o valor mais alto entre as notas existente no mercado financeiro nacional desde a criação do próprio Real em 1994, a nota de 200 reais vem sendo projetada e pensada a anos atrás bem antes de 2020.

Segundo o próprio BC a nota entrará em circulação ainda no final do mês de agosto, quando aprovada pela CNM – Conselho Monetário Nacional.

Ainda, segundo o BC o que impulsionou a criação da nova cédula de 200 reais foi o aumento na demanda por papel moeda e a rapidez com a qual o comercio interno tem exigido na emissão de notas, segundo os estudos realizados pela instituição.

Publicidade

Qual a causa da necessidade na procura por cédulas no Brasil?

Parece controverso, contudo, não é! Com a chegada da Covid-19 a procura e acesso às cédulas tem aumentado significativamente o aumento da necessidade do papel moeda, isso significa dizer que a procura por dinheiro tem aumentado, contudo, sua oferta não quer dizer que não vivenciamos uma crise.

A realidade que presenciamos são os efeitos instituídos pelos programas de socorro emergencial lançados pelo Governo, justamente para amenizar à crise, como o caso do Auxílio emergencial.

Segundo a pesquisa do BC, nos meses de março a julho, o Brasil conquistou a marca de  R$ 61 bilhões no entesouramento de moeda, ou seja, o brasileiro deixou de utilizar a moeda em circulação, com as medidas de proteção a vida e as incertezas do cenário financeiro, a população brasileira passo a guardar o seu dinheiro em casa.

Por que a redução de custos é um motivo para emissão da cédula de 200 reais?

O Banco Central explicou que a emissão da cédula de 200 reais reduz os custos na produção e impressão de notas. Isso em virtude do aumento da procura por dinheiro em espécie, como visto no tópico anterior; impulsionado pelo programa Auxílio Emergencial que deve se manter até dezembro de 2020.

Publicidade

O BC informou que a emissão da nota de R$200 poderá reduzir em até 50% os custos na impressão de notas com o valor de 100 reais, sobre o valor real e atual do programa emergencial do Governo os custos para seu pagamento seriam menor quanto levados em conta os gastos no processo de impressão das notas.

Quem será a figura estampada na nova nota de 200 reais?

Fonte: Google

O Banco Central elegeu o  lobo-guará como figura importante para representar a cédula de R$200, essa espécie tem sua origem na América do Sul e com as constantes mudanças climáticas e evolução da sociedade já esteve em perigo de extinção, contudo, hoje, com a criação de reservas naturais e outras medidas de proteção, o animal não está classificado nessa categoria.

Embora, não esteja mais sobre o risco de extinção, o lobo-guará foi um dos candidatos apontados na votação realizada pelo Banco Central ainda em 2001, quando perguntou aos brasileiros qual o animal deveria estampar a nova cédulas.

Durante essa eleição, seus concorrentes; tartaruga-marinha e o mico leão dourado, venceram e foram utilizados para estampar as notas de 2 e 20 reais. Já o lobo-guará que ocupou o terceiro lugar ocupará a nota de 200 reais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *