Rentabilidade real da poupança: desempenho negativo em 2021

Segundo economistas, o desempenho da rentabilidade real da poupança segue sendo o pior pelo 13º mês consecutivo. Confira aqui!
Anúncios


Rentabilidade real da poupança
Fonte: Google

Tendo em vista, a forte pressão inflacionária dos últimos meses acompanhado de um ambiente onde taxas importantes seguem baixas, o poder de compra do consumidor segue diminuindo! Sendo assim, a rentabilidade real da poupança está negativa pelo décimo terceiro mês seguido, em aproximadamente 7,46%. 

Dada a situação econômica atual no país, um levantamento foi feito pela Economatica, que é um sistema de pesquisas. Revelou, portanto, que devido ao aumento do índice inflacionário o poupador segue perdendo 9,72% em rentabilidade da poupança. Recuos como este, não eram vistos desde o ano de 1991. Por exemplo, no segundo semestre de 2021 a inflação chegou à marca de 8,35% – valor mais alto desde o mês de setembro de 2016. 

Desse modo, a rentabilidade real da poupança passou a render apenas 0,16 pontos percentuais diante da variação de 0,31 pontos do CDI, que é referencial mais importante entre os investimentos de renda fixa no Brasil. Portanto, no primeiro semestre o retorno da caderneta de poupança atingiu cerca de 0,83% em doze meses; já p CDI obteve uma variação de 2,28%. 

No entanto, mesmo pouco retorno a rentabilidade da poupança captou um volume considerável no primeiro semestre desse ano. Sendo assim, a entrada líquida de R$ 7,1 bilhões – sendo esta entrada maior que o mês de dezembro do ano passado. Logo, uma das consequências da pandemia do novo coronavírus. Por isso, a forte obtenção destes recursos pelo produto bancário ocorreu em meio a todos os pagamentos do auxílio emergencial em 2020. 

Captação baixa 

Apesar da captação baixa estar chamando atenção, as pessoas que investem na poupança não devem ter retorno positivos. Pois, todo o segmento vem revisando para cima – pela décima terceira semana consecutiva – segundo as projeções de alguns economistas para o índice IPCA em 2021 estimam que ele fique em 6,07 pontos percentuais até o final do ano.  

Contudo, uma semana antes as mesmas projeções apontaram que a taxa fecharia em 5,97% durante os meses restantes de 2021. Portando, a expectativa de muitos economistas é de que a taxa permaneça acima do teto definida pelo Conselho Monetário Nacional- CMN. 

Assim sendo, segundo as projeções dos economistas é que índice permanece em 3,75 pontos até o final de 2021; com um intervalo de 1,5 de tolerância para cima ou para baixo. Ou seja, entre 2,25 pontos percentuais e 5,25 pontos percentuais  

Rentabilidade real da poupança 

A rentabilidade real da poupança, é considerado no mercado como um indicador muito importante. Pois, ele pode avaliar aplicações e indicar se esta aplicação possui a capacidade necessária para recompor o poder de compra dos acionistas. 

Visto que, ter poder de compra hoje, é algo relevante. Por isso, alguns investimentos seguem rendendo abaixo do índice inflacionário – como de fato tem ocorrido na poupança. Porém, essa condição é considerada por muitos analistas uma opção arriscada e ruim para todos os tipos de investimentos. 

Vale lembrar, que segundo um levantamento feito pela Economatica a sequência mais alta do real negativo ocorreu entre os meses de fevereiro de 2015 e setembro de 2016, quando o consumidor perdeu o poder de compra por exatamente vinte meses consecutivos. Outra sequência negativa desta vez em treze meses ocorreu entre os meses de janeiro de 1991 a janeiro de 1992. 

Rendimento em 2021 

Rentabilidade real da poupança
Fonte: Google

Neste contexto, entre os meses de janeiro e setembro de 2021 o segmento apresentou um retorno de aproximadamente –4,89% com desconto da inflação. Sendo, este resultado negativo semelhante ao de 1991 quando a rentabilidade obteve um resultado negativo de 11,3 pontos percentuais. Sendo assim, durante os últimos trinta anos, a poupança rendeu apenas para a inflação no acumulado dos meses citados de 2021.  

Portanto, com relação aos resgates a poupança fechou o mês de setembro desse ano com mais resgates do que aplicações. Desse modo, a saída líquida da caderneta foi da ordem de R$ 7,7 bilhões, assim revelaram os dados levantados pelo Banco Central.  

Neste sentido, este último resultado foi fruto de algumas aplicações de R$ 282,9 bilhões e também de retiradas de R$ 290,6 bilhões. Logo este resultado significa um valor recorde para o período desde o início da série histórica do Banco Central, que teve início em 1995. Por fim, no acumulado deste ano, os resgates que foram feitos na poupança chegaram a superar os aportes em cerca de R$ 23,3 bilhões. No entanto, o saldo total de aplicações soma atualmente um total de R$ 1,031. Lembrando que a rentabilidade real da poupança segue negativa pelo décimo terceiro mês seguido, em aproximadamente 7,46% e deverá fechar 2021 com a rentabilidade negativa. 

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos, familiares e em suas redes sociais. Em seguida, retorne ao nosso blog e aproveite nosso conteúdo sobre o universo das finanças e investimentos. Esperamos por você! Memivi; melhorando a sua vida.