Rolls-Royce da início ao seu motor rudimentar Ultrafan.

A companhia aguarda que o precedente motor estar pronto para o final de 2021. Confira!
Anúncios


Rolls-Royce
Fonte: Google

Embora a Rolls-Royce tenha tido um enorme prejuízo sem muitas expctativas de aviões vultuosos de  porte gigante para os anos seguintes a marca teve um avanço recente a neste última segunda-feira do mês de março ao fazer a divulgação da fabricação de máquina recente foi iniciada.

Logo, a Rolls-Royce reforça a expectativa que o seu primeiro motor esteja pronto até o final do ano. Contudo a evolução antecipada deve-se ao desenvolvimento das novas tecnologias no setor que antes apresentam projetos de aviões sendo assim as fábricas que criam esses motores seguem construindo motores novos como protótipo este novo motor tem em média 3,55 metros e destaca-se justamente por ser um motor de grande porte aeronáutico do mundo.

Assim sendo a empresa consgue oferecer uma melhoria de 25% de efeciência de combústivel se comparado a primeira geração do motor de sua autoria intitulado de Trent que equipa Boeing 787.

Todavia é esperado que o UltraFan entre em serviço por volta do ano 2025-27 e será vendido para companias aéreas por 20 anos , deve permanecer em serviço. Contudo, a companhia britânica sofreu fortemente com a Pandemia do Covid-19.

Portanto, devido as companhias aéreas deixarem de voar ocasionando à fabricante de aviões o prejuízo foi de 5,6 bilhões de Doláres no ano passado. Porém a empresa  avalia que este novo motor deverá ser demandado pelas fabricantes de aviões.

Descubra mais a seguir sobre as inovações da empresa e futuro do mercado da aviação com a novidade.

Desenvolvimento da tecnologia Rolls-Royce

Todavia o desenvolvimento leva a engenharia da Rolls-Royce motores de 40 mil / 100 mil Ibs de empuxo, essa concepção usa  caixa de mecanismo e um Fan Frontal bem maior a caixa tem como finalidade amenizar a rotação do núcleo do motor. Contudo a companhia pretende diminuir os estágios da turbina considerando que a caixa de engrenagens gera mais torque para girar o Front Frontal.

Entretanto caso a companhia decida fazer uso de um motor com tecnologia comum ou com disposição que se assemelha ao motor Pure Power. Sendo assim esta fabricante europeia nega uma pssível acusação na qual a sua caixa de engrenagens teria uma engenharia igual a fabricante concorrente Pratt & Whitney teria usado em motores Pure Power.

Assim sendo a empresa preferiu não comentar se o seu motor faz uso de alguma estrutura análogo na caixa de instrumentos. Assim afirma a companhia que não tem nada semelhante no seu novo produto inclusive por estar trabalhando com a Liebherr na criação de um conjunto planetário com capacidade de destribuir as forças do motor e assim permitir alcançar maiores potências.

Conceito, funcionalidade e inovação

Motor Ultra Rolls-Royce
Fonte: Google

A empresa acredita que incoroporar a caixa de engrenagem nos grandes motores seja possível ter um custo de 15 por 1 entre o ar que transita na superficie fria e o ar quente, sofrendo queima ou seja em cada para cada 10 kg de ar aspirado pelo motor cerca de menos de 1 kg deste ar passa pela queima. Sendo que mais de 9 kg aceleram gerando propulsão sem precisar injetar combustível, dessa forma é possível economizar ainda no consumo do Jet A-1.

Contudo a empresa está com a expectativa de que com o Bypass muito alto os motores atuais que possuem uma média de 112 polegadas de diâmetro assim como o Trent 1000, possam vir a ter no futuro 140cm . Resultando assim mudanças relevantes nas engenharias dos aviões assim como no planejamento  das naceles de fixação motor-asa

E também no traje de pouso que tem como finalidade manter a distância entre o solo e  motor. Assim a companhia estima desenvolver materiais especiais em seu novo motor para poder compor o compressor e fará uso da 4º geração de materiais compostos no Fan Frontal esses componentes lever são de grande ajuda na diminuição de inércia do motor assim como podem ajudar na efetivação de um novo sistema de refrigeração.

Ano ruim, para a Rolls-Royce

De fato o ano de 2020 foi desanimaor para todos os setores e mercados, muitos analistas informam que o setor da aviação segue em crise pelo manos até que boa parte da população mundial esteja vacinada contra a Pandemia do Covid-19. Assim a economia poderá voltar a funcionar normalmente e os aeroportos endim funcionar normalmente, pelo menos por um longo período de tempo a população mundial deverá ter os cuidados necessário.

Sendo assim, usar de novas tecnologias para melhorias de novos Airbus e Boeings será muito bem vindo. Contudo este anúncio deve manter o setor aquecido, o que gera otmismo e esperança de que dias melhores viram, todavia devemos ainda nos prevenirmos, pois não sabemos quando se dará o desfecho da pandemia.

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos, familiares e em suas redes sociais. Em seguida, retorne ao nosso blog e aproveite nosso conteúdo sobre o universo das finanças e investimentos. Esperamos por você! Memivi; melhorando a sua vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *