Seguro-Desemprego; saiba mais sobre o como ficará seu salario

Muitos trabalhadores estão com dúvidas, com relação ao Seguro-Desemprego devido os contratos suspensos. Saiba mais!
Anúncios


seguro-desemprego salário reduzido
Fonte: Google

Recentemente o Governo Federal aprovou uma nova rodada do programa de proteção ao emprego dos trabalhadores brasileiros (Seguro-Desemprego). Ela consente na redução das jornadas, dos salários e também a suspensão dos contratos provisoriamente. Todavia esta nova rodada tem como estratégia reduzir os gastos das empresas com os seus funcionários e dessa forma evitando que mais demissões possam acontecer.

Sendo assim este programa tem um tempo de duração de 120 dias e através deste período o governo restabelece boa parte ou integralmente o valor que os trabalhadores deixarão de receber na empresa devido suspensão dos contratos. Todavia o seguro-desemprego segue sendo usado para computar o benefício. Entretanto, muitos trabalhadores estão com dúvidas com relação à situação do seguro-desemprego.

Logo, a principal dúvida do trabalhador é se deixará de ter direito ao seguro futuramente? A resposta para esta pergunta é não, assim sendo esta medida provisória gerou um novo programa emergencial de manutenção para o emprego e também de renda. Assim sendo o trabalhador não terá o seu direito afetado se ocorrer sua demissão após o término do programa.

Assim sendo, o governo segue utilizando o Seguro-Desemprego unicamente como base para calcular o valor dos Contratos De Suspensão. Portanto, a anuência ao programa não deve contar como tempo de uso do Seguro-Desemprego para requerimentos futuros. Assim como o recebimento do benefício emergencial de manutenção do emprego e renda que não deve impedir a autorização e não modificará o valor do Seguro-Desemprego que o trabalhador tiver direito. Assim diz o MP.

Entenda como deve se fazer o cálculo do Seguro-Desemprego

Para saber o valor do Seguro-Desemprego, o empregado deverá fazer a soma do seu salário dos três últimos meses e dessa forma dividir o total por três. Contudo, na redução do salário esta regra não se aplica, portanto a empresa poderá fazer a redução do trabalho e o salário do empregado em até 25%, 50% ou 70%. Dessa forma o empregado receberá uma parte do salário da empresa no qual exerce suas funções e outra parte do governo.

Sendo assim o benefício pago através do governo é considerado o valor que o trabalhador teria direito se recebesse o Seguro-Desemprego, vamos exemplificar; na redução trabalhada 25% o trabalhador recebe 75% de seu salário e mais 25% do valor que tem direito no Seguro-Desemprego; sendo 50% o trabalhador recebe 50% de salário e mais 50% de direito no Seguro-Desemprego. Portanto, sendo 70% o empregado recebe 30% de seu salário e mais 70% do valor que tem direito no Seguro-Desemprego.

Supondo a suspensão do contrato, existem duas possibilidades que dependem do faturamento da empresa. Todavia empresas com o faturamento inferior a R$ 4,8 milhões cabe ao governo arcar com 100% do valor total relacionado ao Seguro-Desemprego no qual o empregado tem direito e na situação da empresa ter o seu faturamento superior a R$ 4,8 milhões por exemplo cabe à empresa pagar 30% do valor do salário normal, sendo o governo a pagar 70% do Seguro-Desemprego que empregado tem direito.

Será necessário solicitar benefício ao governo?

carteira de trabalho seguro desemprego
Fonte: Google

Divergente do auxílio emergencial que em 2021 teve reajuste nos valores, para que o empregado tenha direito ao benefício, não será necessário fazer nenhum tipo de solicitação. Assim sendo cabe a empresa informar ao governo que fará os devidos pagamentos que devem vir em datas diferentes do salário habitual do trabalhador. Sendo assim vale ressaltar que montar um planejamento com essas novas datas será importante para evitar um possível endividamento.

O Benefício Emergencial de Manutenção do Emprego e Renda, terá seu depósito na mesma conta corrente que o trabalhador recebe o salário pago pela empresa mensalmente. Contudo o depósito se efetua na poupança da conta pela qual o empregado recebe o salário, mesmo que o trabalhador não possua uma poupança. Após o valor depositado basta que o trabalhador solicite um resgate dessa poupança para ter acesso ao valor através do App do banco ou terminal eletrônico.

Entretanto, vale ressaltar que este valor não se deposita em conta-salário de instituições financeiras privadas. Assim sendo no caso de o empregado receber o seu salário mensal por meio de bancos privados, o pagamento deverá se fazer através de uma Carteira Digital do Banco do Brasil. Todavia esta Carteira Digital libera o pagamento de contas e também um Cartão Virtual podendo se utilizar nos estabelecimentos online. Logo, para que o cliente possa movimentar o Cartão precisará acessar o site do benefício.

Seguro-Desemprego: Como consultar a sua situação?

Para o empregado que optar recebimento do seu benefício basta consultar através do site oficial do Banco do Brasil criado especialmente para o benefício. Sendo assim, o trabalhador deve informar os seus dados como data de nascimento, CPF ou CNPJ. Todavia, existe outra maneira de consultar o benefício, através da Carteira Digital de Trabalho na qual além de consultar as informações pretendidas o trabalhador também se informa sobre as parcelas e a conta na qual será depositado o benefício dentre outros detalhes.

A carteira digital é um App gratuito que foi criado com o objetivo de guardar o dinheiro do trabalhador. Assim sendo neste app o trabalhador pode pagar as suas contas, fazer as suas transações, além de compras obtendo vantagens como descontos em lojas online. Todavia o aplicativo segue tendo sucesso entre os usuários.

A proposta de suspensão na jornada de trabalho é apenas mais uma tentativa de amenizar os muitos impactos negativos que a pandemia do covid-19 trouxe para o país e dessa forma o governo estima que os índices de contaminação pelo covid-19 não voltem a subir. Esta medida também permite que as empresas antecipem as férias dos trabalhadores para evitar mais fechamentos de empresas no país.

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos, familiares e em suas redes sociais. Em seguida, retorne ao nosso blog e aproveite nosso conteúdo sobre o universo das finanças e investimentos. Esperamos por você! Memivi; melhorando a sua vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *