Novo golpe: WhatsApp tem verificação burlada

O golpe geralmente ocorre após uma ligação, que permite o sequestro do perfil. Fique por dentro!
Anúncios


novo golpe whatsapp
Fonte: WhatsApp

A empresa especializada em antivírus, Kaspersky tomou conhecimento de que um antigo golpe, repaginado do WhatsApp está encontrando novas formas de enganar o sistema de segurança do App, causando preocupação nos usuários. O “furto do perfil” atualmente consegue enganar a autenticação em duas etapas. Uma ferramenta que trazia segurança para os usuários, já que evitava que as contas do App pudessem ter seu roubo.

Especialistas afirmam, que este novo ataque tem início com uma ligação dos criminosos, no qual eles fingem ser funcionários do Ministério da Saúde que está fazendo pesquisas sobre o novo coronavírus. Quando a tal pesquisa chega ao fim, então o funcionário solicita um código enviado por SMS para confirmar a pesquisa do usuário. Este código é na realidade uma senha para que o golpista baixe o WhatsApp do usuário em outro celular.

Novamente, o golpista liga para o usuário se passando por um funcionário desta vez do suporte do Aplicativo de mensagens. Dessa forma o golpista afirma ter encontrado uma tentativa de sequestro da conta; e assim orienta a vítima que solicite um novo código e pede que acesse um link que terá seu envio para que a conta seja desbloqueada. Os criminosos permanecem na linha até que o usuário acesse o link e confirme a página.

Dessa forma, o golpista tem alguns segundos para utilizar o código da primeira ligação, para que possa ativar com sucesso a conta do usuário em outro aparelho, o processo parece longo. Porém tudo ocorre muito rápido, segundo o pesquisador de segurança da Kaspersky, em sua conta no Twitter. Após driblar o sistema de duas etapas e roubar o perfil do usuário; geralmente os golpistas pedem transferências através do PIX para os contatos do usuário.

Como evitar o novo golpe no mensageiro

O especialistas, seguem firmes que a autenticação de duas etapas, continua sendo indispensável para evitar cair em golpes desse tipo no Aplicativo de Mensagens; pois a autenticação em duas etapas cria uma dificuldade maior para evitar que a conta tenha seu roubo. Em tipos de golpe igual a este o problema não a autenticação em duas etapas e sim a técnica que leva o usuário(a) a prejudicar a própria contar. Portanto se o usuário deixar de utilizar a confirmação em duas etapas, vai estar ainda mais vulnerável.

Esteja atento com relação a ofertas e promoções principalmente com valores generosos, desconfie de mensagens que são enviadas de fontes confiáveis fazendo perguntas estranhas. Não acesse links enviados de endereços suspeitos, SMS ou em redes sociais. Instale um antivírus que verifiquem a autenticidade dos sites visitados, não atenda ligações de funcionários do WhatsApp.

É importante que você se informe sobre a utilização dos seus Aplicativos para evitar cair em golpes desse tipo. O WhatsApp, informou que não autoriza a utilização do seu serviço para finalidades ilícitas, como violar os direitos dos seus usuários. O Aplicativo de Mensagens oferece ferramentas para que os seus usuários se defendam de golpes e aconselha ativação da confirmação em duas etapas, a barreira mais eficaz contra esses novos golpes.

O novo golpe relacionado à vingança

novo golpe whatsapp
Fonte: WhatsApp

Recentemente, uma usuária do Aplicativo de Mensagens enganou um criminoso que teria roubado a conta de uma amiga. Ao receber a mensagem do golpista, a mesma informou que poderia transferir a quantia que ele pedisse. Porém precisava de crédito para poder acessar a conta para fazer a transação, sendo assim o novo golpista efetuou a recarga, o golpista se deu conta do golpe que tinha sofrido quando a usuária informou.

Os especialistas, recomendam que os usuários não conversem com estes criminosos ao perceberem o golpe, não é seguro e conforme for o “contragolpe” o usuário que está sendo enganado pelo criminoso pode igualmente estar cometendo um crime. Assim sendo, não temos conhecimento de quem são esses golpistas, pode ser um picareta que aprendeu o passo a passo na deep web tentando fazer dinheiro ou um hacker especializado nesse e em outros crimes cibernéticos.

Esse e outros golpes aplicados no WhatsApp, se tornou uma preocupação entre os usuários brasileiros, algumas pessoas conhecem algum usuário(a) que caiu em um desses golpes aplicados recentemente e com o avanço da tecnologia esses crimes tem ficado cada vez mais sofisticados, porém as mais populares tem sido o “sequestro de perfil” do usuário.

Verificação de duas etapas

Como vimos neste artigo, a verificação em duas etapas ainda é a barreira mais eficaz contra esses tipos de crimes, para quem ainda não conhece ou não sabe como ativar no App, primeiramente você precisa acessar as configurações do WhatsApp, clicar na opção conta, escolher a opção verificação de duas etapas. Em seguida o Aplicativo deve pedir para você escolher uma senha de seis dígitos, que solicitará pelo próprio App eventualmente.

Estas configurações estão disponíveis tanto para iOS e Android, para que você ativar este serviço, será preciso digitar seu nome de usuário(a). Em seguida você deve informar uma segunda autenticação que terá seu envio através de um código por SMS ou uma senha. Sendo assim, ao acessar o App novamente você vai precisar digitar a senha, por isso tenha cuidado ao informar a senha.

Segundo os especialistas, alertam que para ativar a verificação de duas etapas, é melhor evitar a opção enviar código através do SMS durante a segunda etapa para instalar o serviço; pois o SMS pode ser facilmente hackeado, portanto o SMS é vulnerável por estar em categoria de rede criada na década de 70. Assim sendo, se você deseja tirar mais dúvidas com relação a este serviço do App, entre em contato com a central do Aplicativo.

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos, familiares e em suas redes sociais. Em seguida, retorne ao nosso blog e aproveite nosso conteúdo sobre o universo das finanças e investimentos. Esperamos por você! Memivi; melhorando a sua vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *