Investir em renda fixa. Saiba os fundamentos para começar!

A melhor opção de investimento; com maior rentabilidade que a poupança, contudo, com a mesma segurança.
Anúncios


Fonte: Google

Hoje falaremos sobre como investir em renda fixa, além disso também iremos falar sobre suas vantagens e a simplicidade de realizá-la. Fique com a gente até o final e saiba mais.

Para ter uma vida financeira mais sólida, milhares de pessoas estão deixando o tradicionalismo de lado, e começando a se aventurar em investimentos, o número de investidores no Brasil só aumenta dia a dia, e por isso vamos te ajudar, explicando a você tudo sobre a famosa renda fixa.

Em primeiro lugar, os brasileiros estão a cada dia mais se interessando por investimentos, e isso mostra claramente uma mudança do cotidiano. Por exemplo, pessoas que antes só pensavam em trabalhar para se aposentar e receber seu benefício do INSS. Contudo, hoje buscam sua liberdade financeira através dos investimentos.

E se você é um deles, parabéns, nosso proposito aqui é ajudar você nessa caminhada, afinal na área de investimentos somos todos parceiros, em busca de melhoras financeiras.

Acima de tudo, existe vários tipos de investimentos, cada um com suas características próprias, uns mais arriscados, outros com médio risco e os que tem risco baixíssimo, que é o caso da renda fixa.

A renda fixa é um dos modelos de investimentos mais procurados, sabe por que? Porque nessa modalidade de investimento, os rendimentos são estáveis e o nível de risco é tão baixo que faz com que ela seja considerada uma das modalidades de investimentos mais seguras.

Em outras palavras, basicamente para aquelas pessoas que estão começando no mundo do investimento, a renda fixa possui a entrada principal nesse novo mundo. Dessa forma, normalmente as pessoas começam a investir nela para criar sua reserva de emergência, ou só para dar o ponta pé inicial nesse universo de investimentos

Uma pausa para te explicar sobre reserva de emergência

Vamos continuar falando sobre renda fixa. Contudo esta parte do conteúdo é dedicada para aqueles que são novatos no mundo financeiro e ainda não sabem o que é uma reserva de emergência.

Dessa maneira, de modo simples, isto vale até mesmo para quem não está pensando em investir, a reserva de emergência é algo de extrema importância para qualquer pessoa. Sendo assim, ela consiste basicamente em se poupar uma determinada quantidade de dinheiro que deverá ser utilizado somente em casos de emergência.

E quanto de dinheiro deverá ser guardado? Antes de tudo, os especialistas afirmam que para fazer uma reserva de emergência, é preciso primeiro fazer um levantamento dos seus gastos mensais, ou seja, você vai calcular quanto é sua despesa mensal para se manter em um padrão “normal” sem gastos desnecessários.

Desse modo, a conta deve ser feita da seguinte maneira: vamos supor que seus gastos mensais com aluguel, internet, luz, água, alimentação, higiene pessoal entre outros gastos sejam de R$ 500,00. O aconselhável é que sua reserva de emergência seja no mínimo o valor de 6 meses de seus gastos mensais, ou seja, se você tem o gasto mensal de R$ 500,00 sua reserva de ser de 6×500= R$ 3.000,00, simples assim.

Contudo, vale ressaltar que este é o valor mínimo (6 vezes o valor mensal) para uma reserva de emergência, no entanto é aconselhável que esse valo seja de 8 vezes o valor mensal, e mantenha sempre em mente que a reserva de emergência é somente para emergências mesmo, como acidentes, problemas de saúde, dentre outros, jamais se deve retirar dinheiro da reserva de emergência para aproveitar promoções em loja, por exemplo.

Agora que você já está por dentro do que é e como funciona uma reserva de emergência, vamos voltar para a renda fixa.

Investir em Renda fixa

Em primeiro lugar, a renda fixa tem esse nome por um fato bem simples, a rentabilidade dela é previsível, ou seja, podemos saber o quando ela vai render e tudo mais. Dessa forma, o seu tipo de rentabilidade pode ser variado, podendo ser um certo valor mensal, ou seguir um dos índices mais fortes como a taxa Selic, CDI ou inflação.

Atualmente existem várias maneiras de se fixar a rentabilidade desta renda, mas a mais comum é a taxa CDI, e é fácil encontram investimentos por aí que rendem entre 90% a 130% do CDI.

Um dos “investimentos” mais famosos no momento que rendem 100% do CDI, é a Nuconta. Sendo assim, é uma conta do banco Nubank, criando sua conta digital nesse banco e depositando um valor acima de R$ 20,00 seu dinheiro já começa automaticamente render 100% do CDI, e só para deixar claro para os novatos, 100% do CDI é mais rentável que a poupança.

Então, para iniciantes zero em investimento, a Nuconta é uma ótima opção tanto para um certo investimento, como para reserva de emergência, porque em uma reserva de emergência nós precisamos de um certa liquidez (liquidez é basicamente facilidade em resgatar seu dinheiro a qualquer momento) e essa conta nos oferece tudo isso, com simplicidade e agilidade, por isso considero uma excelente opção para guardar sua reserva de emergência.

Como já foi dito é possível também que a renda fixa seja guiada pela Taxa Selic, que esta em 4,50% (Dezembro/2019) considerada o menor valor da história desta taxa. Dessa forma, quando a taxa esta baixa os rendimentos também caiem. Porém, mesmo estando baixo, vamos te mostrar que a renda fixa continua sendo uma excelente opção para quem busca segurança aliada a rentabilidade.

Fonte: Google

O que é Renda Fixa?

A renda fixa, como mencionado acima, é um tipo de investimento no qual sua rentabilidade é previsível. Sendo assim, o certo para qualquer pessoa que esteja iniciando no mundo dos investimentos, é exatamente começar por investir em renda fixa, justamente por ser um tipo de investimento com baixíssimo risco.

Existem investimentos que são mais rentáveis que a renda fixa, no entanto, são muito arriscados para quem é iniciante, e o ideal é ter um certo valor em investimentos de baixo risco, como por exemplo a renda fixa, para depois começar a se arriscar um pouco mais.    

E lembre-se de que para se aventurar no mundo dos investimentos é necessário ter paciência.

Atualmente, os investimentos mais famosos em renda fixa, são:

  • Poupança (é a menos rentável de todas, no momento)
  • CDB
  • Tesouro Direto
  • LCI e LCA
  • Nuconta (rendendo 100% do CDI)
  • Mercado pago (rendendo 100% do CDI)

A renda fixa pode ser disponibilizada tanto por instituições privadas quanto públicas, por exemplo bancos, empresas e até mesmo o governo.

E é exatamente por este motivo que existem diversas formas de investir no mesmo tipo de investimento, desde as mais complicada na qual você precisa de uma corretora para fazer a transação de dinheiro até as mais simples onde basta criar uma conta e fazer um depósito.

Como investir em renda fixa?

Na maioria das vezes investir em renda fixa funciona como um empréstimo. Onde uma empresa pega o seu dinheiro, e essa empresa te devolve o dinheiro junto com a taxa de rentabilidade que normalmente é acertada no momento do investimento.

O dinheiro é usado pela empresas para os mais diversos motivos, tanto para pagar dívidas, financiar algo, desenvolver a empresa em novas áreas, entre outros.

E sobre esse rendimento o que recebemos? Como já dito esse rendimento tem a confirmação na hora do investimento e pode variar dependendo do local onde você irá investir. Porém quase sempre este rendimento tem como base no famoso CDI que significa: Certificado de Depósito Interbancário, o CDI segue bem de perto a taxa básica de juros.

O valor da taxa do CDI foi de 6,42 em 2018. Lembrando que esta é a rentabilidade anual, para saber a mensal, você deve saber o valor anual e dividir por 12.

Fonte: Google

Você ainda quer investir na poupança?

Algumas pessoas são cabeças duras e ainda tem medo de sair do tradicional. Desde sempre as pessoas tem em mente que o meio de investimento mais seguro que existe é a poupança e acabam ignorando todas as outras formas de investimento, no entanto, nosso intuito é mostrar a você e a essas pessoas que o CDB, por exemplo, é uma opção bem melhor que a poupança, aliás, a poupança tem sido considerada a pior forma de investimento da atualidade em se tratando de renda fixa.

Investir em renda fixa: Poupança x CDB

Para começar vamos falar da nossa ultrapassada poupança que está há muito tempo engando as pessoas. O rendimento da poupança é de 4,20% ao ano, ou seja, ela dá uma rentabilidade de 0,35% ao mês, para você ter uma ideia isso mal bate a própria inflação brasileira.

Dessa forma, agora vamos compará-la com o seu adversário o CDB, na ultima simulação feita o CDB teve um rendimento de 7,55% ao ano, que é muito superior aos 3,35% da poupança.

A poupança atualmente tem sido apenas um lugar aonde se deixa guardado uma determinada quantidade de dinheiro, não contando com seu rendimento, visto que ele tem sido o mais baixo desde sua criação.

Sendo assim, caso realmente queira ser um investidor e fazer o dinheiro trabalhar por você, pense muito bem antes de deixar seu dinheiro na poupança. Dessa forma, visto que existem na atualidade diversas formas de fazer ele render mais, e até como já explicamos aqui existe formas fáceis e práticas. Como a Nuconta, que basta criar sua conta e colocar dinheiro, ele já vai estar rendendo mais que a poupança.

Dessa forma, se você realmente deseja entender um pouco mais sobre o mundo dos investimentos, saber a diferença entre renda fica e renda variável, e quais são os investimentos mais procurados atualmente, na internet estão sendo disponibilizados excelentes e-books e vídeos no Youtube, de excelente qualidade e totalmente gratuitos.

Então, mãos à obra e boa sorte nesta sua nova empreitada!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *