Aprovado pelo Cade o acordo entre Caixa Seguridade e MDS!

Caixa Seguridade e MDS entram em acordo, visando negócios de co-corretagem. Saiba mais!
Anúncios


acordo entre Caixa Seguridade
Fonte: CAIXA


O Conselho Administrativo de Defesa Econômica-CADE aprovou recentemente o acordo entre Caixa Seguridade e MDS para negócios de co-corretagem. O Conselho Administrativo de Defesa Econômica-CADE, trata-se de u órgão federal, com vínculo no Ministério da Justiça, a finalidade do Cade, é proteger a livre concorrência no mercado as atribuições do órgão foram definidas pela Lei de n.º 12.529.

A caixa seguridade, possui uma posição de destaque neste segmento, a holding costumar organizar os seguros da Caixa Econômica Federal, como também a capitalização, consórcios e previdência privada dos clientes Caixa. O grande diferencial que a Caixa seguridade tem sobre as outras empresas de seguros, é o acesso a mais de 115 milhões de clientes do banco público.

Assim que o acordo entre Caixa Seguridade e MDS obteve aprovação do Cade, a decisão foi rapidamente publicada no Diário Oficial da União-DOU, nesta última semana do mês de julho. Segundo a publicação ambas as empresas têm como objetivo estabelecer parceria, pelos próximos dez anos para poder explorar melhor a corretagem de automóveis e seguros para os clientes da Caixa, além de outras áreas para os clientes da Caixa e também para todo o setor.

A Caixa Seguridade e MDS, informaram ao órgão que este acordo operacional dará seguimento ao processo competitivo para reestruturação das operações de seguros do Grupo Caixa. Vamos saber um pouco mais sobre o mercado seguros? Leia mais abaixo!

Mercado de seguros

Segundo dados de analistas do setor de seguros no ano de 2020, o mercado cresceu cerca de 1,3%, sendo R$ 273,7 bilhões. O setor de seguros, retornou para a sociedade um total de 151 bilhões de sinistros em sorteios, resgates e demais benefícios, o que significa um avanço de 8,9%, em relação ao mesmo período de 2019.

Estes números são importantes, frente a crise causada pela pandemia do novo coronavírus. Estes índices revelam que o setor de seguros possui uma grande capacidade de adaptação, devido ao comportamento das seguradoras em meio a fase mais crítica da pandemia, em especial, resiliência e com grandes hipóteses de continuar crescendo pelos meses restantes de 2021.

Segundo especialistas deste mercado, a pandemia revelou uma impressão maior de vulnerabilidade para boa parte das pessoas, sendo assim, cresceu a necessidade de buscar uma proteção maior para grande parte das famílias brasileiras, por isso, houve um aumento de segurados no país, desde o ano passado. As projeções para o setor, prevê aplicações de aproximadamente R$ 700 bilhões até meados de 2033.

Acordo entre Caixa Seguridade e MDS

As empresas de seguro, caixa seguridade e MDS informaram ao Cade que este acordo, dará seguimento ao processo competitivo para reformulação da operação de seguros. Portanto, reformulação está ligada aos fundamentos de governança, perímetro de transação, financeiro e por fim estrutura societária da administração das participações que a Caixa seguridade costuma utilizar.

O acordo entre as seguradoras visa, principalmente, ampliar a ênfase na comercialização dos produtos e serviços de seguridade no canal das instituições financeiras, pois a principal estratégia deste acordo é aprimorar os serviços prestados a todos os clientes da Caixa seguridade e também maximizar a geração de valor para os investidores da empresa.

acordo entre Caixa Seguridade
Fonte: CADE

O mercado de seguros, faturou no mês de abril deste ano cerca de R$ 10,5 bilhões um, aumento de 17,3 pontos percentuais. Um número bastante expressivo, quando consideramos que o Brasil ainda enfrenta uma crise econômica e política. O ganho acumulado do setor até hoje é de R$ 42,9 bilhões, o que significa crescimento de 13,4 pontos percentuais.

Projeções para o setor

Frente a digitalização de tudo e também pela nova perspectiva de riscos impostos a nossa economia, o setor de seguros tem se movimentado sempre procurando inovar, a cultura deste mercado ainda precisar evoluir bastante, é que dizem os analistas que acompanham a movimentação do setor.

A participação da indústria de seguros sobre o Produto Interno Bruto-PIB, atualmente é de 6,7%, baixa com relação ao mercado internacional. Contudo, em segmentos mais desenvolvidos, por exemplo, de automóveis as projeções apontam que pelo menos 30% de toda frota brasileira recorras a seguradoras.

O segmento de seguros, sofre há um tempo com a legislação que favorece o setor, inclusive, esta atual administração deu início há muitos desafios oriundos do regulador para que o segmento inove e cresça, mesmo em meio à crise financeira. A modalidade de Pix e Open Insurance, apesar de estarem na área de pagamentos, impactam diretamente na coletividade do mercado de seguros, ou seja, obriga o setor a se modernizar.

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos, familiares e em suas redes sociais. Em seguida, retorne ao nosso blog e aproveite nosso conteúdo sobre o universo das finanças e investimentos. Esperamos por você! Memivi; melhorando a sua vida.Aprovado pelo Cade o acordo entre, Caixa Seguridade e MDS!