Categorias de due diligence: entenda! 

Nesse artigo, você conhecer as categorias de due diligence e para que servem. Confira tudo aqui!

Categorias de due diligence:
Fonte: Google

Todos os tipos de companhia que se valorize deve ter o foco em sua expansão, pois, o principal objetivo de um empreendedor é expandir o seu negócio. Então, expandir o seu negócio será necessário investir no crescimento da sua marca, por exemplo. Assim como, o empenho para alcançar novos patamares. Para esse fim, o empresário poderá seguir alguns procedimentos para chegar a sua meta. As diferentes categorias de due diligence podem ajudar o empreendedor na expansão da sua empresa! 

Nesse artigo, você vai conhecer as categorias de due diligence além de entender para que elas servem. Na medida em que, a empresa expande os seus ganhos uma boa supervisão fiscal será necessária. Para que o seu entendimento seja mais amplo, nesse artigo, você saber se uma due diligence pode ser definida como uma auditoria.  

No entanto, a auditoria e as categorias de due diligence não são a mesma coisa, ou seja, existem uma semelhança. Porém, a due diligence apresenta um processo mais profundo de avaliação da empresa. Apesar de ser semelhante, a diligência não pode ser comparado com uma auditoria. Nesse artigo, você vai entender as principais diferenças! 

Parece complicado, não é? Não se preocupe, as categorias de due diligence que existem podem ser aplicadas de uma maneira bem simples. Basta entender o processo de análise, pois, através dessa investigação as chances de riscos para a sua empresa podem ser avaliados de uma maneira detalhada. Entenda ao longo do artigo! 

Diferença entre auditoria e due diligence  

Primeiramente, existem três pontos principais que devem ser levados em consideração para saber diferenciar a auditória e due diligence. Nesse sentido, a auditoria não possui foco direcionado para análise de risco. Desse modo, a analise realizada pela auditoria é baseada em amostragens, logo, tem a sua natureza contável tecnicamente. 

Ou seja, a diligência foca principalmente na análise de risco utilizando todos os dados possíveis que estejam disponíveis. Isso quer dizer que, a diligência possui o foco em um caráter avaliativo. Nesse contexto, dentro da due diligence existe um pequeno nível de erro que poderá influenciar a precificação das transações.  

Desse modo, na auditoria o mesmo percentual mesmo que seja pequeno é aceitável, visto que o seu foco não é a precificação. Por isso, a auditoria se apresenta de uma maneira mais detalhista. Assim sendo, podemos afirmar que entre os dois tipos de procedimentos são totalmente diferentes um do outro. Portanto, podem ser identificados com facilidade, ao longo do artigo você vai entender a utilidade da diligência! 

Qual a finalidade da due diligence? 

Além das utilidades comuns, existem outros tipos de procedimentos onde a diligência é usada, mas esse, é um assunto para outro artigo. De uma maneira mais simples, essa investigação geralmente é usada para auxiliar a empresa a evitar dificuldades corporativas. Vale lembrar que, esses problemas são previstos através de análise de risco. 

Isso significa que, as dificuldades corporativas são problemas previstos em uma análise de risco detalhada. Ainda nesse contexto, a diligência pode ser utilizada para evitar prejuízos financeiros. Desse modo, a empresa evitar perder dinheiro ao realizar um investimento de alto risco, por exemplo! 

Através da due diligence será possível observar as pendências, como em algumas questões importantes envolvendo funcionários. Como reclamações relacionadas ao ambiente de trabalho. Ou seja, a diligência será favorável quanto mais informação se tem sobre a empresa, maiores, serão os problemas resolvidos. Sendo essa uma das principais motivações que levam os empresários a utilizar a diligência no seu negócio. Contudo, a diligência não descarta a utilização da auditória, pois, como vimos cada uma possui a sua função. Desse modo, cada uma deverá ser usada quando for necessário. 

Categorias de due diligence 

Categorias de due diligence:
Fonte: Google

Agora que você entendeu como funciona e quais são as principais funções das categorias de due diligence, será mais fácil identificar essas categorias. Assim como cada uma das suas funções, como outros procedimentos, os profissionais que possuem a capacidade de realizar a diligência. São profissionais conhecido pelo público que contrata esse tipo de serviço, ou seja, esse público está dentro do universo corporativo.  

Como mencionei anteriormente, a auditoria não pode ser definida como diligência, pois, a auditoria não possui foco direcionado para análise de risco. Desse modo, a análise realizada pela auditoria é baseada em amostragens, logo, tem a sua natureza contável tecnicamente. Pois, a diligência possui o foco em um caráter avaliativo, portanto, não deve ser comparada com a auditoria! 

Por fim, de uma maneira mais simples essa investigação realizada na diligência geralmente é usada em prol da empresa a evitar que dificuldades corporativas aconteçam. Vale lembrar que, esses problemas são previstos através de análise de risco. Por isso, é necessário entender quais são e como funcionam as categorias de diligência que existem.  

Gostou desse conteúdo? Permaneça conosco e fique por dentro das novidades que ocorrem no universo das finanças. Memivi.