Investidor: Dezembro começou bem para bolsa de valores.

Descubra porque a entreda de 919,7 milhões de reais na Bolsa em 1º de dezembro trouxe boas expectativas. Leia aqui.
Anúncios


Fonte: [B³]

Antes de mais nada, a retirada de capital estrangeiro no início deste ano, é um dos problemas que o Brasil enfrenta. Assim, pode ser considerada a maior de todos os tempos na bolsa de valores para o Investidor. Em setembro o BC informou que a saída líquida foi de US$ 15,2 bilhões, de janeiro até agosto, logo, este foi o pior resultado dos últimos 38 anos.

Desse modo, um comportamento que mostra incertezas e dúvidas por parte dos investidores. No entanto, o mês de novembro o cenário foi diferente, com saldo positivo em mais de 31 bilhões, batendo recorde mensal histórico. 

Um bom início de mês para o Investidor.

A entrada líquida de R$ 919,7 milhões, de um investidor estrangeiro, no dia 1º de dezembro deixou a bolsa bastante “animada”. Este valor teve investimento no mercado secundário, resultado em compras de R$ 18,07 bilhões, e R$ 17,15 bilhões de vendas.

No entanto, o saldo continua negativo considerando o mercado primário, o valor é de R$ 50,64 bilhões. Em setembro era de R$ 19,61 bilhões, sendo assim o acúmulo está negativo em R$ 31,03 bilhões.

Outros dados importantes também do dia 1º de dezembro:

Saque investidor pessoa física: R$ 325,9 milhões – saldo positivo em R$ 54,54 bilhões. Retirada Institucional: R$ 500,5 milhões da bolsa – saldo positivo em R$ 1,40 bilhões. Pregão: Ibovespa encerrou com alta de 2,30%, aos 111.400 pontos.

Esses são reflexo das ultimas noticias, vindas da China e do possível incentivo por parte dos Estados Unidos, com relação à o progresso das vacinas da COVID 19.

O que são investidores?

A livre interação de determinada economia, com outros países é o chamado de economia aberta. Sendo assim, em uma economia aberta, os investidores podem ser internos e externos.

No entanto, em momentos de crise econômica, de determinado país ou mundial, o aporte externo que vem de investidor estrangeiro é fundamental para a movimentação da economia.  Investidores estrangeiros são aqueles que escolhem por aplicar seus recursos financeiros, em ativos de outra nação, diferente do país de origem.

Os “Investidores não Residentes”, no Brasil são conhecidos como investidor estrangeiro, podendo ser pessoas físicas ou pessoas jurídicas ordinárias. Sendo assim, os investidores podem ser pessoas físicas, instituições financeiras, empresas de investimentos coletivos, fundos, e outros. Todos com residências no exterior.

Os maiores investidores no Brasil.

Este ano o governo brasileiro estimava mais investidores, porém o cenário é contrário,  por conta da recessão na economia do país. O Brasil tem investidores de toda parte do mundo. Os maiores são: dos Estados Unidos, Holanda, Alemanha, Canadá, Reino Unido, Chile, França, Espanha e outros.

Ramo de investimentos: Indústria de automóveis e alimentos, produção de papel, extração de petróleo, gás, mineração e muito mais.

Investidor estrangeiro, e a Importância para o mercado brasileiro.

Fonte: Google

Quando tudo parecia estar bem, e a economia dava sinais que finalmente iria caminhar, veio a pandemia e as “coisas” se complicaram. Por que notícias vindas de fora afetam tanto à economia brasileira?

Pode não fazer sentido para alguns, mas a atividade econômica de qualquer país é bastante dependente dos rumores externos. Importante saber que o Brasil é visto como um país de risco. Além disso, é considerado pelo resto do mundo como “investimentos especulativos”. Em outras palavras, não passa segurança aos investidores para que deixem o capital em definitivo.

Na prática, tanto a política quanto a economia nunca transmitiram total confiança para o resto do mundo., o baixo nível de educação faz com que falte melhores mão de obra. Logo, para implantação de alguns negócios vai exigir mais tecnologia e segurança, com mais gastos, deixa de ser as melhor opção para investidores estrangeiros.

Sem contar os avanços tecnológicos que funcionam em outros lugares mundo, em alguns casos no Brasil o nível de dificuldade é maior. Esses são alguns dos muitos motivos que impedem investidores estrangeiros de ficarem definitivo no país.

Capital estrangeiro é quase sempre especulativo. Assim dependendo do que acontecer no mundo, se a notícia passar pessimismo ao investidor estrangeiro, o valor aplicado é retirado o quanto antes do país .

Taxa de juros básica

Quando parecia que a economia estava um pouco mais estável, com taxa de juros baixa, inflação sob controle, de repente o cenário mudou. A taxa Selic ainda está no menor patamar, mas outros fatores como a crise política fez com que os investidores estrangeiros procurasse investimentos mais seguros, resultando na queda da bolsa de valores.

Contudo, é extremamente importante que o Brasil passe mais confiança aos investidores externos, para que fiquem de forma definitiva. No entanto, isso depende de trabalhos na economia, na política, investimentos em educação e muito mais.

Gostou do artigo? Compartilha com seus amigos, em suas redes sociais e ainda com os seus familiares. Não esqueça de ler outros artigos sobre o assunto aqui no blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *