DataPrev, empresário é condenado por violar dados sigilosos

O suspeito da operação Data Leak, que comprava dados confidenciais com a finalidade de vazar os dados, é condenado. Fique por dentro!
Anúncios


STF Dataprev vazamento de dados
Fonte: STF

A Ministra do Supremo Tribunal Federal, Rosa Weber manteve a sua decisão com relação a busca e apreensão contra um empresário que condenado por se unir junto a um esquema de compra e revenda de dados sigilosos da DataPrev – empresa de tecnologia e informações da Previdência Social, uma estatal que oferece soluções de tecnologia, vinculada ao Ministério da Economia do Brasil.  

Dentre os serviços oferecidos pela estatal estão, manutenção gerenciamento e proteção de dados e sistemas. Sendo assim, cabe a DataPrev analisar e qualificar dados prestando serviço de consultoria, com sede no estado de Brasília. A estatal está responsável pela permissão, administração de benefícios e pagamento de milhões brasileiros, a estatal atua em informações de programas muito importantes para o país como por exemplo, aposentadoria do INSS, salário maternidade, pensão por morte além do auxílio emergencial entre outros benefícios.

A estatal, atua há 40 anos no setor, foi criada no mês de novembro de 1974 e também presta serviços a empresas privadas, apesar de ser uma estatal do governo. Assim sendo, a estatal fica responsável pela aprovação ou não das solicitações de aposentadoria através do INSS, analisando cada situação com o objetivo de constatar se cidadão que fez a solicitação possui o direito de receber o benefício.

Segundo informações das investigações, o empresário acusado que também era sócio da estatal teve acesso a documentos financeiros tanto de funcionários como de segurado do INSS e dessa forma vendendo estas informações para terceiros, além deste vazamento a investigação apurou outros crimes como, corrupção por exemplo.

Como ocorre o vazamento de dados do DataPrev?

Segundo especialistas, existem algumas situações especificas na qual ocorrem este tipo de crime, por exemplo invasão de um hacker a um bando de dados de uma empresa que é a situação do empresário condenado, para que este crime o criminoso em questão tem um conhecimento especifico, sendo totalmente capaz de entrar no sistema de segurança de uma grande empresa este tipo de crime pode ocorrer com empresas que utilizam softwares vulneráveis a este tipo de ataque.

Dessa forma, os especialistas aconselham para que este tipo de situação não ocorra com a sua empresa é preciso se certificar sobre os programas de softwares adequados para manter os dados dos funcionários e clientes protegidos em caso de ataques, pois a medida que a tecnologia avança os crimes relacionados a internet aumentam.

Outra situação de vazamento de dados, ocorre um uma grande proporção, quando em uma plataforma online utilizada pela empresa para que os seus usuários acessem os seus dados pessoais. Segundo as investigações alguns outros funcionários da empresa podem ter participado, obtendo acessos aos dados dos usuários e comercializando estes dados para escritórios de contabilidade e empresas diversas.

Quem adquire estas informações?

O segundo passos dos criminosos, é comercializar os dados roubados em operações de vendas ilegais, os criminosos agem de maneiras variadas para obter dados desde invadir software de uma empresa ou se passar por telemarketing para obter os seus dados, por isso é preciso estar atento as informações que você fornece, na internet é igualmente perigoso, é preciso estar sempre atento e a qualquer suspeita é preciso acionar a justiça.

Uma situação bastante comum entre os criminosos cibernéticos, é entrarem em contato por telefone ou e-mail passando por empresas nas quais a vítima tem contato, podendo citar apenas alguns dados para conquistar a confiança da vítima, para então obter os seus dados.

Desde o início de 2021, o crime de vazamento de dados teve alta de 493%. Sobre as investigações do vazamento de dados os investigadores suspeitam que algumas bases de dados contendo informações sigilosas e muito importantes seguem sendo comercializadas no país, assim sendo o valor de uma venda deste tipo superam R$ 1 milhão. Já foram cumpridos, respectivamente sete mandatos de busca e apreensão da Operação Data Leak.

Como saber se os seus dados foram vazados?

dataprev dados vazados
Fonte: DataPrev

Ainda segundo os especialistas, não há como saber de maneira simples se os seus dados estão sendo comercializados por terceiros, este tipo de investigação dever ser feita por profissionais da área de tecnologia que são treinados para evitar que este tipo de crime aconteça. Sendo assim, ainda segundo especialistas depois que um crime de vazamento de dados é descoberto é importante se você for cliente da empresa que sofreu o golpe, esteja atento para possíveis fraudes como por exemplo compras indevidas.

Para evitar vazamentos dos seus dados pessoais, procure saber a procedência das empresas na qual você é cliente, não forneça dados pessoais como telefone, e-mail, nome completo ou qualquer outra informação através de ligações ou preenchimento de dados em sites duvidosos.

Segundo um estudo feito por especialistas, constatou que o custo médio de um vazamento de dados de uma empresa no país subiu de 10,5% no ano passado para R$ 5,9 milhões, esta conta se torna ainda mais cara em países como Estados Unidos onde o custo do vazamento de dados é de aproximadamente 20 milhões. Contudo no Brasil foi adotada uma Lei especifica para lidar com estes tipos de crimes, a Lei General de Proteção de Dados vigora desde setembro de 2020 prevendo multas para crimes como este de até 50 milhões.

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos, familiares e em suas redes sociais. Em seguida, retorne ao nosso blog e aproveite nosso conteúdo sobre o universo das finanças e investimentos. Esperamos por você! Memivi; melhorando a sua vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *