Indicadores nos EUA e Europa: permanecem estáveis na bolsa

Acionistas observam a evolução dos Indicadores nos EUA e Europa, e também se preparam para a reunião do Fed. Fique por dentro!
Anúncios


Indicadores nos EUA e Europa
Fonte: Google

Os Indicadores nos EUA e Europa, manteve o setor financeiro movimentado, tendo em vista a sua estabilidade. Ao contrário das bolsas asiáticas que fecharam com instabilidade, sendo assim, os acionistas tem observado estes indicadores com mais atenção, pois se trata de uma preparação para a reunião do Federal Reserve- FED, considerada de grande importância para os investidores.

Desse modo, com a economia se recuperando do período de pandemia do novo coronavírus e com a aprovação de um pacote de US$ 1,9 trilhão vindo do Governo Biden, as preocupações nesta reunião se concentraram em como deverá ser a trajetória da inflação e consequentemente a realização de aumento dos títulos de dívida que são emitidos pelo Governo Americano e que afeta a economia como um todo.

Os Indicadores nos EUA e Europa, são referência na bolsa de valores e também para o mercado financeiro. No mês de fevereiro de 2021 os indicadores tiveram alta de 1,6% aumentando a volatilidade em Wall Street. O que trouxe preocupação com relação ao aperto prematuro das condições financeiras.

Portanto, todas as atenções estão voltadas para os Indicadores nos EUA e Europa, porque os acionistas temem que o Banco Central Americano possa aumentar os juros básicos do país bem antes do que, os economistas tinham previsto. Contudo na reunião do Federal Reserve-FED, foi decidido que manter inalteradas as taxas de juros seria a melhor opção. Leia mais abaixo!

Inflação americana

Os índices inflacionários apresentaram alta em meados do mês de abril deste ano, alcançando um aumento anual de aproximadamente 3,6%, segundo economistas, porém este aumento deveria ter sido de 2,4 pontos percentuais. Segundo o departamento de comércio do país estes resultados são consequências da recuperação da economia americana.

Sem contar com os alimentos e energia, a inflação americana ficou em 3,1 pontos percentuais, chegando ao nível apenas visto nos anos 90. Este indicador é utilizado pelo Federal Reserve-FED como a taxa inflacionária dos Estados Unidos. Na qual é estabelecida uma meta que atualmente é de 2%.

Logo, a renda das famílias apresentou queda de 13,1 pontos percentuais, em comparação com o mês de março de 2021. Em virtude dos planos de estímulo a economia, que ajudaram a aumentar a renda das famílias no mês de março, quando o atual presidente fez o anúncio de que cheques no valor de US$ 1.400 seria enviado para ajudar as famílias.

Indicadores nos EUA e Europa

Indicadores nos EUA e Europa
Fonte: Google

Nesta última semana, o índice Down Jones teve queda de 0,8 pontos percentuais, todavia, o S&P teve a terceira semana com resultados positivos apresentando alta de 0,4%. Já o Nasdaq Composto apresentou performance bem acima da média um ganho de 1,9 pontos percentuais, assim sendo a quarta semana de ganhos.

À vista disso, a última semana foi marcada também pela volatilidade das chamadas ações-memes, dos Indicadores nos EUA e Europa. Com ações movidas pelos acionistas organizados através de uma rede de fóruns on-line, estiveram presentes; GameStop; Colver Health Investiments; Reddit MC Entertainment entre outros.

No domingo passado, o CEO da Tesla informou que a empresa voltará realizar transações com Bitcoins. Quando tiver a confirmação de existe um uso razoável de energia limpa pelos mineradores. Pois, ainda segundo Elon Musk posicionou em seu twitter como de costume, o patamar de pelo menos 50% de energia utilizada com uma tendência positiva pode elevar o percentual do uso de bitcoins.

Declarações na reunião do Federal Reserve-FED

O atual presidente do FED, Jerome Powell informou que a reafirmação do Federal Reserve tem um compromisso importante com a política monetária expansionista. Entretanto, existem preocupações relacionados aos Indicadores nos EUA e Europa, em especial nos Estados Unidos que registrou no mês de maio níveis mais altos do que era esperado. Apesar dos avanços da inflação, existe também a preocupação da abertura de 266 mil postos de emprego no mês de abril que forneceu um progresso menor que o esperado pelo Federal Reserve.

Sendo assim, os investidores devem continuar observando os Indicadores nos EUA e Europa. Mesmo, após a reunião do Federal Reserve, porque em suas projeções o Federal Reserve estima que a inflação poderá aumentar para 3,4%. Alguns dos participantes da reunião, deram sugestões relacionadas a recuperação da economia. 

Por fim, as projeções para o ano de 2023 são de um aumento, contudo os economistas ainda não podem precisar a porcentagem desse aumento, nos Estados Unidos pós-pandemia do novo coronavírus. Porém, a os Indicadores nos EUA e Europa tiveram melhora, tendo em vista a situação sanitária estabilizada excluindo, a possibilidade de uma nova crise na economia.

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos, familiares e em suas redes sociais. Em seguida, retorne ao nosso blog e aproveite nosso conteúdo sobre o universo das finanças e investimentos. Esperamos por você! Memivi; melhorando a sua vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *