Inflação nos seus investimentos, conheça seus efeitos.

Hoje, vamos fazer uma análise sobre os efeitos da inflação nos seus investimentos. Fique por dentro!
Anúncios


Inflação nos seus investimentos
Fonte: Google

Nos dias atuais, estar informado(a) sobre os efeitos da inflação em nossas vidas é fundamental. Contudo, poucas pessoas desconhecem o impacto que a inflação possui nas finanças pessoais. Por isso, neste artigo você vai entender um pouco mais sobre os efeitos que a inflação causa nas suas finanças! 

Certamente, você já sabe que os preços andam subindo! Logo, este é um efeito da inflação, a partir de agora você vai entender um pouco mais sobre o termo. Primeiramente, para ser um bom administrador ou investidor é preciso se preparar e se adaptar aos altos e baixos dos preços. 

Portanto, com as recentes altas inflacionárias em 2021 o Banco Central elevou os juros de vários produtos e serviços. Sendo assim, tanto para investir como para poder manter uma empresa, até mesmo para administrar as despesas de casa, é preciso entender os efeitos da inflação. Neste sentido, a inflação pode ter muitas causas. 

Assim sendo, é importante entender os efeitos da inflação, pois, os investimentos que estão ligados à inflação geralmente possuem o objetivo de proteger o poder de compra do acionista. Visto que, o investidor busca pagar o equivalente à variação do IPCA do período. Portanto, geralmente encontramos aplicações de renda fixa e fundos de investimentos ligados ao IPCA. 

Conceito de inflação 

O conceito de inflação se refere ao aumento generalizado do preço de produtos e serviços no mercado. Logo, o aumento de determinados bens ou serviços consumidos em uma economia como: alimentos, ingressos de cinema, combustível em um período, por exemplo! 

Neste sentido, o índice que mede a inflação no país, é chamado de Índice de Preços para o Consumidor Amplo-IPCA. Sendo assim, este é o principal índice utilizado no país e serve como base para investimentos do Tesouro Direto, por exemplo.  

No entanto, existem outros índices que medem a inflação no Brasil como: o Índice Nacional de Preços ao Consumidor-INPC; Índice Geral de Preços-IGP entre outros. Portanto, cada um destes índices medem o desempenho dos preços de determinados produtos e serviços, porém cada um tem um peso diferente. Vale ressaltar, que o IPCA mede o desempenho dos preços de uma cesta de produtos e serviços que são consumidos por famílias com renda mensal de 1 até 40 salários mínimos! 

Mas, afinal para que serve a inflação? 

A inflação reflete o aumento geral e constante dos preços. Assim, o aumento de um produto ou serviço específico apenas tem o potencial de pressionar o IPCA, ou seja, a inflação para cima quando o produto ou serviço é necessário e insubstituível para o consumo da população como, os alimentos, por exemplo.  

Logo, o conceito de inflação, assim como, os seus índices existem para medir o desenvolvimento dos preços sobre os diferentes produtos e serviços. Sendo assim, estes índices são muito importantes para avaliar o valor do dinheiro ao longo dos meses e anos! Desse modo, quando um investimento rende menos que a inflação, o acionista perde o valor do seu investimento e, portanto, do seu dinheiro. 

Assim, o dinheiro que foi investido não possui o mesmo poder de compra de antes. Logo, para entender como a inflação funciona de fato, é preciso descobrir como a mesma é calculada. Então, este cálculo é feito com base na oscilação dos preços durante um ano. Neste sentido, no mês de dezembro de cada ano a inflação é observada. Este cálculo deverá impactar a vida das pessoas, assim como, as decisões econômicas do governo! 

Entenda todos os efeitos da inflação nos seus investimentos! 

Fonte: Google

Neste sentido, ao longo de 2021 o setor financeiro elevou as suas projeções com relação a inflação, sendo está uma boa notícia para o efeito da inflação nos seus investimentos. Assim sendo, no ano passado o índice que mede a inflação, o IPCA pressionado pelos valores dos alimentos fechou 2020 registrando uma inflação de 4,52 pontos percentuais.  

No entanto, para o ano que vem a projeção dos analistas para o setor financeiro é de um aumento de aproximadamente 4,12%. Todavia, a meta central do IPCA para 2022 é de 3,50% em um cenário otimista. Sendo assim, alguns economistas especulam que o PIB deverá permanecer estável em 1,57%. 

Portanto, o setor financeiro brasileiro manteve a taxa Selic para o final desse ano. Desse modo, muitos economistas afirmam que poderemos ter aumento nos juros ainda este ano. Sendo assim, é necessário estar atento(a) aos seus investimentos. Pois, as projeções sobre a inflação para 2021 está acima da meta central. Logo, é preciso ter um certo cuidado para investir nesse momento! 

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos, familiares e em suas redes sociais. Em seguida, retorne ao nosso blog e aproveite nosso conteúdo sobre o universo das finanças e investimentos. Esperamos por você! Memivi; melhorando a sua vida.