Investimentos em carteiras, como construir sua renda

Conheça novos hábitos financeiros para construir uma carteira geradora de renda! Leia mais sobre o assunto.
Anúncios


Investimentos em carteiras
Fonte: Google

Ultimamente muitos jovens e adultos decidiram ter uma segunda fonte de renda, e se encontraram nos investimentos. Deixar o dinheiro na poupança não é mais a única opção, é preciso criar formas de o dinheiro trabalhar para você e não o contrário. O mercado de investimentos tem crescido cada dia mais, então é fácil encontrar alternativas para fazer valer seu dinheiro e ter bons rendimentos, alguns exemplos: investimento em carteira, bolsa de valores e mercado de ações.

Durante muitos anos as pessoas acreditaram que apenas deixar o dinheiro guardado na poupança, faria ele ter um bom rendimento. Atualmente esse pensamento não é mais o mesmo, porque o rendimento oferecido pela poupança não acompanha a inflação, então, ao retirar o dinheiro ele estará desvalorizado. Isso se dá porque o preço dos produtos e serviços do mercado aumentam mais do que a rentabilidade da poupança. Para quem quer investir, existem formas melhores e tão seguras quanto a poupança, além de oferecerem melhores rendimentos.

Todos os meses, bilhões de reais vão para a caderneta de poupança, fundos de investimento com altas taxas de administração ou CBDs com rendimento de menos de 100% do CDI. Pode ser pelo conservadorismo do povo brasileiro ou por falta de acesso a uma boa educação financeira. O medo dos investidores de perder dinheiro, faz com que eles vejam o patrimônio ser consumido pela inflação, por isso, construir investimentos em carteiras é uma boa opção.

De início, o investidor se assusta com a possibilidade de comprar ações, mas o segredo de tudo é buscar empresas consolidadas no mercado, que já investiram ao longo do tempo e agora compartilham seus lucros, em forma de dividendos, como a Vale e Taesa.

As duas são líderes no mercado em seus segmentos, tem pouco espaço para expandir, mas distribuem boa parte dos seus lucros aos sócios acionistas.

É importante ressaltar que nem essas empresas são imunes a imprevistos, sendo assim, se acontecer algo em determinado momento elas poderão deixar de distribuir dividendos. Dessa forma, é fundamental tem uma carteira de investimentos diversificada. Compreenda mais sobre este assunto nos tópicos seguintes!

Investimentos em carteiras

Carteira de investimentos é um dos termos mais conhecidos de quem está nesse mundo, é a junção de todas as aplicações escolhidas para o rendimento do seu dinheiro. Para atingir seus objetivos financeiros, é preciso organizar os investimentos. Descubra seu perfil de investidor e monte um portifólio personalizado para você, e para garantir o retorno desejado é essencial acompanhar o desenvolvimento dos ativos.

Essa carteira é a estratégia para o aumento de rendimentos no mercado financeiro, por isso é importante destinar cada aplicação corretamente para o bom desempenho do portifólio. Com os investimentos em carteiras bem elaborados, é possível ter uma boa rentabilidade independente do cenário econômico que o país estiver, agora, um portifólio mal elaborado produz retornos negativos.

Faça uma avaliação da sua renda, invista em conhecimento sobre o mercado financeiro e quais investimentos deseja fazer. Para gerar uma renda rentável é imprescindível a identificação dos seus objetivos, estabelecer metas financeiras e o prazo para cumpri-las (curto, médio e longo), dessa forma é muito mais fácil escolher onde aplicar seu dinheiro e seu vencimento. Para viver de renda, é preciso uma estratégia muito bem definida e diversificada.

Existem duas categorias para os títulos de investimentos: renda fixa e renda variável, cada uma com seus rendimentos e características, as diferenças entre essas rendas influenciam enquanto o dinheiro vai render ao longo do tempo. Alguns exemplos da renda fixa são: Tesouro Direto, CDB, LC, LCI, LCA, Debênture e outros. Já os exemplos da renda variável: Ações, Fundos Imobiliários, Criptomoedas, Fundo de Investimentos e outros.

Novos hábitos financeiros

Apesar de a cultura brasileira não disseminar conhecimentos financeiros, existem alguns hábitos diários que podemos melhorar para conseguirmos uma boa renda. Para começar, ter uma meta financeira incentiva a disciplina e o planejamento necessários para atingir os objetivos estabelecidos, em conjunto com o conhecimento. Pesquisar e aprender sobre finanças faz com que uma cultura positiva seja desenvolvida, sobre investimentos e dinheiro.

Mantenha seu padrão de vida abaixo do que você ganha, analise suas finanças e veja quanto sobra dos seus ganhos, esse é um dos melhores hábitos financeiros a serem desenvolvidos. Isso faz com que, todos os meses sobre uma reserva para investimentos em aplicações ou apenas para ter uma reserva de emergência. O que também garante uma segurança quanto a imprevistos.

Manter o controle de todos os seus gastos é essencial, sem esse acompanhamento é muito comum que as pessoas nem percebam o dinheiro ir embora. Talvez o objetivo principal e mais difícil seja evitar o uso do cartão de crédito, o pagamento parcelado contém juros e aumenta o preço dos produtos, por isso as compras à vista são a melhor solução.

Formas de investir

Investimentos em carteiras
Fonte: Google

Para quem quer a valorização do dinheiro, o investimento é uma ótima opção. O Tesouro Direto é muito conhecido, um programa criado pelo Governo Federal que as pessoas podem, de maneira simples e online, negociar títulos públicos. É como um empréstimo ao Governo, você empresta dinheiro e ele oferta um título de crédito com vencimento, e chegando nesta data o Governo te devolve o dinheiro acrescido de juros.

As ações de empresa é uma das principais formas de investimento, quando você compra uma ação acaba se tornando sócio da empresa, sendo assim, obtém lucros com a venda das ações, a valorização e com o pagamento dos dividendos. As ações são negociadas pela Bolsa de Valores. Como o mercado de ações é inconstante, sendo assim, as ações são consideradas de renda variável.

Fundos de Investimentos são de aplicação financeira coletiva, de forma fácil, esses fundos são uma forma de reunir o capital de várias pessoas para aplicar em um investimento. Sendo assim, se torna uma boa alternativa para quem não tem tempo de ficar lidando com o mercado financeiro, porque com essa opção o gestor do fundo é responsável pelo seu capital, consequentemente ele também é responsável pelas aplicações e acompanhamento do mercado.

O Certificado de Depósito Bancário – CDB – tem seus títulos emitidos por bancos, para possibilitar a captação de recursos. Funciona como um empréstimo ao banco por um determinado tempo, passando esse tempo o banco te devolve o valor com acréscimo de juros. É uma forma de investir muito segura, ao investir nesse título, a aplicação será assegurada pelo Fundo Garantidor de Créditos, o mesmo órgão que protege a poupança.

Conclusão

Diferente do que a maioria das pessoas pensam, não é preciso investir quantias para iniciar seus investimentos em carteiras, é possível começar com pequenos valores. Mas o segredo para ter excelentes retornos é a diversificação, investir em diversas ações e aproveitar o melhor de cada uma é uma boa forma de lucrar.

A vida dos investimentos exige muito conhecimento, sendo assim, estudos e capacitação é o primeiro passo para entrar nesse mundo e ter bons investimentos em carteiras, podendo gerar uma renda com muito lucro e bem rentável. Além dos investimentos citados, existem alguns outros para serem estudados e que podem te levar a uma independência financeira, ou até mesmo uma aposentadoria e uma velhice tranquila.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *