Investimentos no mercado imobiliário é uma boa estratégia para diversificar a carteira? 

Entenda como, os investimentos no mercado imobiliário podem se tornar uma boa estratégia para diversificar a sua carteira. Saiba mais aqui!

Investimentos no mercado imobiliário
Fonte: Google

Segundo um estudo realizado pela Associação Brasileira de Incorporadora Imobiliárias – Abrainc, no final do ano passado os investimentos no mercado imobiliário apresentaram um crescimento animador de 32% tanto em negociações de imóveis de médio como os de alto padrão. Sendo esse crescimento um passo importante para o mercado, assim como, para quem costuma investir! 

Após a pandemia, muitas pessoas passaram a entender que vale a pena investir na casa própria. Desse mesmo modo, muitos investidores passaram a enxergar esse mercado com outros olhos. Assim, muitos investidores passaram a investir no segmento para diversificar as suas carteiras. Contudo, semelhante a outros investimentos é necessário saber como investir para diversificar a carteira e lucrar. 

Vale ressaltar que, os investimentos no mercado imobiliário se encaixam no perfil de investimentos de risco. Por isso, uma das opções segue sendo o CRI – Certificado de Recebíveis Imobiliários que possui os seus benefícios e riscos. Assim como, outros investimentos de outros segmentos! 

Então, você vai entender como esse investimento funciona e conhecer os seus benefícios. Além de saber como os outros tipos de investimentos no mercado imobiliário, podem te ajudar divaricar a sua carteira de investimentos. Vamos lá! 

Créditos imobiliários  

Na prática os créditos imobiliários retratam parcelas de direitos ao crédito com promessa de remuneração futura. Desse modo, os investidores do Certificado de Recebíveis Imobiliários – CRI conseguem antecipar os créditos que serão recebidos pelo segmento. Nesse contexto, as corporações do mercado precisam ter dinheiro no caixa para financiar as suas construções.  

Portanto, muitos contratos são fechados a prazo nesse segmento, pois, as empresas que trabalham nesse mercado precisam ter dinheiro no caixa. Desse modo, os recursos financeiros estão sempre disponíveis para novas construções ou até para cobrir imprevistos! 

Vale ressaltar que, apesar do dinheiro em caixa essas empresas recebem o pagamento de juros pelas aplicações. Porém, o CRI só poderá ser emitido por empresas securitizadoras de crédito imobiliário. Ou seja, essas companhias possuem um sistema que deverá ser autorizado pelo BSB que o controle de banco se torne maior. Diante do volume de títulos que são emitidos todos os anos por essas empresas! 

Rentabilidade do título 

Assim como mencionei, o Certificado de Recebíveis Imobiliário representa um tipo de ativo de renda fixa. Sim, a renda fixa possui uma rentabilidade diferente de outros ativos, segundo alguns economistas os lucros gerados por esse ativo são bem previsíveis. Pois, a renda pré-fixada possui uma taxa de pagamento pré-estabelecida que geralmente é definido no ato da aquisição do título! 

Nesse sentido, a renda pós-fixada possui o rendimento ligado a outros financiadores como um CRI que estão conectados à taxa Selic. Assim, a rentabilidade desse indicador costuma variar, isso quer dizer que, o pagamento está pré-estabelecido. Porém, sem uma quantia exata visto que a Selic costuma variar durante o ano. 

Além disso, para o investimento nesse título, não existe um valor mínimo para essa classe de ativos que geralmente apresenta um valor mais alto. Sendo o cálculo dos rendimentos dos ativos híbridos pré-fixados. Apesar disso, é preciso prestar atenção as condições dos ativos antes de realizar o seu investimento. Afinal, o mercado financeiro possui períodos da instabilidade, essa situação não é características apenas do mercado de cripto. 

Investimentos no mercado imobiliário 

Investimentos no mercado imobiliário
Fonte: Google

Agora que você entendeu como funcionam os investimentos no mercado imobiliário, vale ressaltar que, os investidores classificam esse tipo de investimento no mercado como de longo prazo. Pois, de uma certa maneira esses títulos possuem datas de vencimento que podem variar no período de dois até dez anos. Contudo, existem aplicações que podem chegar até 15 anos para serem resgatadas.  

Isso significa que, geralmente esse título não permite o resgate antecipado como em outros mercados. Sendo assim, caso você precise resgatar a quantia investida antes do vencimento, será permitido. No entanto, o ativo será resgatado sem a rentabilidade previsível já citado nesse artigo. Além disso, muitos investidores passaram a enxergar esse mercado com outros olhos. Assim, muitos investidores passaram a investir no segmento para diversificar as suas carteiras. 

Por fim, é importante lembra que os recursos financeiros estão sempre disponíveis para novas construções ou até para cobrir imprevistos. Contudo, apesar do dinheiro em caixa essas empresas recebem o pagamento de juros pelas aplicações. Ou seja, será necessário prestar atenção as condições dos ativos antes de realizar as aplicações nesse mercado. Vale lembrar que, esse título está isento do Imposto de Renda, assim como, o imposto cobrado sobre o IOF para pessoa física. O que contribui para que esse título se torne o mais disputado entre os investidores desse mercado! 

Gostou desse conteúdo? Confira essa e outras novidades relacionadas ao universo das finanças. Esperamos por você! Memivi.