Mês de novembro bateu recorde de estrangeiros na bolsa.

Saída de investidores estrangeiros da B3 bateram recorde, porém o mês de novembro foi bom para o mercado de ações.
Anúncios


Fonte: Bolsa Brasil [B³]

Para entendermos tudo que aconteceu até hoje com a bolsa de valores brasileira, vamos começar contando como foi no início deste ano. No mês de Novembro tivemos o recorde de estrangeiros na bolsa.

Investidores estrangeiros retiraram mais de 30 bilhões de dólares em aplicações financeiras no Brasil só no primeiro semestre de 2020.

Desse valor estão incluídos fundo de investimentos, ações e títulos de renda fixa, pesquisas do Banco Central indica que foram as maiores retiradas de recursos desde 1995.Essas retiradas acontecem devido a migração de países emergentes para países desenvolvidos, como por exemplo os Estados Unidos.

A B3 no segundo semestre

Quem acompanha a bolsa de valores sabe que diversos fatores levaram os investidores a “deixarem” um determinado país, no caso do Brasil, um desses é que havia uma expectativa muito grande de crescimento.Era esperado algo em torno de 2,5% até 3,5% e isso não aconteceu, pelo contrário, crescimento foi de apenas 0,1%.

Outro componente que contribuiu tem sido a taxa de juros baixa, a menor da história, que é de 2%. São pontos importantes que levam os estrangeiros a buscarem por mais segurança em seus investimentos.

Recorde de estrangeiros na bolsa: Resultados em 25 de novembro

Diante de tantos acontecimentos, as saídas de investidores estrangeiros até o momento já somam um total de R$ 54,89 bilhões.Levando em consideração o mercado primário, que teve entrada de 19,61 bilhões até o mês de setembro, o fluxo continua negativo na B3 em R$ 35,28 bilhões, por enquanto neste ano.

No mês de novembro, mais precisamente dia 25, os investidores estrangeiros entraram liquidamente com R$ 525,4 milhões no seguimento secundário da bolsa, que são as ações já listadas.

Em novembro foi registrado por:

Saldo líquido positivo de – R$ 29,99 bilhões.

Resultado em compras – R$ 298,39 bilhões

Resultado em vendas – R$ 268,39 bilhões

O mês de novembro foi marcado pela entrada líquida de capital externo, com exceção do dia 20. No dia 25 de novembro teve um registro de um investidor, uma pessoa física que sacou R$ 191,3 milhões da bolsa, com isso há um acúmulo no fluxo negativo de R$ 10,37 bilhões. Porém no ano o saldo está positivo em R$ 53,58 bilhões.

O investidor estrangeiro retirou R$ 329 milhões também no dia 25 de novembro, com isso o saldo está negativo em R$ 15,28 bilhões, mas positivo no ano em 5,88 bilhões. Nesse mesmo dia, o Ibovespa encerrou com alta de 0,32% aos 110.133 pontos, suportando pelas ações de empresas que tem ligação a commodities.

Commodities – É a produção em escala de produtos que servem como matéria-prima e esses podem ser estocados, também não perdem a qualidade. Por exemplo: os grãos, café, milho, soja, também boi gordo e muitos outros.

IPO x Follow-on

Fonte: Google

IPO – Essa sigla quer dizer Initial Public Offering, que em português significa Oferta Pública Inicial. Ou seja, quando uma empresa coloca à venda suas ações pela primeira vez.

Follow-on – É quando alguma empresa de capital aberto cogita emitir novas ações. Assim como no IPO, o objetivo é o crescimento do capital para investimentos em projetos. Podendo disponibilizar para qualquer interessado, ou para apenas certos investidores ou acionistas. O follow on pode também ser primário, isso quando a própria empresa disponibiliza novas ações. E secundárias quando alguns acionistas colocam suas ações à venda.

Recorde de estrangeiros na bolsa: Fechamento positivo de novembro

Em novembro foi registrada a maior alta dos últimos 4 anos, contudo esse ritmo depende totalmente de Brasília para continuar. Novembro foi um mês em que os investidores estrangeiros deram entrada na bolsa brasileira, devido o desfecho das eleições nos Estados Unidos e também pela diminuição de risco trazidos pela vacina.

No entanto quando o assunto é risco fiscal, os investidores seguem rondando, pois em dezembro se iniciam as tensões devido as retomadas de reformas após as eleições. Desde março de 2016 não entrava tanto investidor estrangeiro em um único mês, como aconteceu em novembro deste ano.

No dia 30, com que dá de 1,52% o Ibovespa acumulou alta de 15,98% e chegou aos 108,893 pontos.

O que aconteceu neste mês?

Saída dos estrangeiros da B3 tem sido recorde até o momento, mas em novembro muita coisa mudou e vamos entender quais fatores levaram a esses fatos.

Pandemia do novo coronavírus: Novembro foi um mês cheio de notícias esperançosas com relação a vacina da COVID 19, e isso trás uma sensação de risco menor no mercado, é como se tivesse uma luz no fim do túnel.

Eleições americanas: Outra pedra no caminho dos investidores era as eleições nos Estados Unidos, as decisões que a Casa Branca tomaram com relação ao futuro é de interesse de todo planeta. Sendo assim, muitos investidores internacionais tomaram coragem e voltaram a investir no Brasil. Uma boa notícia, afinal a bolsa brasileira estava sendo castigada durante este ano de 2020.

Por fim, gostou do artigo? Compartilha com seus amigos, em suas redes sociais e ainda com os seus familiares. Não esqueça de ler outros artigos sobre o assunto aqui no blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *