Onde aplicar no 2º semestre, Criptomoedas, FIIs ou renda fixa?

Onde aplicar no 2º semestre? Acompanhe a nossa análise, sobre as melhores aplicações no 2º semestre de 2021. Fique por dentro!
Anúncios


Onde aplicar no 2º semestre
Fonte: Google

A primeira metade do ano de 2021 chegou ao fim e a expectativas do setor financeiro é de que o cenário econômico mude, porém, a recuperação definitiva deve demorar segundo afirmam muitos economistas. Sendo assim, a pergunta que muitos investidores fazem é: onde aplicar no 2º semestre? Em meio a um ritmo de vacinação contra o novo coronavírus mais lento se comparado as demais nações, logo, os analistas acreditam que esta retomada não será tão forte quanto esperamos, ou seja, a resposta para a sua pergunta investidor é ter cautela com relação às aplicações.

Pois, segundo economistas, em decorrência da lentidão na vacinação e a ausência de mobilidade, além da crise na política e outras variantes da covid-19, podem prolongar a reabertura econômica. Além do desemprego elevado com uma taxa de 14,7% até o mês de abril, segundo pesquisa do IBGE, agravam a pressão inflacionária no Brasil.

No primeiro semestre deste ano, tivemos alguns aspectos positivos como, por exemplo, vendas no varejo e a produção industrial que apresentaram números satisfatórios para o mercado e contribuíram para o crescimento do Produto Interno Bruto-PIB. Apesar da crise que o país enfrenta alguns setores seguem crescendo, assim saber onde investir no 2º semestre é tão importante quanto planejar as suas aplicações.

Segundo alguns analistas, a curva de juros a longo prazo indica um nível de incerteza para o ano que vem, o que para muitos desses analistas, já era de se esperar, devido à tendência dos juros DI com prazo para o ano de 2027 que saltaram de 6,4% para 8,6%. Contudo, a economia tem dado sinais positivos como o aumento na arrecadação do Governo, que apresentou uma balança comercial de R$ 53 bilhões.

Portanto, antes de saber onde investir no 2º semestre deste ano é preciso acompanhar a movimentação do mercado para elaborar um bom planejamento, vamos a nossa análise? Leia mais abaixo!

Efeitos da Pandemia do novo coronavírus!

Os impactos da pandemia do novo coronavírus para a economia, foram muitos com a mobilidade fraca, crise hídrica e também na política e o desemprego elevado, os economistas acreditam que a recuperação será lenta, muitas mudanças que foram introduzidas durante a pandemia devem permanecer e isso significa impacto em alguns setores da economia brasileira.

Por isso, mesmo com a reabertura muitos analistas acreditam que o cenário econômico do país não voltará a ser como antes. Sendo assim, é necessário nos adaptarmos aos novos padrões de comportamento de alguns setores. No último boletim feito do Banco Central indica que, a Selic deve chegar a 6,5% até o fim do ano e se manter ao longo de 2022.

Já os economistas do mercado, trabalham com uma perspectiva de cerca de 8,0 pontos percentuais de taxa de juros. Logo, se no fim de 2021 a Selic estiver acima de 6,5 pontos não surpreenderá os analistas que acompanham o mercado.

Oscilação das criptomoedas.

Muitas empresas estrangeiras, em especial as americanas, possuem expectativas positivas para o segundo semestre deste ano, assim, o acionista comum pode ter ações dessas empresas na carteira de investimento por meio dos BDRs, comprovantes de ações de companhias internacionais negociadas na bolsa de valores.

Entre os criptoativos mais conhecidos do mercado, o bitcoin possui um grande valor. No primeiro semestre de 2021 o Ethereum apresentou uma valorização de mais de 300%, à vista disso, alguns analistas acreditam que no futuro, a Ethereum deverá passar a frente do bitcoin.

Outra moeda digital que apresentou alta em 2021, foi a Binance com 1.430%. A Binance, igual a Ethereum funciona através de um sistema de finanças descentralizadas, ou seja, para você que é iniciante neste mercado e procura onde investir no 2º semestre de 2021, esta criptomoeda não precisa de um intermediador, pois usa contratos inteligentes em blockchains.

Onde aplicar no 2º semestre?

Onde aplicar no 2º semestre
Fonte: Google

Bem, como vimos o mercado é vasto! Por isso, é preciso saber onde aplicar no 2º semestre deste ano, apesar da crise econômica no Brasil, alguns setores demonstram hipótese de crescimento e lucro. Segundo economistas, no segundo semestre de 2021 deve haver choques inflacionários, podendo facilitar o reestabelecimento da cadeia produtiva da construção civil e também no setor de alimentos, um dos segmentos de mercados mais importantes para a nossa economia.

A Associação das Entidades do Mercado Financeiro-Anbima, divulgou nesta última semana o balanço da indústria de fundos nos primeiros seis meses deste ano, este documento traz algumas intuições positivas para o acionista pessoa física.

Como, por exemplo, mesmo com início do ciclo de alta de juros, os movimentos de internacionalização das aplicações e diversificação de classes variadas de ativos, junto redução a relativa da renda fixa, tiveram continuidade e devem permanecer assim.

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos, familiares e em suas redes sociais. Em seguida, retorne ao nosso blog e aproveite nosso conteúdo sobre o universo das finanças e investimentos. Esperamos por você! Memivi; melhorando a sua vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *