Retorno sobre o patrimônio líquido de uma empresa: como analisar esse indicador?  

Nesse artigo, você vai entender como funciona o indicador de retorno sobre o patrimônio líquido de uma empresa. Confira!

patrimônio líquido de uma empresa
Fonte: Google

Semelhante aos outros indicadores financeiros, o indicador de retorno sobre o patrimônio líquido geralmente é usado para explorar os gastos de oportunidade de aplicações em uma empresa. Segundo alguns economistas, esse indicador não deve ser utilizado de maneira isolada. Mas isso, você vai entender melhor ao longo do texto, então, permaneça conosco e descubra como esse indicador funciona! 

Começar a investir pode ser uma opção atraente, principalmente pelo retorno, porém antes de começar a investir na bolsa. Será necessário entender como o mercado financeiro funciona, traçar o seu perfil de investidor e entender como os indicadores semelhantes ao ROE funcionam. Vale lembrar que, é relevante entender as características que envolvem os investimentos em ações no mercado financeiro. 

Na prática, o retorno sobre o patrimônio líquido analisa o desempenho de uma companhia ao utilizar os recursos próprios assim como, os dos seus investidores. Ou seja, esse indicador é muito importante tanto para os acionistas como para os economistas que realizam as suas transações no mercado financeiro.  

Portanto, se você quer fazer parte do mercado financeiro é necessário entender como o retorno sobre o patrimônio líquido funciona. Afinal, o patrimônio líquido de uma empresa é a principal diferença entre os direitos e os bens da empresa.  

Diferenças entre ROIC e ROE 

O retorno sobre o patrimônio líquido costuma revelar a rentabilidade de uma empresa, além de avaliar a sua eficiência em seu segmento com o patrimônio que possui. Já o Retorno Sobre o Capital InvestidoROIC, examina o potencial da companhia em relação a sua capacidade de gerar dinheiro. Por exemplo, o retorno sobre o patrimônio mostra os ganhos da companhia a partir do seu patrimônio líquido. 

Nesse contexto, o retorno sobre o capital investido costuma calcular o lucro operacional líquido depois dos impostos. Ou seja, o ROIC alto revela que a companhia será valorizada por um longo período. Portanto se o índice indicar queda, significa que a empresa está gastando mais dinheiro.  

Mesmo com os gastos não obtém lucro, nesse caso, a empresa não está saindo do lugar, mas segue gastando no mercado em que atua. Vale lembrar que, além de analisar o desempenho da empresa o ROE costuma avaliar o retorno sobre os ativos líquidos. Pois, o patrimônio líquido é diferente dos ativos e passivos. Desse modo, o índice revela os investidores qual será o nível de retorno que uma empresa paga aos seus investidores. 

Como calcular o ROE de uma empresa? 

Nesse sentido, o cálculo do retorno sobre o patrimônio líquido divide o patrimônio líquido pelo lucro líquido. Isso quer dizer, que o lucro líquido é o que fica depois que a companhia remunera os seus investidores, além do pagamento dos juros para os credores. Desse total ainda não foi descontado o pagamento dos investidores ordinários nem os dividendos.  

Portanto, a fórmula usada nesse índice é a seguinte: lucro líquido / patrimônio líquido multiplicado por 100. Assim, para chegar ao resultado final em percentual devemos utilizar os valores que correspondem ao mesmo período.  

Ainda nesse contexto, você poderá encontrar o lucro líquido nos demonstrativos dos resultados da companhia. O patrimônio líquido você encontrará disponível no balanço geral da sua empresa, então, você deverá ter cuidado na utilização do dinheiro investido pelos acionistas. Desse modo, será possível analisar se a companhia consegue otimizar a produção, gerar mais dinheiro com o que possui. Além de cortar desperdícios sem precisar da retenção de novos investidores! 

Retorno sobre o patrimônio líquido 

O Retorno sobre o Patrimônio Líquido – ROE de uma companhia, semelhante aos outros indicadores financeiros podem ser usados para analisar o custo de oportunidade de investimentos. Um fato sobre esse indicador, é que segundo os especialistas, afirmam que não existe um ROE bom para todas as empresas do mercado. Ou seja, existe um ROE para cada mercado. Logo, é interessante que esse indicador na empresa seja maior do que os concorrentes do mesmo segmento. 

Assim como mencionei, o ROE é usado para explorar os gastos de oportunidade de aplicações em uma empresa. Ainda segundo alguns economistas, esse indicador não deve ser utilizado de maneira isolada. Vale ressaltar ainda que, esse índice analisa o desempenho de uma companhia ao utilizar os recursos próprios assim como, os dos seus acionistas. Além de analisar o desempenho da empresa o ROE costuma avaliar o retorno sobre os ativos líquidos. Pois, o patrimônio líquido é diferente dos ativos de uma empresa! 

Por fim, um ponto que deve ser levado em consideração é separar os dividendos da sua empresa com os crescimentos ou ganhos. O retorno de cada perfil poderá ser diferente, pois, a estratégia delas não são iguais. Ou seja, é importante entender como o retorno funciona para não confundir com outros indicadores. 

Gostou desse conteúdo? Confira as novidades do mundo das finanças no nosso blog. Esperamos por você! Memivi.