Financiamento ou empréstimo? Qual a melhor opção para ter seu carro?

Quer comprar um carro novo ou mesmo casa nova? Ficou na dúvida sobre o que escolher; Financiamento ou consórcio? Nós te ajudamos. Veja a seguir.
Anúncios


Fonte: Google

Sempre surge a dúvida sobre qual a melhor opção para conquistar o carro, qual a melhor opção: financiamento ou empréstimo?

Desse modo, com essa indagação vários brasileiros podem até se confundir na hora de contratar a melhor opção para ter seu carro. Assim aquilo que deveria ser a realização de um sonho torna-se um verdadeiro pesadelo. 

Por isso, antes de fazer qualquer contratação para ter seu carro novo, não deixe de comparar entre as opções de crédito financeiro disponíveis no mercado brasileiro. Além disso, essa regra deverá se aplicar a instituições e suas taxas. 

Sendo assim, nosso blog irá te mostrar as diferenças entre o financiamento e o empréstimo como meio de aquisição de automóveis. 

Vamos lá! 

Entenda o empréstimo

Fonte: Google

Uma das modalidades mais acessadas no Brasil principalmente por uma categoria de consumidor; os aposentados e pensionista do INSS ou funcionários públicos e privados com vínculo bancário da instituição financeira. 

Dessa forma, o empréstimo funciona da seguinte forma. O consumidor consulta um banco, instituição financeira ou cooperativa de crédito, solicitando a contratação de uma quantia certa para a aquisição de um bem.

Contudo, a vinculação com o bem não é a finalidade do crédito. Na verdade é algo que quase sempre não é importante para o credor. Porém, o pagamento e a cobranças das taxas são o maior interesse na liberação do crédito. 

Por fim, o modelo libera o valor mediante a comprovação de renda e a condição de cumprimento da quitação mensal das parcelas. Em outras palavras, para as instituições o importante é saber se você tem condições de cumprir o pagamento das parcelas. 

Entenda o financiamento

Diferente do empréstimo, essae modelo é a mais usado pelos brasileiros mais jovens. Isso porque é a faixa etária que mais tem presa em ter um bem móvel ou imóvel; carros e casas ou apartamentos. Assim, preferem essa opção por ser mais imediata. 

No financiamento, você seleciona um tipo de plano em acordo com seu objetivo ou situação econômica. A instituição financeira libera o valor sugerido para aquisição do bem, contudo, esse valor é vinculado ao bem.

Seu pagamento também é efetuado por meio de parcelas, entretanto, elas poderão ser progressivas. Para mais, fixas – sem mudança do valor mensal, ou regressivas – quando existe a redução graduada do valor e dos juros.

Por fim, o bem fica sob a custodia e uso do cliente, contudo, se não fizer o pagamento regular das taxas poderá ter o bem apreendido ou levado a leilão. 

Entenda o consórcio

Essa modalidade é totalmente diferente das opções anteriores. No consórcio, o consumidor assinará um contrato de cotista/consorciado onde pagará um valor certo todos os meses até o final da vigência do contrato.

Essa modalidade poderá ser ou não vinculada ao bem, isso vai depender do tipo e grupo ao qual será vinculado o contrato. Contudo, a escolha deverá ser feita no ato da assinatura do contrato e não poderá alterada a finalização do contrato, ou seja, escolha bem do contrário não poderá alterar a finalidade. 

Assim, o consumidor terá a liberação do crédito mediante sorteio ou lance, porém, em carta de crédito. 

Quais as vantagens do Financiamento, Empréstimo e o Consórcio? 

As vantagens as modalidades são particulares para cada consumidor, isso porque cada modalidade apresenta um perfil econômico e condições diferentes para o consumidor.

Por exemplo: se você é um consumidor controlado e possui um reserva que represente até 1/3 do valor do bem ou imóvel optar pelo financiamento é será vantajoso porque o valor será liberado imediatamente com a assinatura do contrato;

Contudo, se você não quer vincular o valor solicitado a um bem ou imóvel, é mais vantajoso contrair um contrato de empréstimo. Isso porque o crédito não exige sua utilização em um bem certo ou imóvel; 

Por fim, as vantagens do consórcio tem como alvo aquelas pessoas que não tem pressa em adquirir o bem ou imóvel. Mas pretende tratar o crédito como uma poupança a longo prazo para aquisição da carta de crédito.  

Qual a principal fator para definir a melhor opção entre os tipos de crédito?

 Muitos responderiam essa indagação dizendo: “os juros”.

Embora, esse seja um fator importante, pode acreditar, não é o principal, assim observar apenas as taxas de juros aplicadas entre cada opção não é a melhor saída, você deverá observar o Custo Efetivo Total de cada uma delas. 

O que é CET das modalidades de crédito Empréstimo, Financiamento e Consórcio?

O Custo Efetivo Total são o que podemos chamar de taxas administrativas impostas pelas instituições financeiras sobre o valor do crédito liberado

É por meio delas que essas empresas ganharam retorno na liberação do valor pretendido pelo consumidor. 

Gostou do artigo? Compartilha com seus amigos, familiares e em suas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *