Rentabilidade do CDI: Quão rentável são investimentos CDI.

Quer ver seu dinheiro render de verdade? Invista-o em uma instituição financeira que apresenta rendimento de até 150% do CDI.
Anúncios


Fonte: Google

Antes de tudo, hoje iremos falar sobre a rentabilidade do CDI e também sobre as projeções de rentabilidade de alguns bancos digitais. Então, se você quer saber mais fique com a gente até o fim, e saiba mais.

Os investimento efetuados pelos brasileiros na poupança não tem sido a melhor escolha nesse momento. Com a crise arrastada pelo Covid-19, o mercado de consumo teve um redução drástica. Assim, sem a perspectiva de novos rumos na economia mundial e, ainda mais, na interna, os mais avisados tem por hábito poupar mais. 

Contudo, poupar não significa estagnar seus ganhos, fazer seu dinheiro render é a melhor opção – ir além do simples fato de guardá-lo. Assim, investir seu dinheiro – ainda que na poupança, pode ser rentável, não nas tradicionais, isso pela baixa queda nos juros. 

Dessa forma, as instituições digitais; por exemplo, as fitechs, tem oferecido os serviços financeiros – contas correntes digitais, com RENTABILIDADE MAIOR QUE A POUPANÇA.

Por fim, para que você possa entender melhor sobre o assunto, nosso blog resolveu fazer esse artigo para esclarecer. 

Vamos juntos!

Rentabilidade do CDI de até 150% e sobre as instituições e os  

Fonte: Google

Atualmente, empresas digitais como, por exemplo, o PagBank, Sofisa e BTG Pactual ofertam a modalidade de Certificado de Depósito Bancário (CDB) com rentabilidade a curto prazo. Isso com prazo mínimo de até 1 ano, sua rentabilidade com estimativa de até 150% do CDI representa o percentual de 68%  do que aqueles apresentados pela poupança.

Isso significa dizer que ao investir em dos serviços o consumidor poderá assumir um capital maior que o investido, não com a proporção da poupança convencional que gera hoje cerca de 2,7% a.a., nesse sentido

investir seu dinheiro em uma conta digital de uma fintech vai trazer mais lucro que simplesmente depositá-lo em uma poupança. 

Como funciona a projeção de rentabilidade do CDI nos bancos digitais?

Rentabilidade do CDI: PagBank

Para garantir essa rentabilidade maior que aquela oferecida na poupança o PagBank estipula o valor mínimo de R$ 2.000,00 com prazo de 12 meses sobre a taxa de 150 % CDI. Contudo, o banco digital libera investimento com aporte no valor R$500.00, os quais geram liquidez a partir de 100% até 150% CDI.

Rentabilidade do CDI: Sofisa

Investindo na Sofisa, você poderá optar por três tipos de investimentos de CDB, todos com a rentabilidade acima do CDI.

Sua primeira opção de investimento, ressentimento lançada, poderá alcançar índices de liquidez diária com cerca de 110% do CDI.

Como segunda opção; você poderá investir na modalidade de rendimento que paga até 125% do CDI, contudo, com vencimento semestral. Por fim, sua terceira opção é o rendimento de até 150% do CDI, com o vencimento por prazo superior a 12 meses. 

Rentabilidade do CDI: BTG Pactual

O aporte mínimo para atingir a rentabilidade de até 150% do CDI no BTG Pactual será de R$ 2.000 com prazo determinado de até 1 ano.

Rentabilidade do CDI: Nubank

Mais alternativa entre as fintechs é a NU, recém-lançada, os RDBs do Banco digital podem ser menos rentáveis, contudo, mais seguros, com a ideia de resgate programado seu investimento poderá render até 118% do CDI em dois anos.

Quais as garantias sobre os investimentos CDBs? 

A garantia da maioria dos investimentos nessa categoria é o FGC – Fundo Garantidor de Crédito, que resguarda o direito do consumidor em casos de falência ou perda dos investimentos contraídos com as instituições – vale ressaltar que essa garantia só assiste as instituições regulamentadas pela BC – Banco Central.

FGC – Fundo Garantidor de Crédito, como funciona?

O Fundo Garantidor de Crédito, foi instituído em 1995, sua finalidade era a cobertura dos consumidores aos possíveis danos causados aos seus investimentos financeiros por instituições de crédito; bancos e financeiras. 

Em caso de prejuízos eminentes como, por exemplo, a falência da instituição, FGC reembolsaria o consumidor pelos possíveis danos causados pela instituição.

Embora, o FGC seja uma garantia nos investimentos de renda fixa ele só atende aos requisitos das instituições bancárias ou financeiras com registro efetivo e a prévia autorização do BC, além disso, os investimentos superiores ao valor de R$250.000,00 não estão cobertos pelo fundo.

Por fim, a relação de investimentos assegurados pelo FGC são: o certificado de depósito bancário, as Letras do crédito do agronegócio e do crédito imobiliário, além disso, os depósitos efetuados em conta corrente ou poupança que tenham por opção o fundo, entre outros. 

Como funciona na prática FGC? 

Quando você adquire um tipo de investimento de renda fixa; como aqueles listados as acima, você terá um limite para que ele gere rentabilidade ou mesmo ampliar seu aporte. 

Por exemplo: Você acabou de adquirir um investimento em renda fixa no valor de R$100.000,00, ele rendará 150% sobre CDI, no prazo estipulado para o resgate você terá o valor de R$250.000,00, sobre esse valor FGC terá garantias, contudo, se você quiser investir acima do valor inicial, o FGC não cobrirá danos relativos a valor superior de R$250 mil.

Ou seja, você só receberá, por danos causado ao seu investimento, a quantia de R$250 mil, não sendo inclusas taxas de contas ou tributos. 

Gostou do nosso artigo? Compartilha com seus amigos, familiares e em suas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *