Rentabilidade dos bancos, a reação no pós pandemia

Pandemia da covid-19 derruba rentabilidade dos bancos, o retorno sobre o patrimônio líquido no mês de dezembro foi de 11,5% o menor da série histórica. Fique por dentro!
Anúncios


Rentabilidade dos bancos
Fonte: Google

No ano de 2020 a pandemia do novo coronavírus derrubou a Rentabilidade dos bancos, fez com que o retorno sobre o Patrimônio Líquido chegasse a 11,5% o menor número da série histórica segundo dados do BCB, forçando as instituições financeiras a aumentar a suas despesas com provisão. Por conseguinte, segundo Banco Central foi avaliado o desempenho do sistema financeiro do país em 2020.  

Portanto, esta queda da rentabilidade foi generalizada e acabou afetando instituições de diferentes tipos de controle, de segmento e porte de atividade. Vale ressaltar que houve um aumento da incerteza com relação a pandemia. Contudo, com a vacinação mesmo em ritmo lento a expectativa é de que o mercado financeiro volte a reagir, melhorando a rentabilidade ainda em 2021. 

Então, no ano passado, o reforço das provisões reduziu a necessidade de que novas provisões tivessem que ser feitas para a retomada das atividades econômicas. Logo, o reforço das provisões contribuiu para o desenvolvimento e qualidade do crédito no setor financeiro e também beneficiou a demanda por serviços bancários, no entanto, houve queda na Rentabilidade dos Bancos.  

Portanto, ainda segundo o relatório do Banco do Brasil, ocorreu uma redução da concentração do Sistema Financeiro Nacional-SFN, que é formado por um conjunto de entidades e instituições financeiras que promovem as transações entre credores e tomadores de serviço. Consequentemente, esta redução foi importante para que a rentabilidade dos bancos voltasse a melhorar 

Reação pós pandemia

Segundo economistas, os custos das instituições financeiras continuam sob controle de certa forma, pois a redução do número de agências e também de funcionários, correspondente ao aumento da utilização de canais de atendimentos digitais, trouxe eficiência operacional para sistema de rentabilidade dos bancos no médio prazo.

À vista disso, mesmo com a queda na rentabilidade em 2020, o BCB se prepara para uma melhora da rentabilidade dos bancos ainda este ano. Desse modo, a instituição considerou que os pilares mais importantes da recuperação deverá ser o estoque atual de provisões e o retorno da atividade econômica. 

Portanto, o reforço de provisões que foi realizado no ano passado, diminui a necessidade de novas provisões em montantes importantes. Contudo, o BCB afirmou que a pandemia do novo coronavírus, continua sendo o principal risco para a melhora da rentabilidade dos bancos este ano. Pois, a pandemia pode acabar atrasando o retorno das atividades econômicas, fazendo com que novas provisões sejam feitas, o que representa mais prejuízo ao crédito

Desenvolvimento do PIB em 2021 

Segundo especialistas, não tivemos crescimento adicional no primeiro semestre de 2021, atualmente o Produto Interno Bruto-PIB é de 4,8%. Sendo assim, o efeito desta porcentagem deverá acarretar uma onda de revisões das projeções que as instituições financeiras fizeram para o ano de 2021 segundo o PIB. Visto que, muitas instituições financeiras, consultorias e corretoras começaram a elevar este número para 4% ou até 5%. 

Assim sendo, com o aumento simultâneo de preços e quantidade de commodities no mercado financeiro mundial, impulsionado pelas economias americana e chinesa, o mercado financeiro não deve apresentar uma queda maior do que 11,5%, devido ao retorno do crescimento dessas economias. Desse modo, se a pandemia estiver controlada poderemos obter um crescimento da Rentabilidade dos Bancos.

Por conseguinte, com a vacinação no país atingindo a maioria da população adulta no terceiro trimestre, o setor financeiro deve recuperar a rentabilidade, incluindo o comércio que compõe 60% do Produto Interno Bruto-PIB no país. Em vista disso, podemos ser otimistas com relação ao fim do ano de 2021, pois a perspectiva não será ruim, dependerá de como a economia do país se desenvolverá no segundo semestre.    

Rentabilidade dos bancos e o lucro do setor financeiro 

Rentabilidade dos bancos
Fonte: Banco central do Brasil – BC

Ainda segundo o relatório feito pelo Banco Central, o lucro líquido apresentou queda de 26% em 2020, o que significa um total de R$ 88,6 bilhões, relacionado a R$ 119,6 bilhões no mesmo período em 2019, sendo o ano que bateu recorde histórico do Banco Central, que teve início em 1994. Logo, sabemos que a rentabilidade das instituições está diretamente ligada pandemia da covid-19. 

Consequentemente, o volume de crédito oferecido pelas instituições financeiras teve alta de 15,5% em 2020, atingindo, uma média de R$ 4,107 trilhões, segundo economistas. Pois este aumento no crédito bancário trouxe prejuízos a rentabilidade dos bancos.  

Portanto, segundo os dados do banco central, as cinco maiores instituições do país apresentaram no final de 2020 percentuais de recuperação, apesar da crise financeira que estamos atravessando, as instituições Bradesco; Santander; Banco do Brasil; Caixa Econômica Federal; Itaú responderam no mercado de crédito um total de 81,8% e com relação aos depósitos totais as instituições apresentaram 79,1%. À vista disso, os economistas seguem otimistas com relação a recuperação da rentabilidade dos bancos, principalmente com a aceleração da vacinação no país.  

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos, familiares e em suas redes sociais. Em seguida, retorne ao nosso blog e aproveite nosso conteúdo sobre o universo das finanças e investimentos. Esperamos por você! Memivi; melhorando a sua vida. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *