Saiba como identificar as melhores “Small caps”.

Empresas “menores” também podem ter boas colocações no mercado. Confira a potência de algumas Small Caps.
Anúncios


Fonte: Google

O risco para as pessoas que investem ações é constante, e um desses é fazer as melhores escolhas de qual ação comprar ou vender. Vamos falar de algumas empresas, que se destacaram e deram ótimos retornos nos últimos dois anos ao identificar small caps

Mas afinal, o que são Small caps?

Investidores da bolsa conhecem bem as Small caps e acompanham de perto. São empresas com menor capital, ou seja, tem um valor de mercado inferior das demais e como consequência também rentabilidades mais baixas.

Considera-se Small Caps ações de empresas com valores de mercado entre R$ 300 milhões e R$ 10 bilhões.

As Small caps são empresas listadas na bolsa de valores e tem grandes chances de crescimento.

Como identificar as melhores Small caps para se investir.

Aqui daremos destaque as empresas mais promissoras para o ano de 2021. Uma lista para análise individual:

  1. MINERVA (BEEF3) – Antes de tudo, a Minerva Foods é uma empresa que produz e comercializa carne, está listada na B3 e pode ser uma boa opção.
  2. OdontoPrev (ODPV3) – Empresa bastante conhecida em planos odontológicos.
  3. Enauta (ENAT3) – Empresa do ramo de petróleo e gás, a 10 anos na bolsa e um setor em constante crescimento e uma ótima pagadora de dividendos.
  4. Construtora Tenda (TEND3) – Uma das maiores Construtoras do Brasil e que sempre apresenta bons resultados.
  5. Celulose Irani (RANI3) – Empresa de papel e embalagem que tem recomendações devido aceleração nesse mercado.
  6. Fleury (FRLY3) – Um laboratório que vem apresentando bons relatórios.
  7. JHSF (JHSF3) – É uma empresa líder do setor imobiliário de shoppings e hotéis, com atuação no Brasil e no exterior.
  8. Sanepar (SAPR4) – Companhia de saneamento do estado do Paraná. E tem mostrado bons resultados em seus lucros líquidos;
  9. Trisul (TRIS3) – A construtora apresentou um lucro de 31 milhões no primeiro trimestre de 2020, e vale a pena acompanhar mais de perto;
  10. EDP Brasil (ENBR3) – Uma empresa do setor de energia. Em crescimento e sofreu poucos impactos nesse período da pandemia.

Essa lista apresentada, servirá como base para escolher as ações de alguma dessas empresas.

Porem alguns cuidados devem ser tomados. Confira:

1º – Identificar Small Caps: Analisar o setor

Fonte: Google

Acima de tudo, em qual setor determinada empresa atua é um dos itens mais importantes e que deve se analisar.

Podemos citar dois exemplos de diferentes áreas e que mostra como é essa variação.

Setor de tecnologia – Um dos que mais crescem, e empresas desse ramo são sempre boas opções.

Setor de varejo – Já este ramo passa por ciclos diferentes, e isso pode mexer com o comportamento das pessoas.

Ou seja, se tudo estiver bem o consumo é alto, e como consequência ações deste ramo tendem se valorizar, como também pode ocorrer o contrário.

Vale lembrar que comparar empresas do mesmo segmento é sempre bom.

2º – Liderança de mercado

Existem empresas que são consideradas “pequenas”, porém com ótimos resultados. Por isso, confira sempre a posição dela no mercado.

Veja por exemplo a CIELO, com surgimento de muitos concorrentes, não podemos dizer que está em posição ruim, mas que agora divide espaço com outras do ramo.

E por fim, o market share, um indicador que informa a participação que uma empresa ganha dos concorrentes no mercado..

3º – Ajuda de especialistas

A princípio, em qualquer assunto, nada melhor do que falar com quem entende do negócio. Assim, investir na bolsa não é diferente e ter orientação de quem conhece é essencial para qualquer investidor.

4º – Endividamento da empresa

Empresas adquirem dívidas, mas analise com cuidado e certifique se o nível do endividamento é saudável.

Por exemplo, é Importante saber quantos anos essa empresa vai levar para quitar os débitos.

5º – Crescimento / Velocidade

Outro dado que deve ser acompanhado de perto, é a expansão futura do negócio e para isso pode usar a CAGR para verificar o crescimento líquido da empresa.

Desse modo, evite fazer essa estimativa a longo prazo, tenha uma projeção de pelo menos 3 anos. 

6º – Gestão da empresa

Um dos critérios mais importantes, um bom gestor irá conseguir identificar as circunstâncias e se posicionar da melhor forma.

7º – Capacidade de gerar caixa

Pode se dizer que é o valor líquido que a empresa tem no caixa e quando este for positivo; isso significa que os ativos líquidos estão aumentando, o que se chama de saudável, e isso é muito bom.

Para isso o investidor pode usar o EBITDA, um indicador que auxilia a identificar a capacidade que determinada empresa tem de gerar caixa.

8º – Rentabilidade

Saber a rentabilidade, entender todas as características, vai ajudar a pessoa escolher entre tantas opções, aquela que aumentarão os ganhos.

Nenhum desses itens ou conceitos deve ser analisado isolado, só servem se olharmos em conjunto, não faz sentido conferir apenas para uma dessas coisas.

Gostou do artigo? Compartilha com seus amigos, em suas redes sociais e ainda com os seus familiares. Leia mais sobre investimentos aqui em nosso blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *