Auxílio emergencial: como refazer a solicitação e conseguir ter o benefício.

Se você efetuou o cadastro do auxílio emergencial e deu algo errado, não se preocupe; descubra aqui como refazê-lo.
Anúncios


Fonte: Google

Antes de tudo, já não é de hoje que a imprensa informa que muitas pessoas que receberam o benefício tiveram problemas. Desse modo quase13 milhões de brasileiros, precisam entrar novamente na plataforma do governo. E assim fazer uma novo pedido para o auxílio emergencial.

Mas, Para quem não sabe devido a pandemia, o governo federal cedeu um auxílio emergencial. Esse varia de R$ 600,00 ou R$ 1200,00 em caso de mãe solteira, para combater e frear os efeitos do coronavírus na economia.

Conforme indicado pelo próprio governo, o pedido se deve fazer pelo app da Caixa TEM.

Ou para quem não possui acesso, é só se ir em uma agência da Caixa Econômica Federal espalhada pelo país inteiro.

Entretanto dados novos informados pelo governo, mostram que mais de 13 milhões de brasileiros não puderam receber o auxílio emergencial. Mesmo tendo feito o cadastro pelo aplicativo

A empresa que ficou responsável pela análise de todos os dados informados no app, é a dataprev. Mas, ela informou que não conseguiu identificar se as pessoas que fizeram o cadastro,tem dados válidos e corretos. E sim, é impossível receber o auxílio emergencial.

Como funciona os dados inconclusivos?

Os 13 milhões de pessoas que não puderam recebê-lo, receberam a mensagem de dados inconclusivos quando foram ver sobre a sua análise.

Por isso se deve fazer de novo o seu cadastro. Desse modo, tudo pelo aplicativo no telefone celular ou através do Portal da Caixa Econômica Federal.

A Dataprev que a empresa responsável pela análise e verificação desses dados, passou uma lista de problemas que podem ter levado a inconclusão dos dados:

  • A falta de definição do gênero durante o cadastro;
  • Não há definição como chefe de família e também não colocou nenhum outro membro;
  • Acabou inserindo um membro da família que veio a óbito;
  • Os dados informados no cadastro dos outros membros da mesma família são diferentes;
  • As informações de CPF e data de nascimento estão incorretas sobre os membros da família;

É  proposto que depois que o cidadão ver se as informações estão corretas e válidas. E assim fazer de novo sua solicitação para receber o benefício.

Inclusive caso a mensagem que tem aparecido no app para você é dados que não puderam se concluir, ou seja, quer dizer que o benefício não foi aprovado. Desse modo você pode solicitar uma nova análise .

Contestação do auxílio emergencial

Fonte: Google

A Caixa Econômica Federal realizou um comunicado referente à análise de novos pedidos. Nisso informou que o cliente pode fazer o cadastro de novo. Mas somente caso mostre dados que não puderam ser concluídos ou pode solicitar uma contestação, caso tenha tido benefício negado.

Neste caso os cadastros serão realizados pela Dataprev e em até 3 dias úteis após a informação dos dados, a caixa liberará o auxílio emergencial. Em caso de uma nova análise sobre dados inconclusivos, esse prazo aumenta para 10 dias úteis.

O cidadão pode acompanhar sua análise pelo site da Caixa Econômica Federal. Em outras palavras pelo app do auxílio emergencial ou pelo atendimento exclusivo 111.

Não se esqueça que conforme falamos em outro artigo. Então, para você ser aprovado e recebê-lo é necessário que seja cadastrado no CadÚnico, caso você faça parte de algum programa social do governo.

Não se esqueça de deixar a sua opinião abaixo nos comentários E compartilhe esse conteúdo com seus amigos e nas suas redes sociais é importante tirarmos todas as dúvidas sobre auxílio emergencial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *