Que tal comprar direto do app do seu banco?!

Com intuito de chamar atenção dos usuários, os bancos digitais estão “comercializando” diversos produtos e serviços em suas plataformas e aplicativos.
Anúncios


Fonte: Google

O App do banco pode ser mais útil do que você imagina. Dessa forma, os bancos digitais não irão parar de inovar. Exemplo são os bancos que decidiram abrir concorrência com os chamados “Marketplaces” do mercado, e são e-commerces mediados por uma empresa. É o caso da plataforma Mercado Livre, em que várias pessoas oferecem seus produtos em lojas virtuais. Assim, os clientes acessam o site para realizar suas compras; funciona como as vitrines de um shopping.

Logo, a expressão “tempo é dinheiro” nunca fez tanto sentido como atualmente, isso por que o tempo das pessoas se tornou algo precioso. E pensando nisso, os bancos digitais tem investido cada vez mais em produtos e serviços que facilite o dia a dia das pessoas. Isso se nota logo na abertura da conta, que leva apenas alguns minutos para finalizar um processo que antes exigia bastante tempo.

Bancos digitais como o Inter, abrange serviços que antes eram de outros setores. Agora o banco possui o Inter Shop, um shopping que permite os consumidores adquirirem desde alimentos, roupas e brinquedos. E até eletrodomésticos e eletrônicos dos mais sofisticados. São parcerias com grandes empresas como Ponto Frio, Electrolux, Magazine Luiza, Amazon, e muitas outras.

Além de realizar diversas compras, consumidores podem ter parte do dinheiro de volta através do cashback. Além disso, o Inter passou oferecer este serviços através do aplicativo para  poupar o tempo dos clientes; isso permite mais fidelização. Já que através do app é possível realizar transações financeiras, acompanhar faturas do cartão de crédito, investimentos, empréstimos, consórcios, financiamentos, e agora realizar compras.

App do banco: Instituições financeiras; produtos e serviços além das finanças

Algumas instituições estão inserindo em suas plataformas e aplicativos, lojas virtuais como as marketplaces, para fidelizar os clientes. Além do banco Inter, o BTG Pactual anunciou parceria com a Mosaico, empresa dona do Buscapé e do Zoom. E um dos acordos, é justamente o desenvolvimento de um marketplace para facilitar ainda mais a vida dos clientes.

Os investimentos em inovação do banco Inter não param! Além de oferecer acesso a mais de 270 lojas no inter Shop. O CEO do banco Inter, João Vitor Menin, informou que a instituição trabalha para oferecer serviços de entregas; e telefonia no app do banco ainda neste primeiro semestre. Contudo, não são apenas os bancos que estão aderindo à diversificação da área de atuação.

Outras empresas estão investindo em carteiras digitais para conquistar ainda mais espaço no mercado financeiro. Por exemplo o grupo B2W que tem parceria com a Ame Digital. O que facilita as compras dos clientes que centralizam documentos, cartões de crédito, e dinheiro tudo em um único lugar. Assim como o Mercado Livre, que  possui uma conta digital chamada Mercado Pago, e também a Magazine Luiza que oferece serviços de pagamentos pelo MagaluPay.

App do banco: App’s de olho nesse mercado.

Fonte: Google

Todas essas são soluções que diversas empresas estão investindo com intuito de garantir ainda mais comodidade aos clientes. Pois, dessa forma não é necessário sair do aplicativo ou site para realizar transações financeiras, como compras e pagamentos. Sendo assim, o mercado varejista possui um contato próximo com o consumidor. Por isso podem oferecer descontos que estimulam outros  serviços como fidelização do cliente e financeiros.

Com o mercado cada vez mais digital, o que aumentou bastante foram os serviços de entregas de alimentos, principalmente durante a pandemia; onde a busca por aplicativos como Ifood e Rappi cresceram muito, e esses aplicativos também estão de olho neste novo mercado. Há pouco tempo, o Rappi lançou o RappiBank, e o Ifood criou conta digital grátis para proprietários de restaurantes.

Estes são exemplos de como os grandes bancos perderam espaço e domínio em diversos serviços financeiros. Certamente tem acontecido por que as contas digitais oferecem serviços gratuitos, cartão de crédito sem anuidade e muito mais. Além disso, os bancos comuns também sentem com a chegada do Pix. O meio de pagamento que permite TEDs a qualquer hora do dia, sem a cobrança de tarifa. Diante disso, os bancões já estão em busca por inovações para continuar competindo no mercado.

Os Superapps

É provável que você já tenha ouvido falar em superapp, essa é uma tendência para aplicação móvel que tem revolucionado o mundo. A ideia é armazenar vários apps em um único lugar, evitando que as pessoas percam tempo abrindo e fazendo cadastros; autenticações ou navegando em vários apps diferentes.

Logo, uma das grandes vantagens desses aplicativos é a possibilidade de unificar todos esses procedimentos apenas em um lugar, de forma dinâmica e segura. Sendo assim, os Superapps além de possuírem a vantagem de armazenamento também permite que o usuário não perca mais tempo navegando em diversos aplicativos.

No entanto, este conceito ainda é novo no Brasil, de acordo com uma pesquisa realizada no evento App Summit no país; mostrou que 81% das pessoas não estão familiarizadas com os Superapps. E mesmo após alguns participantes entenderem do que se tratava, somente 45,8% disseram que usariam os Superapps.

Outros 30,1% informaram que o maior benefício é compactar o espaço de utilização dos celulares. Por fim, toda essa modernidade, como poder realizar compras no aplicativo do próprio banco, ou ter uma carteira digital com todos os dados para realizar pagamentos, recargas, transporte e muito mais. E até os superapps, chegaram para mudar o mercado financeiro, e certamente quem não inovar irá perder espaço .

Gostou do nosso artigo? Compartilha com seus amigos, familiares e em suas redes sociais. Depois não deixa de conferir outras informações sobre finanças, tecnologia e mais em nosso blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *