Crédito imobiliário da caixa econômica bateu recorde em junho!

A contratação do Crédito imobiliário da caixa econômica bateu recorde no primeiro semestre deste ano. Fique por dentro!
Anúncios


Crédito imobiliário da caixa econômica
Fonte: Caixa

A contratação do Crédito imobiliário da caixa econômica registrou um crescimento de aproximadamente 36% em relação ao período homólogo. Ao total foram contratados cerca de R$ 65,4 bilhões de crédito imobiliário apenas no primeiro semestre de 2021, este é, portanto, o valor mais alto já registrado para o mês de junho, dizem os analistas do mercado.

Atualmente, a aquisição da casa própria se tornou um desejo comum para boa parte da população brasileira e é de fato um planejamento muito válido, principalmente quando consideramos que se trata de uma conquista que gera tranquilidade e segurança, além de criar um patrimônio para a família.

Hoje, os valores do setor imobiliário se encontram em constante oscilação, inclusive nos centros urbanos.

O Crédito imobiliário da caixa econômica atende grande parte da população brasileira, tendo em vista as facilidades e os descontos que o banco oferece para a maioria dos seus clientes, o que resultou neste registro impressionante no mês de junho e em tempos de crise financeira.

O crédito imobiliário da caixa econômica, funciona através de algumas etapas que se iniciam com uma simulação do crédito, onde o cliente preenche e confirma os seus dados, além de preencher os dados do imóvel desejado pelo cliente. Em seguida o sistema da caixa disponibilizará os valores das parcelas, a quantidade de meses para o pagamento e outras condições para o cliente.

Carteira de crédito habitacional

No mês de junho deste ano, a instituição chegou a alcançar o volume de R$ 528,9 bilhões, uma evolução de 9,4% em comparação com o mesmo período do ano passado. Segundo os analistas da Caixa, junho foi o mês de alta nesta categoria de empréstimo da história do banco, ainda segundo os analistas as contratações com auxílio da poupança acrescentaram cerca de R$ 7,8 bilhões, um aumento de 67,4 pontos percentuais.

Em todo o primeiro semestre deste ano, foram contratados com recurso da poupança aproximadamente R$ 37,4 bilhões, em comparação com o ano passado, o crescimento foi de 103,4 pontos percentuais. Com estes registros a Caixa Econômica se manteve no topo da classificação dos bancos financiadores da casa própria.

A participação da Caixa no primeiro semestre foi de 67,7% no mercado imobiliário, um estoque de 5,76 milhões de contratos, um aumento de 5,5% relacionado ao primeiro semestre do ano de 2020, ou seja, registros positivos em tempos de crise. Entre as medidas que a instituição adotou para concessão de crédito foi a redução de 25% a 75% no valor da prestação conforme a comprovação e perda de renda dos seus clientes.

Condições e taxas

Recentemente, em seu primeiro feirão digital da casa própria o banco disponibilizou para os seus clientes, a oportunidade de financiamento total, sim, de 100% sem ser preciso o pagamento de entrada e com carência de 6 meses para o início do pagamento das prestações.

O feirão digital ocorreu no mês de julho, e ofereceu para os seus clientes aproximadamente 180 mil imóveis em todo o Brasil, o primeiro feirão digital da caixa contou com 800 construtoras. O evento movimentou mais de R$ 10 bilhões em novos negócios.

O planejamento do banco para o segundo semestre desse ano, é a aquisição de 6 mil imóveis, onde o cliente poderá financiar até 100% do valor, com taxas de TR e mais 2,5 pontos percentuais ao ano mais a inclusão da poupança se o cliente desejar. O período do financiamento é de pelo menos 35 anos. Ainda segundo a instituição, os imóveis serão anunciados a um valor mínimo e o comprador que apresentar o maior valor poderá adquirir o imóvel.

Crédito imobiliário da caixa econômica

Crédito imobiliário da caixa econômica
Fonte: Google

O crédito imobiliário da caixa econômica, se destacou no mercado imobiliário com a contratação de R$ 13,1 bilhões no primeiro semestre de 2021.

Como já mencionamos, este é o maior valor já registrado pela instituição. Portanto, atualmente a caixa é a maior financiadora da casa própria no país com um total de 67,7% de participação no setor imobiliário.

Hoje, a Caixa Econômica possui em seu estoque cerca de 5,76 milhões em contratos, significa um crescimento de 5,5 pontos percentuais em comparação ao primeiro semestre do ano passado, que sofreu uma queda brusca, devido à chegada da pandemia da covid-19 que afetou todas as áreas da nossa economia.

No primeiro trimestre e também no segundo, foram contratados aproximadamente 153,7 mil novos imóveis, divididas em 1,207 empreendimentos, uma evolução de 35,2 pontos em comparação ao ano de 2020. Ainda segundo a instituição financeira, foram gerados cerca de 465 mil novos empregos diretos e indiretos.

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos, familiares e em suas redes sociais. Em seguida, retorne ao nosso blog e aproveite nosso conteúdo sobre o universo das finanças e investimentos. Esperamos por você! Memivi; melhorando a sua vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *