Febraban e Banco Central optam por Educação de finanças.

As duas instituições estão dispostas a gastar cerca de 1 milhão e reais, a intenção do BC e Febraban é ensinar o povo brasileiro como gastar melhor seu dinheiro.
Anúncios


Fonte: Banco Central

Educação de finanças é uma disciplina que faz parte da grade obrigatória em muitas escolas de diversos países.

Enquanto no Brasil este assunto não se trata como prioridade, e não se ensina aos alunos durante a vida estudantil.

Logo, temas como finanças, empreendedorismo, investimentos e outros, se desconhecem totalmente para a grande maioria dos brasileiros.

A consequência é o alto índice de inadimplentes no país, que em janeiro deste ano passava de 63% da população.

Anúncios


Além do número baixo de pessoas que se preocupam com investimentos, menos 2% investem na Bolsa de Valores.

Enquanto nos Estados Unidos, o cenário é ouro e mais da metade dos americanos, ou seja, cerca de 65% têm esse hábito.

Sendo assim, entendemos a importância da Educação de finanças, pois, através de certos conhecimentos é possível fazer planos para o futuro. Assim, ter uma vida mais tranquila, realizar sonhos e viver momentos mais felizes.

Anúncios


Anúncios


Por este motivo é valioso saber como lidar com dinheiro, saber onde e quando pode se gastar. E identificar os erros que se cometem e que atrasam as pessoas crescerem nessa área.

Contudo, pensando em como contribuir e auxiliar a população brasileira. O BC e Febraban decidiram destinar um alto valor para ajudar pessoas em aprender poupar.

Do mesmo modo, ter noções de finanças e como gastar melhor os ganhos mensais. Entenda como irá acontecer e não perca essa chance que pode mudar vidas.

Anúncios


Incentivos a Educação de finanças.

Para ajudar o brasileiro administrar bem o dinheiro, o Banco Central e a Federação Brasileira de Bancos (Febraban); lançaram o programa de aceleração do programa chamado Meu bolso em dia Febraban.

Dessa forma, irão investir R$ 1 milhão para apoiar empresas com projetos que promete ser inovadores, para ajudar a população com Educação Financeira.

E que deve resumir em formação de “poupança”, organização do orçamento pessoal. Bem como o familiar, e a orientação do uso correto de créditos que forem adquiridos.

Anúncios


De acordo com os organizadores o objetivo principal e estimular empregos com projetos com maior potencial. Como ganhos a desenvolverem soluções abrangentes, e gratuitas para as pessoas.

Anúncios


Que segundo Isaac Sidney (presidente da Febraban), educação financeira é um grande desafio no país, mas tem maior relevância durante os momentos de crise. Como a que o mundo vive nos dias de hoje devido a pandemia.

Além disso, Mauricio Moura diretor de relaciona, Supervisão e conduta do Banco Central; disse que a meta é possibilitar projetos que *possam impactar de maneira positiva a sociedade de uma maneira ampla.

Anúncios


As inscrições devem ser feitas pela internet através do site “meu bolso em dia”, até o dia 09 de fevereiro de 2021.

Assim, poderão participar PME (Pequenas e Médias empresas), OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público).

Bem como, ONG (Organização não-governamentais), desde que constituídas e sediadas no Brasil.

Anúncios


Como irá funcionar

Fonte: Google

Uma banca irá escolher para a 1ª etapa até 20 projetos, no qual representantes de diversas áreas de Educação Financeira, Instituições. Bem como inovações do Banco Central e Febraban, irão decidir.

Logo, as empresas escolhidas (projetos) irão passar por etapas, e essa primeira fase terá duração de 8 semanas.

Anúncios


Depois, 10 organizações passarão para a segunda etapa, que vai durar 5 semanas. Nessa fase, as empresas vão elaborar plano de impacto dos projetos, e serão 5 projetos finalistas.

Anúncios


Por fim, os finalistas estarão prontos para receber os recursos financeiros e todos auxílios que tiveram menção no plano de negócio.

Além disso terão acesso a sessões de mentorias e acompanhamentos da aceleradora “Voe sem Asas” por 12 meses, de acordo com informações do Banco Centra.

O valor Global de destino é de R$ 500 mil, no entanto a distribuição irá depender de cada plano de investimentos.

Anúncios


Como Educação de finanças pode mudar vidas

Muitas pessoas desejam perder peso, por este motivo, elaboram todo um projeto. Alguns até vão ao nutricionista, e leva para casa uma dieta especifica, mas, não demora muito e desistem no meio do caminho. Porém, você deve estar pensando, “o que tentar emagrecer tem a ver com educação financeira”?

Em primeiro lugar, o que ambos precisam de um motivo. As pessoas que fazem dieta estão preocupadas saúde, por estética ou conseguir fazer coisas que devido ao sobrepeso não conseguem.

Contudo, quem almeja melhorar a vida buscando conhecimento em finanças, sabe que novas oportunidades podem surgir. E como consequência alcançar objetivos que antes não era possível.

Anúncios


Anúncios


No entanto, em ambos os casos se não houver “Força de vontade” e “Auto disciplina”, dificilmente os objetivos serão alcançados. Pois, na maioria dos casos falta a força de vontade para dar o primeiro passo, ou começam e não tem auto disciplina.  Alguns passos são importantes:

Primeiramente identifique todos os gastos, os custos fixos e variáveis. Por exemplo gastos com presentes em datas comemorativas, que são levados em consideração no planejamento mensal. Em seguida deve incluir os dados em uma planilha.

Logo, esse levantamento é importante pois, fica mais fácil analisar e elaborar um orçamento pessoal. Essa prática ajuda a pessoa identificar com que está gastando, quanto em cada área e o que pode ser mudando.

Anúncios


Gostou do artigo? Compartilha com seus amigos, em suas redes sociais e ainda com os seus familiares. Não esqueça de ler outros artigos sobre o assunto aqui no blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *