10%15%20%25%30%35%40%45%50%55%60%65%70%75%80%85%90%95%100%

Inflação no preço das passagens de avião não impedem brasileiros de planejar viagens.  

Inflação no preço das passagens de avião atingiu 6,02% no mês de março. Fique por dentro!

Inflação no preço das passagens de avião
Fonte: Google

O aumento dos combustíveis refletiu nas companhias aéreas e no turismo esse ano, desse modo o custo acabou sendo repassado para os brasileiros. No entanto, a inflação no preço das passagens de avião não impediu os brasileiros de planejar as suas viagens. Ainda nesse sentido, para não perder os seus clientes algumas empresas do mercado que já tinha sido impactado pela pandemia.

Apesar disso, as recentes quedas no câmbio e mais a flexibilização das regras sanitárias animaram algumas pessoas. Então, os brasileiros voltaram a planejar as suas viagens, desse modo, boa parte dos brasileiros estão fazendo uso de aplicativos para comprar passagens.  

Ainda nesse sentido, segundo informações da Infraero cerca de 53 mil de brasileiros já saíram do país. Ou seja, a inflação no preço das passagens de avião não deverá impedir que mais brasileiros de viajar.

Ainda segundo alguns analistas, os viajantes podem notar as diferenças nos preços das passagens, mas isso não deverá afetar os viajantes! 

Com a notícia de que a inflação no preço das passagens de avião teria um aumento, o setor de turismo sofreu um impacto negativo.

Porém, esse impacto não teve graves consequências quando relacionamos a crise que o setor enfrentou em 2020, por exemplo. Apesar desse cenário, 2022 tem sido gratificante, segundo algumas companhias do setor.

Saiba mais ao longo do artigo! 

Ponto de vista das agências de turismo 

Para muitos empresários que possuem agências de turismo relataram que apesar de algumas desistências relacionadas aos recentes aumentos. A estratégia de algumas empresas do setor segue; sendo o remanejamento das datas para que os clientes não desistam de efetuar a compra. Vale ressaltar, que apesar desse cenário muitos brasileiros voltaram a fazer viagens domésticas.  

Assim como, o planejamento para longas viagens fora do país voltaram a ter a fazer parte da vida dos brasileiros. Contudo, a ameaça da variante ômicron voltou a ameaçar o setor. Além disso, o aumento no combustível preocupou algumas companhias. Pois, as empresas aéreas tiveram que repassar o valor para os seus consumidores, mas, segundo os analistas desse setor essa situação não deve afetar as empresas diretamente. 

Ainda nesse sentido, no mês de janeiro desse ano até o mês de março, por exemplo os valores das passagens de ida e volta para alguns destinos nacionais tiveram um aumento de aproximadamente 62 pontos percentuais. Desse mesmo modo, as rotas internacionais tiveram um aumento de 32%.  

Destinos e reajustes  

Portanto, alguns destinos nacionais preferidos para turismo como Brasília sofreram um ajuste no valor das passagens. Então, o valor médio para esse destino ficou definido em cerca de R$ 1.058 no mês de março. Ainda nesse contexto, o valor para países como Espanha e Barcelona, por exemplo, ganharam o topo da lista dos aumentos. Sendo assim, a tarifa média para esses destinos ficou em torno de R$ 4.451 apenas no mês passado. 

Segundo a pesquisa da Decolar, no mês de fevereiro desse mês o preço médio das passagens aéreas internacionais partindo do estado de São Paulo atingiu um aumento de 22%. Desse modo, as passagens para Orlando, por exemplo apresentaram um ajuste. Então, o valor atual de ida e volta ficou em torno de R$ 2.075,71. Vale lembrar, que as passagens para destinos nacionais o aumento foi de aproximadamente 40% nesse mesmo período.  

Encabeçada, pelo estado de Recife – PE com uma tarifa estabelecida em R$ 559,82. Portanto, a inflação das passagens aéreas medidas pelo Índice de Preços ao Consumidor – IPC supervisionado pela Fipe revelou que desde o mês de janeiro até março desse ano os reajustes atingiram cerca de 6,2%. Esse número representa mais da metade do aumento em anos anteriores! 

Inflação no preço das passagens de avião 

Inflação no preço das passagens de avião
Fonte: Google

Mesmo com a inflação no preço das passagens de avião, os brasileiros voltaram a fazer viagens nacionais e internacionais. Além disso, o aumento dos combustíveis refletiu no combustível das companhias aéreas, do mesmo modo, no turismo esse ano, desse modo o custo acabou sendo repassado para os brasileiros. 

Assim como mencionei antes, esse impacto não teve graves consequências quando relacionamos a crise que o setor enfrentou em 2020, por exemplo! Apesar desse cenário de crise aparente, 2022 tem sido gratificante, segundo algumas companhias do setor! 

Portanto, para evitar uma queda na compra das passagens ou desistências A estratégia de algumas empresas do setor segue; sendo o remanejamento das datas para que os clientes não desistam de efetuar a compra. Vale ressaltar, que apesar desse cenário muitos brasileiros voltaram a fazer viagens domésticas. 

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos, familiares e em suas redes sociais. Em seguida, retorne ao nosso blog e aproveite nosso conteúdo sobre o universo das finanças e investimentos. Esperamos por você! Memivi; melhorando a sua vida.