Saiba quais os melhores Planos de aposentadoria do mercado!

Não existe nada mais consciente que investir em um plano de previdência privada, saiba tudo sobre essas modalidades nesse artigo.
Publicidade

Com o aumento da expectativa de vida do brasileiro é importante ficar atento aos planos complementares de aposentadoria – porque ser um aposentado no Brasil não nada fácil.

Adicionar valores aos seus rendimentos de aposentadoria é o melhor investimento na atualidade

Contudo, esses planos não devem ser escolhidos ou qualificado apenas levando pesando o quanto será preciso para ter uma qualidade de vida na velhice.

Se o fizer poderá cometer um grande erro. Por isso, criamos esse conteúdo para te ajudar a escolher a melhor opção para seu investimento em planos de aposentadoria privada.

Sobre os planos de aposentadoria

Os planos de aposentadoria – privada, como são chamados, são semelhantes aos fundos de investimento comuns, com uma ressalva apenas: servir como um veículo de investimento para guardarem recursos para a aposentadoria.

Para esclarecer melhor e ilustrar como funcionam essas carteiras, antes, é preciso fazer uma importante diferenciação entre os fundos de previdência e planos de previdência.

Publicidade

Os planos de previdência

São produtos efetivamente adquiridos pelos investidores e correspondem a um pacote para sua a aposentadoria, contudo, são as instituições financeiras que atuam diretamente na gestão de valores e prazos para que mais tarde o investidor possa usufruir de certa renda.

Os fundos de previdência

São veículos de investimento – em si, quando o investidor contrata um plano os seus recursos serão aplicados no fundo de previdência. Entretanto, é o gestor da carteira que determinará quais ativos comprar e vender, ainda, quando.

Assim, essas operações poderão gerar resultados que renderão os ganhos ou perdas para aquele investidor – como ocorre com o fundo de investimentos comum.

Publicidade

Para o recebimento

Existe um período para que o investidor guarde seus recursos no fundo de previdência, esse período de investimento é chamado de acumulação, logo após, existe o período de usufruto – essa é a fase em que o dinheiro retorna ao investidor de forma benéfica e poderá ser utilizado.

Sobre as vantagens de investir em um plano de previdência

Talvez você não tenha parado para pensar, mesmo sendo jovem, não é cedo para refletir sobre um plano de previdência privada. Isso porque a previdência complementar possui a função de servir como um complemento para à previdência pública.

As pessoas optam por um plano de previdência com receio da saúde financeira do Estado e, assim, buscam de outras formas garantir outro meio de renda durante sua velhice, por esse motivo, contratam esse tipo de investimento.

Além disso, a rentabilidade é lucrativa e mesmo durante o recebimento o valor pode continuar a produzir lucros.

Publicidade

Sobre a realidade do brasileiro

Em recente pesquisa, entre o Serviço de Proteção ao Crédito – SPC e o Confe – Conselho Nacional de Estatísticas, o brasileiro tem se aposentado em média entre os 60 e 70 anos de vida, e isso representa 42,3% dos aposentados hoje no Brasil.  

Ainda assim, esses brasileiros continuam a trabalhar – mesmo aposentados, para adicionar renda a sua aposentadoria, já que o valor recebido não supre todas as necessidades.

Como funcionam os cálculos dos planos de previdência?

Isso depende do valor e por quanto tempo deseja receber os rendimentos de seu plano.

Veja a seguir:

Você poderá optar por receber um valor certo – com data definida, ou valor indefinido – sem especificar prazo.

Publicidade

Outro ponto é saber quanto tempo irá contribuir para – por idade certa, começar a receber o valor que projetou na contração; por exemplo, um jovem com 27 anos que deseja recolher seus investimentos e se aposentar aos 57 precisará de um período de 30 anos de recolhimento.

Quais os melhores investimentos?

Existem várias maneiras de investir em planos de previdência privada; PGBL, VGBL, BD, CD e CV, todos são variáveis aplicadas ao perfil consumidor. Contudo, aqui iremos observar a modalidade tesouro direito;

Para ilustrar e facilitar o entendimento iremos utilizar a base de cálculo do IPCA – Índice de Preço do Consumidor Amplo, o qual o cálculo é mensal e corrigido pelo IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

Publicidade

Uma projeção do IPCA + 4,19% sobre o valor investido no plano de aposentadoria poderia render cerca de 10,70% ao ano, isso levando em conta a média do índice nos últimos 20 anos, que foi cerca de 6,51%.

A partir da projeção anual os ganhos mensais de atualização monetária podem chegar ao percentual de 0,8507%.

Quanto e quais os rendimentos da projeção anual e mensal para os planos de previdência?

Ao projetar uma expectativa de ganhos/idade tendo como base um jovem de 27 anos que queira se aposentar aos 57, investindo mensalmente de quantia certa, na data limite (57anos) receberia proventos de R$ 6.000 mil até a faixa etária dos 87 anos.

Publicidade

A correção monetária sobre o montante final poderia render pouco mais de R$300 mensais, isso pelo índice IPCA, o valor para esse rendimento varia de acordo com sua projeção – idade/ganhos, e conforme o plano apresentado pela instituição bancário ou financeira.

Como contratar um plano previdenciário?

Geralmente são ofertados por instituições bancárias ou financeiras – assim, para contrair é necessário a abertura de conta junto a instituição; apresentando os documentos pessoais como: RG/CNH, CPF, Comprovante de renda e residência, entre outros.

Efetuada a contratação os depósitos referentes ao recolhimento poderão ser efetuados em conta bancárias ou boletos. Avalie bem cada projeção, é importante, tenha segurança na contração e o faça para atender suas expectativas.

Publicidade

Gostou do artigo? Compartilha com seus amigos, familiares e em suas redes sociais. Em seguida adquira um plano de previdência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *