O que esperar da bolsa de valores em 2021.

O que os investidores esperam para o ano que vem, diante de tantas incertezas no cenário político do Brasil.
Anúncios


Fonte: Google

Para os investidores da B3 o ano começou com muita instabilidade. Contudo, ninguém  imaginava que neste final de ano a bolsa estaria sendo negociada acima dos 113 mil pontos.

As  projeções do Ibovespa é de alcançar 150 mil pontos, o que representa alta extra de 38%. Mas diante do cenário em que o Brasil vive, os investidores precisam tomar certos cuidados. Desse modo, alguns pontos serão importantes na tomada de decisão, é sobre esse e outros assuntos que iremos falar.

Bolsa de valores: Ibovespa

Antigamente, existia a BMF (Bolsa de Mercadorias e Futuros) e também a Bovespa (Bolsa de Ações), com tempo as duas se juntaram ficando BMF Bovespa, e hoje se chama B3.

Ibovespa é um Índice da Bolsa de Valores, ou seja,  serve para analisar a rentabilidade da bolsa de valores brasileira. É também a base para os investidores identificar se a B3 está indo bem, ou não.

É feito uma média das empresas que estão na Bolsa, isto é, cerca de 60 empresas que compõem esse índice, o Ibovespa. Importante lembrar que quando o Ibovespa sobe, não quer dizer que todas as ações subiram, Ibovespa em alta quer dizer que a média das empresas teve valorização.

Logo, este é um parâmetro importante para as pessoas entenderem como anda o mercado de ações.

Bons resultados

No mês de novembro o Brasil acompanhou forte alta no mercado de ações, que continuou em dezembro. No entanto, diferente do que muita gente imagina, que o privilégio alcançou apenas o Brasil, o que o mundo acompanhou foi alta em todos os mercados de países emergentes.

Com isso as bolsas mundiais indicam otimismo baseado no último pregão e junto com os indicadores favoráveis da economia americana, com recorde no índice Nasdaq, devido à baixa do desemprego e expansão no setor de serviços no mês de novembro.

Sendo assim, os olhares estão todos voltados para Payroll. Isso porque, esse é o principal indicador da economia global e representa a folha de pagamentos não agrícola da economia norte americana. A importância desse indicador neste momento é para entender a os efeitos ruins das medidas de restrição que o país possui. Ainda mais diante de uma nova onda de surto do novo coronavirus. 

Problemas no governo

Com Ibovespa fechando em mais de 112 pontos, números considerados os maiores desde o início da crise, a tendência é que o mercado de ações siga o desempenho das bolsas americanas, porém problemas fiscais tem sido o ponto fraco.

Pendências fiscais poderão contribuir ou não para a recuperação da economia do país, afinal seguimos dependendo das reformas do governo como, administrativa e tributária para melhorias dos problemas fiscais.

No entanto, mesmo sendo um assunto urgente, além das reformas, a agenda do legislativo está sendo prejudicada, devido a dificuldade na escolha de quem irá assumir a presidência do Senado e da Câmara dos Dep. em janeiro de 2021.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, vive em constantes desentendimentos com o ministro da Economia, Paulo Guedes. Logo, é imprescindível que o país tenha um representante a frente do legislativo e que consiga bom diálogo com ministro da economia, e não gerar grandes desgastes ao tratarem de assuntos tão importantes.

Bolsa de valores: A importância do Mercado Futuro

Fonte: Google

O mercado futuro é coberto de incertezas, e no mundo dos investimentos tudo que é feito, é pensando no que irá acontecer em um intervalo de tempo, que pode ser a curto, médio ou de longo prazo.

Porém, nem todos os investidores ficam à mercê dos acontecimentos, e preferem contar com as perspectivas do futuro, e quem sabe garantir bons investimentos.

Esse tipo de negociação não é nenhuma inovação, há algum tempo faz parte do mercado, e um dos intuitos é proteger as empresas.

Mercado a vista – como nome diz, são as compras e vendas à vista.

Mercado futuro – são contratos de compra e venda de determinado ativo, no futuro por um preço pré-fixado.

Exemplos de ativos que são negociados no mercado futuro: Grãos (soja, milho, café etc), petróleo, boi, ouro e outros. Podendo ser contratos cheios ou mini-contratos.  

Gostou do artigo? Compartilha com seus amigos, em suas redes sociais e ainda com os seus familiares. Não esqueça de ler outros artigos sobre o assunto aqui no blog.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *