Recuperação da economia chinesa aconteceu em 2020

Confira detalhes de como a economia da china se fortaleceu mesmo durante a pandemia e fechou 2020 com crescimento do PIB em 2,3%.
Anúncios


Fonte: Google

A recuperação da economia chinesa ocorreu ainda em 2020, algo inimaginável para todo o planeta. Afinal, quando ocorre algo de ruim na vida de qualquer pessoa, principalmente quando afeta as finanças é difícil se restabelecer. Esse é um processo que pode levar muitos anos.

Da mesma forma acontece com a economia de um país, diversos fatores podem afetar de maneira direta. Como aconteceu com a economia mundial devido a pandemia do novo coronavírus.

Exemplo disso é a situação do Brasil, que passa por momentos difíceis na economia.

Mas, especialistas acreditam que a vacinação em massa da população, possa ser a esperança para o início da recuperação. Além disso outros fatores como, as diferenças na política deixam ainda mais complicado o cenário.

Porém, em meio a tantas incertezas, a recuperação da economia chinesa chama atenção. Pois fechou 2020 com crescimento do PIB, embora tenha sido o desempenho mais fraco dos últimos 44 anos.

A China é atualmente o maior adversário dos Estados Unidos. E são em diversos aspectos como disputas políticas, tecnológicas e comerciais. Uma concorrente com potencial e que pretende ser a maior economia do mundo em 10 anos.

É muito provável que a China alcance o objetivo, devido ao crescimento econômico que acontece há alguns anos. Já que nos últimos 30 anos subiu 9 posições na lista das maiores economias mundiais.

Além disso, a China é o país mais populoso do mundo. Tem parcerias com diversos países incluindo o Brasil e tem ampliado cada vez mais esse poder.

Logo, percebemos que os planos de se tornar a maior economia tem fundamento. Mas ser a maior potência mundial não é apenas estar no topo da lista.

Isso envolve diversos fatores um desses são os chamados apoio econômico ou geoeconomia

Economia chinesa ganha velocidade no último trimestre de 2020.

A recuperação da economia chinesa demonstrou seu impulso com o crescimento e superou especulações. E no quarto trimestre do ano passado a economia da China fechou o PIB com alta de 2,3%.

Assim, a segunda maior economia mundial surpreendeu a todos, devido a velocidade na recuperação. Além disso foi a única entre as maiores economias mundiais que evitou retração em um ano de crise causada pela pandemia.

No entanto, o crescimento foi abaixo de avanços anteriores, como por exemplo 6,1% registrado em 2019. Além de ser considerado o mais fraco dos últimos 44 anos.

Quando aconteceu a última Revolução Cultural que durou mais de 10 anos e afetou bastante a economia chinesa. Em 2020 o PIB da China cresceu 6,5%, ganho de ritmo se comparar com avanço de 4,9% no terceiro trimestre.

A China tomou medidas como restante do mundo no começo da pandemia, manteve o comércio de portas fechadas para combater a doença.

Além de todo protocolo de prevenção, como uso de máscaras, higienização das mãos e isolamento social.

E como outros países, os chineses viram a economia sendo afetada nos primeiros meses do ano; mas o que a China tem feito para conseguir essa recuperação?

Fortes medidas no combate a Covid-19

Fonte: Google

Certamente as fortes medidas de contenção que o governo da China tomou permitiu que o país controlasse o surto do novo coronavírus bem mais rápido do que a maior parte dos países.

Além disso, a produção acelerada de produtos de uso no combate à doença, que foram fornecidos a diversos países do mundo. Assim como estímulos do governo, contribuiu nessa recuperação rápida.

Os primeiros casos foram registrados na cidade de Wuhan, rapidamente se tornou epidemia. Depois disso o vírus se espalhou com rapidez até chegarmos ao cenário atual.

Mas o governo chinês não demorou para tomar medidas rigorosas, que se tratava de severa política de confinamento, e por isso conseguiu manter a situação mais controlada. Foi então que começou a recuperação da queda de 6,8% nos 3 primeiros meses do ano passado.

A China é o único país que registrou resultado econômico positivo em 2020. No entanto, sofreu muitas críticas por ocultar o aparecimento do vírus o que resultou na propagação por tudo mundo.

Principalmente depois que o governo chinês contribuiu enviando materiais de proteção aos países que precisaram de ajuda.

Além disso, os chineses garantiram compartilhar a vacina com todo o mundo, atitudes por muitos julgadas como de propositais para conseguir força política.

Conclusão

Um brasileiro que vive na cidade chinesa onde o primeiro caso de Covid-19 surgiu, diz a BBC News Brasil que as coisas por lá estão praticamente normais.

No entanto, outros países como o Brasil ainda sofrem e têm dificuldades não apenas com questões econômicas, mas também disciplinares e vivemos um caos com o aumento no número de mortes em todo país.

Por trás de todo esse crescimento na economia chinesa, todos sabem que existe um dos governos mais autoritários do mundo, e não existe a possibilidade de qualquer movimento que mude este cenário.

Logo, o povo vive sob o comando de um governo que promete transformar o país na maior potência do mundo.

Sendo assim, é fácil entender por que as coisas funcionam, existe disciplina diferente de outros lugares. Isso por que as pessoas não se arriscam enfrentar o governo em troca de “liberdade”.

Gostou do nosso artigo? Então, não deixe de compartilhar em suas redes sociais, com os seus amigos e ainda com os seus familiares. Em seguida, aproveite outros conteúdos para entender melhor sobre finanças, investimentos e conhecer serviços como, por exemplo; cartões de crédito, conta digital e empréstimo, tudo aqui em nosso blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *