Revolução digital no mercado brasileiro financeiro

Empresas brasileiras aceleraram projetos de transformação digital em meio a pandemia. Confira!
Anúncios


revolução digital na pandemia
Fonte: Google

Desde antes da crise provocada pela pandemia do covid-19,o mercado de varejo do Brasil já estava abraçando a revolução digital, segundo o estudo da Tranformação Digital do Varejo Brasileiro, realizado pela  Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC) em parceria com OasisLab, aproximadamente 38% do varejistas possuem no presente momento iniciativas formais de para os investimentos estratégicos.

Contudo, o principal resultado do investimento para a Revolução Digital tem sido a relevante alta nas vendas, uma média de 0,39% do faturamento varejista tem sido investido como incentivo para a Revolução Digital e uma dessas principais medidas para a Revolução Digital a adoção por grande parte do mercado varejista do Home Office, também conhecido por Trabalho Remoto.

Sendo assim, um reflexo positivo nos investimentos em Revolução Digital. Sobre o faturamento bruto das empresas que atuam no mercado varejista a porcentagem é de 0,73% sobre todo o faturamento bruto, os investimentos no material usado para contribuir com a Revolução Digital.

Desse modo, em lojas físicas representam uma melhora na experiência do consumidor, dessa forma acaba auxiliando na tomada de decisão do consumidor.

Todavia 62% no faturamento da Revolução Digital  impulsiona resultados positivos no Back Office, sendo assim, no Front Office a realização de parcerias com Startups a fim de melhorar o atendimento ao cliente o setor deu um salto de 20% para 39% das empresas e as soluções de pagamento é o principal meio Digital usado.

Descubra como este universo poderá agregar as nova linhas de mercados e ainda as oportunidades de novo negócios.

Front Office e Back Office

Revolução varejista
Fonte: Google

Um bom atendimento ao cliente determinará o sucesso da empresa, quando bem planejado, faz toda diferença o Front Office na prática é a linha de frente que trabalha no atendimento ao consumidor, a estrutura do Front Office é composta por funcionários que atuam na mesa de negociações,  estes profissionais estão em contato diretamente com o cliente interagindo, auxiliando e negociando vendas.

Sendo assim o setor de Back Office, na pátrica cuida de todos os processos administrativos da empresa, em outras palavaras dão suporte a atividades vistas pelo público, o conceito de Back Office é impostante para a empresa, pois, é necessário para o funcionamento do negócio mesmo não sendo muito vistos.

Contudo o momento atual é de mudança nas empresas e no perfil dos líderes de varejo, temos vividos momentos difíceis, o uso de Tecnologias, E-commerce, Dados e gestão de pessoas fazendo uso de Recursos Digitais deve ser adotado rapidamente, não apenas pelo setor de varejo, mas, em muitos outros setores. O novo normal é uma realidade e se adaptar ao Mundo Digital é necessário para se manter no mercado.

 Home Office no mercado varejista

O fato de muitas famílias ficarem em suas casas, novos hábitos acabaram surgindo durante este período de confinamento devido a pandemia do covid-19, sendo assim novos hábitos impulsionaram os mais diversos mercados, beneficiando também o mercado varejista, sem poder seguir a sua rotina, uma maneira de lidar com as várias consequências do isolamento muitas pessoas recorrem as comprar pela internet pela praticidade e comodidade, além de se protegerem.

Muitas lojas do seguimento de varejo tem utilizado Plataforma de Entrega e desponilibizando seus produtos por meio de Sites, App’s entre outas Tecnologias, o Home Office para os profissionais do setor varejista contribuiu para a redução do nível de estresse e para o aumento da concentração.

Sendo assim, a qualidade do atendimento ao cliente tem tido aproximadamente 100% de aproveitamento tendo em vista o aumento nas vendas no setor nos últimos meses, estamos vivenciando apenas uma parte do ciclo estrutural pelo crescimento do Home Office, estamos aprendendo muito mais nesse processo que chamamos de novo normal mais flexibilidade, produtividade e mais inovações desta nova realidade.

A metodologia da revolução digital

As empresas precisam ser mais eficientes, trabalhar em Squads, atuar remotamente fazendo cada vez mais o uso do Home Office, para vencer estes novo desafios e continuar operando, para conjectura, as empresas foram dividas pelo seu faturamento, 33% faturaram até 500 milhões, 48% com faturamento com mais de 1 bilhão de reais e 19% ficaram entre 500 milhões e 1 bilhão de reais.

Um dos mercados em expansão no setor de varejo beneficiados foi o de vinhos, que apresentou um recorde no país de 31% no ano de 2020, foram 501,1 milhões comercializados no anos passado, em 2019 foram 383,9 milhões, para o ano de 2021 a perspecitiva é positiva e um recorde é esperado.

Contudo essas empresas representam as maiores e mais importantes companhias do setor varejista do país, com 10 seguinentos variados dentro do mercado varejista, como por exemplo moda, artigos esportivos, artigos para pet ou animais de estimação, calçados, super, hiper, conveniências e atacarejos, artigos para o lar outros seguimentos de pequeno porte do setor varejista

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos, familiares e em suas redes sociais. Em seguida, retorne ao nosso blog e aproveite nosso conteúdo sobre o universo das finanças e investimentos. Esperamos por você! Memivi; melhorando a sua vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *