Bolsa de valores: IBOVESPA aos cem mil pontos, saiba mais.

Investir seu dinheiro em ações não é nada fácil, contudo, ainda que em meio a crise, a B3 esta no rumo dos 100 mil pontos.
Anúncios


Fonte: Google

Antes de tudo, os efeitos da crise financeira em virtude do Novo coronavírus   causou mais prejuízos do que o esperado na economia mundial, principalmente, no Brasil. Dessa forma, um reflexo disso são os índices de evolução das empresas no mercado da Bolsa de valores. Nesse sentido, como acontece com a Ibovespa, nos últimos meses; ocorreu a distorção dos preços e, ainda, as suas projeções de curto prazo, um pouco acima da média de dez anos.

Ainda, esse mesmo efeito pode ser visualizado nos preços e nas projeções a longo prazo. Desse modo, segundo alguns especialistas, este é, porém, um ótimo momento para se aproveitar as oportunidades.

Então, eles reconhecem que as oportunidades em curto prazo continuarão surgindo. Acreditando que o aporte tático de uma carteira de negócios e investimentos, quando bem equilibrada, possa capturar esses movimentos positivo,

Assim, nosso blog optou por trazer nesse artigo as principais projeções do mercado financeiro da Bolsa de valores; em particular da Ibovespa, para demonstrar que a empresa tem perceptiva de alta e, quem sabe, ajudá-lo a investir seu dinheiro maior rentabilidade.

Vamos lá!

Sobre o mercado de investimento na Bolsa de Valores

Um modelo de mercado financeiro organizado a negociação de ações por sociedade de capital aberto; sejam públicas ou privadas, e, além disso, de valores imobiliários, entre outros.

Segundo os dados; o mercado financeiro, quanto a Bolsa de Valores, deu seus primeiros passos ainda no império Romano, mas, apenas em 1487 a palavra “bolsa” ganhou sentido comercial.

Então, já em 1792, no berço do mercado financeiro mundial, em Nova York, surgiram os primeiros títulos de dívida pública com status negociáveis por uma Bolsa de Valores, ativos até os dias atuais.

Bolsa de valores: Quais o atual cenário financeiro de investimentos?

Segundo os estrategistas financeiros; essa assimetria de riscos atraente em certo setores tem ganhado força durante a crise da Covid-19, embora, sua instabilidade deva se manter elevada.

Assim, garantem que a  reiterada de seus preço-alvo de 91 mil pontos para o Ibovespa, projetada para ao final de 2020, em um cenário base mais positivo. Sendo assim, podem demonstrar índices de até 105 mil pontos no final do ano.

Desse modo, apontam quatro motivos para se esperar essa projeção de alta e, além disso, oferecemos prospectos de dez empresas para investimentos em suas ações ou carteiras, dessa forma, iremos listar a seguir:

O cenário de alocação em ações brasileiras parece ser menor

Fonte: Google

Segundo o Banco Santander, até o início do ano, mês de fevereiro; as ações de empresas brasileiras eram muito mais acessadas nos portfólios da indústria local como, por exemplo, nos fundos multimercados. Giravam em cerca de 10%.

A situação se mostrava a mesma para os fundos globais ativos nos prospectos dos mercados emergentes há cerca de 6 meses, uma representação de 8,5% da alocação desses investidores, contra 5,5% atualmente.

O novo cenário estimula a contração da atividade econômica que já parece refletida nos preços

Segundo os agentes projeções de preço e mercado; um recuo do PIB superior a 5% em 2020 pode ajudar a melhoria dos preços, isso quando projetada em comparação com a expansão de 2,3% esperada em dezembro de 2019.

Dessa forma, tal projeção é menos negativo que os 6,4% projetados pela equipe econômica do Banco Santander. Ainda para esse trimestre, mas não tão diferente quando comparada com a dos especialistas espanhóis.

 O mercado tem melhorado o real gradativamente

Com a imersão do dólar no Brasil; observamos um desaceleramento fluxo de cerca de US$ 6,56 bilhões em março deste ano para US$ 1,38 bilhão em abril, essa inversão para menos, projeta de maneira positiva nas primeiras semanas de maio e julho.

A balança comercial está começando a demonstrar novos rumos, juntamente com a sazonalidade da safra agrícola, que este ano bateu pontos recordes. Além disso, o BC – Banco Central tem demonstrado ser mais ativo em intervenções cambiais e sinalizando que em sua próxima reunião poderá lançar um termo de flexibilização monetária.

Arrefecimento no ambiente Político do país

As movimentações nos últimos meses para uma relação mais amistosa, tranquila e alinhada entre o Presidente do país, os Governadores, o Senado e o líder da Câmara dos Deputados têm soado mais positiva, recentemente, com as promessas de apoio mútuo para enfrentar a crise atual.

Essa pauta sempre que é levantada pode causar variações absurdamente negativas ou positivas para o mercado da Ibovespa; isso porque, uma possível instabilidade política causa falta de credibilidade em investidores externo, que acabam não injetando seu dinheiro por não saber que rumo tomará o país.

Dessa forma, levando em conta os fatores apontados acima e a visão de especialistas; entenda, a seguir, as projeções para algumas empresas:

  • Ambev (ABEV3) apresenta projeção de 8% e 17,00;
  • Banco do Brasil (BBAS3) apresenta projeção de 10% e 55,00;
  • Bradesco (BBDC4) apresenta projeção de 16% e 35,00;
  • Carrefour (CRFB3) apresenta projeção de 10% e 25,00;
  • CPFL Energia (CPFE3) apresenta projeção de 10% e 43,36; e,
  • JBS (JBSS3) apresenta projeção de 10% e 43,00.

Gostou do artigo? Compartilha com seus amigos, familiares e em suas redes sociais. Por fim, confira em nosso blog as várias formas de investir e lucrar na Bolsa de Valores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *