Sugestões de alocação de ativos para o perfil moderado!

Aprenda a diversificar a sua carteira com as nossas sugestões de alocação de ativos. Saiba mais!
Anúncios


Sugestões de alocação de ativos
Fonte: Google

Alocação de ativos, são estratégias de aplicações que se baseiam na diversificação da carteira de investimentos. Sendo assim, o principal objetivo é o investimento de ativos que não tenham correlação, ou seja, a carteira deverá conter ativos variados. Neste artigo, vamos te dar algumas sugestões de alocação de ativos, para você que se identifica com o perfil moderado entre os investidores.

A principal vantagem de uma estratégia de alocação de ativos é a diversificação que proporciona a redução de riscos. Outra vantagem de importância, é que existe uma certa liberdade para o acionista, porque ele pode estabelecer qual será a periodicidade dos aportes: trimestrais, mensais ou anuais.

Vale ressaltar que, estas sugestões de alocação de ativos têm como principal objetivo proporcionar um direcionamento para você investidor, contudo, não indicamos a venda de ativos atuais, para isso sugerimos que você procure um especialista para explorar com maiores detalhes sobre cada categoria de investimento.

Entre as sugestões de alocação de ativos, o perfil do investidor moderado é considerado o mais equilibrado com relação à tolerância para tomada de risco e a demanda por maiores retornos, o investidor moderado costuma manter as suas alocações por classes em determinados momentos. Leia mais abaixo!

Aprendendo com a crise!

Em todo o mundo, estes primeiros seis meses do ano de 2021 foi marcado pela hipótese da luz no fim do túnel após um ano perdido para a pandemia do novo coronavírus. Enquanto outros países correm atrás de soluções para a crise, aprendem com ela também, na Europa Os Estados Unidos, por exemplo, a vacinação rápida somada aos estímulos financeiros de cerca de US$ 5 trilhões fez com que o retorno a vida normal fosse mais rápida com relação às projeções de crescimento da economia neste em 2021.

Já no mercado brasileiro, iniciamos o ano de 2021 com a nossa bolsa entre as piores do mundo, devido à crise econômica e instabilidade política que estamos passando, além de uma vacinação lenta. Porém, no segundo trimestre as ações da bolsa brasileira começaram dar sinais de recuperação e segundo os analistas esta recuperação deverá continuar até o final do ano.

Com a recuperação da bolsa brasileira, muitos investidores estrangeiros voltaram a investir no país. Segundo economistas, com a aceleração da vacinação poderemos nos recuperar rapidamente. Contudo, um inimigo que vem se desenvolvendo ao longo do primeiro semestre e que pode atrasar o retorno da economia brasileira, é a variante da Covid-19, que deixa muitos investidores estrangeiros com um certo receio de voltar a investir no país, trazendo impactos negativos para o mercado financeiro brasileiro.

Como realizar alocação de ativos?

O primeiro passo para fazer alocações de ativos é definir o quanto você deseja investir em renda variável e renda fixa. Sendo assim, a escolha dos investimentos que será feito deve ser baseada no perfil de investidor que você se identifica. No perfil moderado, o investidor aceita correr certos riscos para ter uma rentabilidade maior.

Sugestões de alocação de ativos
Fonte: Google

Atualmente, existem muitas opções de ativos para escolher quando você for montar a sua carteira, como, por exemplo, na renda fixa é possível investir em LCI, LCA, CDB e no tesouro direto. Todavia, na renda variável, existem ações, os ETFs e os fundos de investimentos.

Por fim, em todo o processo que envolve a aplicação você deverá estar atento(a) na atuação das empresas nas quais, você tem ações e procurar também saber mais sobre as estas aplicações. Existem diversas formas de aprender mais sobre aplicações, como, por exemplo, livros que explanam o mundo do investimento.

Sugestões de alocação de ativos

Para concluir este nosso passeio pelo mundo dos investimentos, aqui estão algumas sugestões de alocação de ativos, para você que se identifica como investidor moderado e está à procura de um equilíbrio entre ser mais tolerante em relação às aplicações e na tomada de risco em busca de retornos maiores.

Para acionistas defensivos, sugerimos aplicar 52,2% nos títulos pós-fixados, 25% em multimercados, 5% em inflação, 6% em renda variável. Entenda que para investidores defensivos, evitar surpresas é fundamental, porém, eles aceitam um pouco de risco.

Já para os acionistas com perfil estrategista, todos os riscos que envolvem aplicações são calculados, contudo, eles têm se arriscado um pouco mais. E por fim, temos o perfil do investidor visionário, para quem deseja ter estabilidade com alguns riscos, por isso estão sempre buscando investimentos que possibilitem maior rentabilidade. Se você é iniciante no mundo dos investimentos, sugerimos a implementação de novas posições por cerca de três a cinco meses, para obter o preço médio dos ativos.

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos, familiares e em suas redes sociais. Em seguida, retorne ao nosso blog e aproveite nosso conteúdo sobre o universo das finanças e investimentos. Esperamos por você! Memivi; melhorando a sua vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *